✓ Resenha: Sedução da Seda - Loretta Chase

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017


Sinopse: Talentosa e ambiciosa, a modista Marcelline Noirot é a mais velha das três irmãs proprietárias de um refinado ateliê londrino. E só mesmo seu requinte impecável pode salvar a dama mais malvestida da cidade: lady Clara Fairfax, futura noiva do duque de Clevedon.
Tornar-se a modista de lady Clara significa prestígio instantâneo. Mas, para alcançar esse objetivo, Marcelline primeiro deve convencer o próprio Clevedon, um homem cuja fama de imoralidade é quase tão grande quanto sua fortuna.
O duque se considera um especialista na arte da sedução, mas madame Noirot também tem suas cartas na manga e não hesitará em usá-las. Contudo, o que se inicia como um flerte por interesse pode se tornar uma paixão ardente. E Londres talvez seja pequena demais para conter essas chamas.
Primeiro livro da série As Modistas, Sedução da seda é como um vestido minuciosamente desenhado por Loretta Chase: de cores suaves e românticas em alguns trechos, mas adornado com os detalhes perfeitos para seduzir.

Título: Sedução da Seda
Autor: Loretta Chase
Série: As Modistas #1
Gênero: Romance de Época
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Onde comprar: Amazon
Classificação: 10 (Excelente!)
Livro cedido em parceria com a editora. 





Eu amo romance de época, e ano passado descobri a autora, Loretta Chase, com o livro O Príncipe dos Canalhas e O Último dos Canalhas. Amei a escrita da autora, mas quando vi a nova série da Arqueiro, As Modistas, não me senti tão empolgada com a leitura, acredito que pelo tema, moda, que não me atrai tanto assim. Por isso enrolei por meses até finalmente ler e ficar com o clássico pensamento: Por que não li antes?!

Vou começar dizendo que o tema é bem diferente para livros de época, pois a protagonista vem de uma linhagem onde a fortuna se acabou, e hoje ela e mais duas irmãs, possuem um fino atelie em Londres, mas sem muito prestígio. No entanto, já são bem estabelecidas na vida.
Marcelline é uma protagonista mais experiente, que fez do dom da costura o sustendo de suas irmãs e de sua filha.
Pausa. Gente, ela tem uma filha e não é casada! Eu achei isso super inovador no cenário. Não sabemos antes do final de "onde vem" essa criança, então ficamos nos perguntando se ela é viúva ou mãe solteira, coisa que é muito pouco abordado nesses livros.

É indiscutível o talento e bom gosto da modista, mas ela precisa fisgar uma cliente de nome para poder alavancar seu negócio, e é assim que Marcelline vai atrás do duque de Clevedon, noivo de Lady Clara Fairfax, a dama mais mal vestida da cidade.
Marcelline não poupará esforços para alcança seu objetivo, nem mesmo que pra isso ela precise jogar sujo, e levemente seduzir o duque, a fim de ganhar sua confiança e consequentemente a influencia sob sua noiva. 

" - Que o diabo a carregue! praguejou em silêncio. - Ela envenenou a minha mente, aquela bruxa."

O duque é o clássico libertino de época. Que acredita em sua força de sedução, e mais que isso, sua imunidade a paixões.

O livro se passa em meados de 1830, e a autora utilizou nos inícios de capitulo, passagens de revistas e jornais dessa época. Todas envolvendo o contexto da trama.

Alternando-se o foco da narrativa, ora sobre a perspectiva do duque, ora de Marcelline, ainda que em terceira pessoa, a autora tem o dom de transparecer sentimentos com intensidade. Isso é presente em todas suas obras, assim como as provocações e brigas entre seus personagens! Se não sair uma boa discussão, as vezes até uma "porradaria", não é Loretta!

"Ele era um predador. Ela também era."

Eu senti empatia por ambos os personagens na mesma intensidade, pois ambos são turrões e arrogantes, cheios de personalidade e isso em momento algum, pendeu para o lado ruim da coisa.

"Não faria diferença o fato de ele ser indolente, arrogante e insensível. Como adoraria usá-lo e descartá-lo, do mesmo modo que os homens usavam e descartavam as mulheres."

Outro mega diferencial, parte que mais amei na trama, foi a forma como a "vilã" é introduzida. É clássico termos uma megera que empata a vida do casal. Aqui, é meio obviou que essa pessoa seria a noiva do duque.  A autora teve todo um cuidado de introduzi-la como uma pessoa passiva, fruto de um relacionamento arranjado, que confundi-se entre amor e amizade. Sendo assim, por vários momentos senti pena dela e pude perceber que ela nunca seria uma vilã de fato.

A trama toda é maravilhosamente bem encaixada, recheada de personagens forte, trazendo tanto cenas românticas, como cenas quentes e ganhando em certos momentos até um pouco de suspense, afinal, existe sim uma megera, e o objetivo dela é sabotar o atelie de Marcelline, roubar seus esboços e a atenção da cliente mais cobiçada da cidade.

" - Eu mereço ser amada, verdadeiramente amada: mente, corpo e alma. Caso não tenha notado, existe uma fila de homens prontos para me oferecer tudo isso. Por que cargas-d'água eu aceitaria um homem que não pode me dar nada além de amizade? Por que eu deveria aceitar você?"

Terminei o livro em absoluto desespero pela segundo, Escândalo de Cetim, onde a protagonista será sua irmã Sophia, que além de modista, ainda escreve matérias para o jornal local, e até onde compreendi, se envolverá com o irmão da noiva do duque! OMG! Rs

Para mim, esse livro foi o melhor da autora que li, e se compara em amor, ao meu queridinho Nove Regras a Ignorar Antes de se Apaixonar!

"Contra todas as probabilidades, veio a esperança. Porque ela era uma sonhadora e uma conspiradora e ninguém pode sonhar ou conspirar sem esperança."

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

9 comentários:

  1. Olá tudo bem?

    O livro já me ganhou pela capa e por ser romance de época, afinal esse é o meu gênero favorito. Outra coisa que gostei também foi o fato de Marcelline ter uma filha e você dizer que rola um mistério sobre de "onde vem" essa filha e outro tópico além da imponente presença do duque é sobre as fotos que a autora usa em cada capítulo sobre a moda naquela época. Eu sou super fascinada nesse tempo e fiquei doida pra ler! Se antes já estava na minha lista agora então não vejo a hora de conseguir ler.
    Parabéns pela linda resenha!

    beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para quem ama o gênero feito eu, vai com tudo, vc vai amar tenho certeza! <3
      Obrigada!

      Excluir
  2. Olá, Andréa. Então... Eu não curto o gênero romance de época, a não ser que seja um título antigo, prefiro os clássicos...
    Achei a construção do personagem bem clichê, apesar de não ter visto nenhum livro do tipo abordando moda e afins... Interessante tb a mãe possivelmente solteira ou viúva, fiquei curiosa em saber como a história dela foi abordada...
    Mas não ao ponto de querer me entregar a leitura...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, pra quem lê muito esse gênero como eu, vê que ele foge um pouquinho do clichê básico, mas vendo pelos olhos de quem não está habituado, te entendo.
      Olha eu gosto tb de alguns clássicos, mas depois da decepção com Pamela, dei um tempo kkkk
      Bjus

      Excluir
  3. Oi Andréa, 10, eita porra! kkkkkk
    Mulher eu tbm adoro as protagonistas femininas da Loretta, morro de rir nos livros e adoro quando elas saem na porrada, tu leu o outro livro lá, né que a mocinha dá um tiro no cara? Amei.
    eu quero muito ler essa série tbm, vou tentar conseguir os livros esse ano.
    Beijoooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh eu sou uma louca por essa autora, sem chance de ser menos que 10, queria era da 11 kkkk <3

      Excluir
  4. Oi.

    Li esse livro ano passado, junto com outros da autora. Sou apaixonada pela escrita da Loretta Chase, me encantei com os livros dela. Agora quero muito ler o segundo volume dessa série. Estou bem ansiosa!

    ResponderExcluir
  5. Dale 10, nossa esse livro foi perfeito pra ti e pelo que vi adoraria ler também.
    Sabe quanto tempo tenho dificuldade em ler um livro de época? Mesmo a resenha sendo ótima não me dá aquela vontade de ler e ter em mãos a obra? Faz anos, anos mesmo. Mas com tu comentando, resenhando dessa forma mudou ao menos por esse livro a minha forma de pensar e ler, vou adicionar na meta de leitura e procurar para comprar.
    Parabéns mesmo pela resenha, ela faz com que desejamos ler o livro de uma forma que nenhuma outra conseguiu.
    http://k-secretmagic.blogspot.com.br/
    Xoxo

    ResponderExcluir
  6. Eita que esse romance de impressionou. Sua resenha foi ótima, deu vontade de ler, meu Deus mais um pra lista.

    ResponderExcluir

Se você tem um blog, deixe o link, retribuo com carinho todos os comentários!

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.