✓ Resenha: O Último dos Canalhas - Loretta Chase

domingo, 6 de março de 2016


Sinopse: O devasso Vere Mallory, duque de Ainswood, está pronto para sua próxima conquista e já escolheu o alvo: a jornalista Lydia Grenville. Só que desta vez, além de seduzir uma bela mulher, ele deseja também se vingar dela.
Ao se envolver numa discussão numa taverna, Vere foi nocauteado por Lydia e se tornou alvo de chacota de toda a sociedade. Agora ele quer dar o troco manchando a reputação da moça.
Mas Lydia não está interessada em romance, principalmente com um homem pervertido feito Mallory. Em seus artigos, ela ataca nobres insensatos como ele, a quem considera a principal causa dos problemas sociais.
Nesse duelo de vontades, Vere e Lydia se esforçam para provocar a derrota mais humilhante ao mesmo tempo que lutam contra a atração que o adversário lhe desperta. E, nessa divertida batalha de sedução e malícia, resta saber quem será o primeiro a ceder à tentação.


Título: O Último dos Canalhas
Autor: Loretta Chase
Editora: Arqueiro
Melhor preço: R$17,90
Classificação: 9,8 (Excelente!) 
Livro cedido em parceria com a editora.





Essa resenha NÃO POSSUE SPOILER do livro anterior.
Os livros podem ser lidos fora de ordem, mas não recomendo, já que uma parte muito gostosa da trama se faz emaranhando acontecimentos do primeiro livro.

Como o que importa sobre a trama está logo ai em cima, na sinopse, irei direto ao que importa para nós, a crítica!

Existem, em geral, dois tipos de livros de época; aqueles mais machistas, em que o convencional (para a época) acontece e você sabe mais ou menos o que esperar, e os de época onde a protagonista tem tendências feministas e pensamentos a frente de sua época. Que também conseguimos imaginar o que nos espera, como uma receitinha de bolo.
Esse livro é o segundo caso, o que me agrada mais particularmente, gosto de mocinhas fortes e destemidas, e essa é pura doideira! Rs

Lydia, segue a linha de personagens da autora, foge um pouquinho do convencional na aparência física. Ela é mais alta que o padrão das mulheres da época e isso, soa em determinados momentos, como algo "diferente", passando uma impressão desajeitada para a protagonista. Como todo bom personagem precisa ser, Lydia tem aquele trauminha de infância, o que a tornou a jornalista determinada que é hoje, livre de preconceitos. Ela não vem de uma família de nome (depois descobriremos mais sobre isso) mas até então, ela não tem nada à oferecer e não esta disposta para o casamento!

"No mundo real, adulto, era mais fácil encontrar unicórnios do que príncipes encantados." 

Mallory segue a linha também, é um canalha convicto. Não podia deixar de ser, afinal é o título da série não é mesmo? Rs. Mallory herdou, com sofrimento, o ducado de Ainswood. A reputação de sua linhagem, também herdara com louvor, e agora era o último de uma família de canalhas! Não estava mesmo querendo uma esposa, até o título lhe cair no colo e as pessoas ficarem cobrando pelo casamento...

"- Deus me livre das metidas a intelectuais. Sabe qual é o problema delas, Jaynes? Como não trepam com regularidade, algumas mulheres assumem as fantasias mais estranhas, como a de imaginar que conseguem pensar." (Duque de Ainswood)

Existe uma coisa que eu não gosto nos livros da Loretta, deve ser a única que realmente me incomoda, a mania de colocar três nomes para cada personagem e alterná-los com muita frequência no mesmo parágrafo. Até eu pegar o ritmo do livro, digamos, umas 50 páginas, fico completamente perdida com quem é quem. Lydia é também Grenville e Ballister, já Mallory é também Ainswood e Vere. Compreendo que isso deixa o texto mais bonito, mais formal, nomenclaturas, mas eu me perco, infelizmente meu cérebro demora para associar os nomes... 
A narrativa possui uma pequena formalidade, se enquadrando bem na época, deixando o livro com aspecto contemporâneo sem tirar dele a impressão de algo vivido a mais de um século.

O que você precisa anotar ai: Lydia dirige um cabriolé! (isso ai da foto!) Ela é totalmente doidinha, essa é a melhor característica dela, entrar pelas janelas, sair vestida de cigana, de homem, não é nada perto dela dirigindo esse Cabriolé! E é ele que irá causar a melhor aposta do livro entre os protagonistas. Quem é melhor motorista, me diz ai, homem ou mulher? Rs
Claro que toda boa tensão e competição entre sexos opostos, cria uma deliciosa tensão sexual também, e será que esse canalha vai resistir?

"As virgens significavam encrenca demais; ela se considerava páreo para qualquer homem e era arrogante, cabeça-dura e intelectual, a espécie de fêmea mais desprezível etc. etc.
Ele não era santo. Nunca havia aprendido a resistir à tentação. Agora tinha os braços tomados por ela e não conseguia nem raciocinar nem sentir vontade de soltá-la." 

Sim, tem aquelas cenas hots que amamos! Aquelas que são poucas, e deliciosas. Marcantes como a autora fez no livro anterior. Aquele gostinho de complemento, não podia faltar para sentir a profundidade entre os personagens. A mocinha é virgem, como de se esperar, e quando ela perde sua virgindade é bem real! Sabe aquela coisa de será que está certo? Ahh você sabe se já passou por isso! Rs. Ninguém nasce sabendo, apenas imaginando! Mas tem hot que a virgem é expert... Então, ponto para a autora!

Gosto da autora. Por quê? Faz críticas ótimas a sociedade, das quais podemos aplicar nos dias de hoje. Usa cenas eróticas com maestria. Conduz o casal ate o ápice da paixão, sem forçar a barra, criando tensão e tesão entre eles. Trás o final que esperamos para a metade do livro, nos presenteando com algo mais até o final, envolvendo uma vilã (burrinha), irmãs desaparecidas, atos heroicos e muitas risadas! Tudo isso em menos de 300 inacreditáveis páginas. Quem disse que livro curto é raso?

Lembra que falei no começo para você ler na ordem os livros, pois se você já leu O Príncipe dos Canalhas, você com certeza já se apaixonou pelo Lord Belzebu (Dain). E ele está aqui e com tudo! Recorde ai: aquele amigo sem noção que confundi a noiva (Jess) do Dain com uma prostituta e leva a maior surra no hotel, ele é o Mallory!! Mas que coisa rapaz!! 
Dain e a esposa fazem uma aparição pra lá de especial, matando a saudades e mostrando uma amizade muito realista entre os rapazes. Mostrando também que, depois do 'felizes para sempre', tem vida sim! Existe uma independência e uma cumplicidade que completa o casamento. E sabe o melhor de tudo? Dain continua rude, não foi porque se apaixonou e casou que mudou de personalidade e virou um patife! Ele continua sendo ele e Jess continua sendo ela! Não acima do marido, mas lado a lado com ele. A ligação entre os dois é inteligente! Mais que isso, a ligação entre eles e o casal protagonista é inteligente e... Surpresa!

"As mulheres estão sempre pensando, e se você não quiser ser manipulado o tempo todo, recomendo que exercite seu cérebro obtuso e lento para compreender o da sua esposa." 

Na parte física, fiquei satisfeita como sempre. A diagramação segue o padrão da editora, simples e agradável aos olhos. A capa por outro lado, fugiu do padrão da anterior, mas eu gostei, apesar do modelo não ser exatamente como o protagonista.

É aquela receitinha de bolo, que da certo e fica saboroso! Se você gosta, se joga!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

22 comentários:

  1. Oi Andréa, eu já li esse livro e adorei a história, assim como a escrita da autora, Loretta Chase. É muito bom saber que os livros dessa série podem ser lidos de forma aleatória, mas eu não consigo não lê-los na forma certa de publicação. Acho melhor porque já conhecemos quando entra um personagem de outro livro, entre outros fatores importantes. A parte física do livro continua sendo ótima, seguindo os padrões da editora. Adorei a sua resenha e fiquei com vontade de reler a série novamente hehehe Beijos, Fê

    ResponderExcluir
  2. Oi, Andrea
    Estou muito curiosa para começar a ler os livros da autora, mas realmente essas mudanças de nomes geralmente me confundem também. Mesmo ficando mais bonito a escrita eu prefiro que repita o nome mesmo rs
    Gosto também desse escrita mais formal, acho que isso deixa o romance com um toque especial. Adorei a resenha e espero ler o livro em breve.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Amiga eu ainda não li nem o primeiro livro e só tenho lido mesmo as resenhas das pessoas que já leram e gostaram. Sempre tenho visto os mesmos comentários do tão lindo que é e confesso que estou já ficando bem curiosa para fazer a leitura, mas antes vou ver se compro o segundo livro, porque assim eu começo a ler um e depois já vou adiante no próximo, porque deve ser uma estória realmente muito linda. Eu vou pesquisar alguns preços hoje, até porque como hoje é dia internacional da mulher, fiz meu ex me presentear com livros hahahahaa...vamos ver =P

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/03/memorias-literarias-7-por-que-nao.html

    ResponderExcluir
  4. Oi Andrea, ainda não li nada desta autora e não foi por falta de elogios e indicações, porque pelo que percebi, ela é uma das melhores do gênero. Adoro romances, mas li pouquíssimos de época e acho que vou mergulhar neste estilo com esta série aqui. valeu pela indicação e sua resenha me deixou empolgada a conhecer esta história o mais rápido possível.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi *--*

    Li só o primeiro livro e gostei bastante. Todas as resenhas que vi falam só amores sobre esse, adoro livros de e´pocas então já pode imaginar que ele entrou para os desejados, ainda mais por Dain estar ai <3. Adorei sua resenha, você é bem sucinta nas suas explicações.

    Bjos
    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oie, tudo bem?

    Eu amei esse livro. O li recentemente e fiquei encantada mais uma vez com escrita e a história criada pela Loretta. Já virei fã dessa mulher! Comparando com o primeiro, eu curti muito mais esse, amei o casal e suas façanhas. Eles são incríveis juntos!

    Beijos,
    Dai | Cheiro de Livro Nacional

    ResponderExcluir
  7. Oi Andrea
    Não sou muito fã de livros de época, mas a grande quantidade de resenhas que leio estão despertando minha curiosidade.
    Sei que todos falam que podem ler fora da ordem, mas acho que leria o Príncipe dos canalhas primeiro.
    Bom saber que você gostou e o livro ganhou uma nota tão alta.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  8. Oiii!

    Concordo plenamente! LORETTA tem essa mania irritante de colocar vários nomes na mesma pessoa e eu fico boiando em quem é quem hauahauahau.

    Eu já li esse livro e AMEI! A escrita dessa obra foi bem mais divertida que o primeiro e eu amei matar a saudades de Sebastian linfo HAHAHAAH.
    Estou apaixonada pelo estilo da obra e devorando todos os romances de época.

    Ótima resenha como sempre!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Amo romances de época e tenho muita vontade de ler essa série de livros!
    Não li nenhum ainda da Loretta e tenho curiosidade de conhecer a escrita dela!
    Essa coisa dos nomes deve realmente confundir, mas eu acho que ao decorrer da leitura a gente se acostuma.
    Espero ler em breve e na ordem pois já ouvi falar maravilhas do primeiro livro também!

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  10. Oie...
    Tenho os dois livros dessa série e infelizmente ainda não consegui lê -Los, pois estou com várias leituras atrasadas, fica até difícil escolher a próxima dentre tantos bons livros que tenho aqui pra ler. Esse sem dúvida é um dos mais elogiados que tenho aqui, vou tentar cumprir minhas obrigações com as parcerias o mais breve possível esse mês para poder conferir essa história tão atraente.

    Abçs
    Sou bibliófila

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Ano passado meu apaixonei pelos livros de romance época e ainda não li a opção um, Só li livros do gênero onde a protagonista é forte e a frente do seu tempo e admito que amo personagens assim.
    Não conhecia esse lance de dar 3 nomes para um personagem e também acho que ficaria completamente perdida, acho não, tenho CERTEZA KKKK.
    Eu amei a premissa e espero poder ler o livro em breve.

    ResponderExcluir
  12. Olá linda,

    Eu já sou apaixonada por Lorde Belzebu e suas loucuras pessoais e seu jeito duro e forte de ser, mas fiquei fascinada por Vere. Só tem jeito de durão, mas é uma manteiga derretida e adorei a Lygia que é mais decidida do que a Jess.

    Beijos
    Joanice Oliveira

    ResponderExcluir
  13. Oii!
    Ahh sou apaixonada por romances, principalmente os de época ♥ Gostei bastante do enredo desse e já amei a Lydia, amo personagens doidinhas ;) Quero muito ler os livros dessa autora, são muito recomendados e parecem ser muito bons! Amei a resenha ♥

    Beijão!
    http://loucaspaginasblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá Andréa!

    Suas citações foram excelentes: a segunda já revela o pensamento misógino do "canalha" da vez e o primeiro mostra como a protagonista é uma mulher mais centrada na realidade. O que me deixa curioso em saber como raios eles conseguiriam se relacionar amistosamente. Ótima resenha (e adorei que você tenha colocado a imagem de um cabriolé.)

    Ah, também achei bem interessante o seu sistema de notas.

    Abraços,
    Rodrigo.
    www.literaturaempauta.com.br

    ResponderExcluir
  15. Aiai, confesso que estou um pouco saturada de ver a capa desse livro por aí. É que eu não gosto de romance de época e parece que todo mundo já leu o último dos canalhas menos eu. Me sinto até um Et. Rsrs.
    Mas achei sua resenha muito bacana e bem formulada, com certeza para quem gosta desss gênero é um livro maravilhoso. Pois só vejo críticas positivas sobre ele.
    Vou aguardar as próximas dicas.
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  16. Olá Andréa,
    Gostei muito, muito da sua resenha.
    Já tentei ler o outro livro da Loretta, mas não consegui me apegar a leitura, acho que isso é normal, pois dizem que sua narrativa é bem diferente, mas, não funcionou na época (pretendo tentar novamente).
    Esse segundo volume me chamou bem mais a atenção por a personagem ser meio doidinha. Sério, fiquei encantada com essa qualidade! Espero curtir a leitura!
    Beijos ♥
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Andréa, eu sou louca para ler essa série desde que eu vi o lançamento do primeiro livro, sua resenha me cativou muito com tantos elogios e com essas notas tão altas, meus parabéns, com certeza já está na minha lista!

    Beijos

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/03/resenha-sombras-do-mundo.html

    ResponderExcluir
  18. Olá, ótima resenha. Eu já li o livro anterior e estou animadíssima para ler esse, já que amo romances de época e a mocinha desse me parece bem interessante, gostei bastante da escrita da autora.

    ResponderExcluir
  19. Olá Andréia, tudo bem?

    Eu ainda estou me perguntando o porque ainda não li esse livro, se eu sou mega apaixonada por romance históricos. Eu estou louca para ler esse série, e com essa nota tão alta ainda me deixou cativar e ficar com mais vontade ainda de ler.

    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Olá.

    Você não imagina a vontade que eu tenho de ler esse livro, e até agora não consegui. Eu preciso urgentemente ler, já li tantos resenhas positivas que eu não consigo segurar a vontade de ir correndo a uma livrara e comprar. Acho que vou coloca-lo no lugar de alguma futura leitura, preciso mesmo ler!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Nunca li nada da Loretta Chase, mas tenho um interesse imenso em fazê-lo. Primeiro porque realmente gosto de romances de época, e segundo porque os elogios à escrita da autora são inúmeros. Eu gosto muito dessas séries em que podemos ler os livros fora de ordem, pois dá uma liberdade maior, porém, quando fizer a leitura, lembrarei que você não recomenda. Achei bacana a autora fazer uma crítica à sociedade na obra. sua resenha reafirmou a minha vontade de ler.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  22. Olá

    Eu sou uma pessoas que adora romance de época, mas como você prefiro os que a protagonista tem pensamentos a frente de sua época, gostei da premissa justamente por isso ,ao meu ver não adianta o livro tem uma leitura fluida e coisa e tal, e a protagonista ser cheia de mimimi e ainda por cima esperar que os outros resolvem as coisas pra ela não dar,fora que já faz um tempinho que li um romance de época, quero voltar a ler, quem sabe não começo por esse, adorei a resenha.

    Bjss

    ResponderExcluir

Se você tem um blog, deixe o link, retribuo com carinho todos os comentários!

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.