✓ Resenha: Em Um Bosque Muito Escuro - Ruth Ware

quinta-feira, 2 de março de 2017


Em um bosque muito escuro é narrado por uma escritora reclusa que aceita o convite para a despedida de solteira de uma amiga de escola com a qual não tinha contato há anos. Quarenta e oito horas depois de chegar ao local da festa, uma casa de campo isolada, ela desperta numa cama de hospital, com a devastadora certeza de que alguém está morto. E mais do que tentar lembrar o que aconteceu no fatídico fim de semana, precisa descobrir o que fez. Com uma atmosfera inquietante, em que segredos do passado são revelados aos poucos e as relações se constroem pelo entrelaçamento de admiração, carinho, inveja e ressentimentos, Ruth Ware entrega um thriller arrebatador, que não à toa a colocou entre os principais nomes do novo suspense feminino, como Paula Hawkins e Gillian Flynn. Em um bosque muito escuro será adaptado para o cinema por Reese Whiterspoon.
Ponto forte: suspense feminino de qualidade, com adaptação garantida para o cinema. O segundo livro da autora, The girl on cabin 10, que será lançado pela Rocco em 2017, está há dez semanas no ranking do The New York Times.

Título: Em Um Bosque Muito Escuro
Autor: Ruth Ware
Gênero: Thriller
Editora: Rocco
Páginas: 288
Onde comprar: Amazon / Saraiva
Classificação: 8,8 (Ótimo)
Livro cedido em parceria com a editora. 





Em Um Bosque Muito Escuro é o livro de estreia da autora, lançado pela Editora Rocco na coleção de suspenses contemporâneos, Luz Negra.

Nora imaginou desde o momento em que recebeu aquele e-mail com um convite para a despedida de solteira de Clare, amiga que não via à dez anos, que as coisas não poderiam acabar bem, mas nunca lhe passou pela cabeça acordar em uma cama de hospital com uma única certeza: alguém havia morrido na noite anterior. Mas quem? Sua memória recente havia desaparecido.

Nora tem um passado conturbado com seu ex namorado, algo (que é parte do grande segredo da trama) aconteceu, eles se separaram e ela nunca superou a mágoa. Juntamente a esse ocorrido, Nora acabou mudando-se e deixando para trás além do ex namorado, as amigas também.
No presente ela é uma escritora que ainda prefere viver reclusa (e problematizar tudo). Com todo esses distanciamento ela de fato não acreditava que a amiga lembraria-se de chama-la para sua despedida de solteira, e vendo que tinha outra colega em comum na pequena lista de convidados, decide que não poderia haver mal em revê-las.

Tudo já começa meio estranho pois Clare, era uma garota bem popular no colégio, e em sua festa estão apenas cinco pessoas, mas isso não levanta suspeitas aos olhos de Nora. Ainda levando em conta que a organizadora foi uma amiga da noiva que ela não conhecia, e parece ser obcecada pela amiga. Flo é o tipo de personagem que você sabe que tem algo errado mas não sabe se ele está lá para tirar seu foco, ou de fato é quem procuramos. 

“- As pessoas não mudam – disse Nina com amargura. - Elas só ficam mais habilidosas para esconder o que realmente são.”

Até ai, tudo estaria bem normal, se não fosse pelo fato dessa festa, que tem três dias de "programação" muito estranha (que inclui aulas de tiro e tábua ouija), estar situada em uma casa de vidro em meio a um bosque totalmente isolado.

E é num clima de revelações do passado (incluindo o noivo e o passado da protagonista) que a casa parece estar sendo invadida por assaltantes (ou seria algo planejado?) e toda a magoa, raiva e acerto de contas saem do controle. A pessoa que quer vingança joga tão bem com os medos dos colegas que coloca um toque sobrenatural (que não existe de fato) no jogo, criando uma histeria coletiva.

No inicio da narrativa, temos o presente da protagonista nos narrando a trama, que encontra-se em fuga, ensanguentada em meio a floresta e em seguida a acompanhamos para o hospital onde acontece os interrogatórios policiais. Então é o tipo de livro que você já começa sabendo parcialmente o que houve e sente-se instigado a descobrir se suas apostas estão corretas. O livro todo mescla capítulos de presente e passado, revelando somente no final todo o segredo, como de costume nesse gênero.

Senti um clichezão? Senti, contudo não posso negar que devorei o livro pela escrita agil e detalhada, a profundidade dos personagens é boa e a trama, em noventa por cento, é bem presa. A autora mantem esse ritmo graças ao final de cada capitulo, que intercalado a períodos diferentes, não fazem o leitor querer ler apenas mais um capitulo, a necessidade é de no minimo mais dois para ver se a protagonista lembra de mais alguma coisa.

Lembrando vocês que clichê não significa algo ruim, e sim uma trama feita em "forma de bolo" que na maior parte das vezes da certo, como foi o caso desse aqui.

Thrillers e suspenses são meu segundo gênero literário favorito, embora eu venha negligenciando isso, e lendo muito pouco deles. No entanto, assisto filmes do gênero assiduamente, e com essa "leve experiencia", preciso dizer que peguei o segredo de primeira, senti um conflito interno do gostei/não gostei diante de algumas cenas menos verossímeis, como nos interrogatórios da policial. Me questionei sobre a importância de alguns personagens na história, onde até acontece um drama sobre eles, mas não resulta em nada. Outros pontos menos relevantes como a "burrice" do assassino em determinados momentos e a ingenuidade da protagonista que não costumo considerar, pois nem sempre temos um plano perfeito ou um pessoa "esperta", isso pra mim é bem realista, ainda mais quando falamos de pessoas tóxicas.

No geral, não foi um primor de suspense, mas gostei muito da leitura, achei bem válida, ainda que sem grandes pretensões, me agradou, por momentos cumpriu seu papel em me deixar tensa e envolvida.

"Sou escritora, sou uma mentirosa profissional. É difícil saber quando parar, sabe? Quando vemos uma lacuna na narrativa, queremos preenche-la com uma razão, um motivo, uma explicação plausível."






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

17 comentários:

  1. Olá, sempre quis ler esse livro porém nunca parei sequer para ler a resenha dele, essa foi a primeira que realmente parei para poder ler, e realmente eu estava certa que esse livro fala de trama de suspense, misterio e etc..adorei muito esse ainda mais, é claro que estar na minha lista de leitura a muito tempo mas agora quero muito poder começa a ler...Amei a resenha!!

    ResponderExcluir
  2. Oi.
    Eu também sou muito fã de Thrillers e suspenses, ele só perde para Romances de época pelo qual morro de paixão.
    Fiquei muito curiosa para saber qual desfecho essa trama irá tomar, gosto bastante desse clima de mistérios e vinganças, enfim esse vai para minha lista com certeza.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Não sou muito chegada a Thrillers e confesso que não estou muito animada pra ler o livro em questão.
    Parece ser uma história bem escrita e acho que é uma boa pedida pra quem é fã de suspense.
    Achei a premissa do livro interessante e capa muito bem caprichada.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  4. Amo clichês desde que bem trabalhados rsrs
    Gosto desse tipo de suspense, mas como sou um pouco desatenta preciso de atenção para ligar os caps do presente e passado senão me perco na história.

    ResponderExcluir
  5. Ultimamente estou lendo bastante thrillers e estou considerando-o como o meu gênero literário favorito. Eu estou com sede nessa obra há um bom tempo e sua resenha colaborou com isso, pois quero tirar minhas conclusões em relação aos pontos que te incomodaram, também quero saber mais sobre Nora. Adorei a resenha e as fotos, parabéns! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, Andréa! Confesso que sua empolgação até me deixou animada, mas como não sou fã de suspenses, não gastaria meu dinheiro nele, porém se alguém me emprestasse até arriscaria a leitura.

    Beijos,Lu
    Blog: Apaixonada por Romances “A leitura é uma porta aberta para um mundo de descobertas sem fim.”

    ResponderExcluir
  7. Olá, já havia ouvido falar desse livro, mas nunca procurei saber mais sobre ele, sou apaixonada por suspense e fiquei super feliz em ver sua animação com este livro,pretendo comprá-lo logo <3

    ResponderExcluir
  8. Andica!
    Gosto muito dos thrillers policiais quando são bem escrito.
    Suas ressalvas foram bem relevantes e tem coisas que nem dá mesmo para entender, como o fato da protagonista estar longe de todos há tanto tempo e ainda assim aceitar fazer parte da festa... comigo não cola.
    Mas como sou bem curiosa, quero ler.
    Bom final de semana!!
    “Se sabemos exatamente o que vamos fazer, para quê fazê-lo?” (Pablo Picasso)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  9. Não sou muito de ler suspense, mais gostei muito da sinopse.Nao descarto ler ele, mais tenho outros na frente.
    Só um comentário, e ruim que eu ia ficar nessa despedida, tudo muito sinistro.
    Kkkkk

    ResponderExcluir
  10. Comprei esse livro há alguns dias apesar de não ter lido muitas resenhas positivas sobre ele. Na verdade, vi algumas bem negativas.
    O enredo dele tem um pouco do livro anteriormente resenhado (ou que eu comentei, pelo menos hahah) de pessoa sem memória, relacionamento conturbado, pessoa morta e tal, mas acho que no fim são bons elementos para um suspense.
    Gosto muito de suspense e thriller então já estou acostumada com os clichês. Bom quando os autores conseguem nos prender através da escrita, porque evitar os clichês parece impossível quando você lê muito de um gênero.

    Beijos
    Duas Leitoras - no Top Comentarista de Março você pode escolher entre 4 livros!

    ResponderExcluir
  11. Oi Andrea, esse livros que geram esse conflito interno sobre o que achamos da obra me dão nos nervos porque fico angustiada. Eu achei a história interessante com toda essa onda de mistério, e apesar de não ser meu gênero preferido, tenho lido muitas obras assim ultimamente.
    Beijos
    [SORTEIO]Baile Literário
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  12. Oi mana, faz um bom tempo que não venho no blog mas já voltei com uma ótima resenha. Primeiramente vamos começar pelo fato que ela aceitou um convite de uma pessoa que não via a 10 anos, eu digo que nunca iria aceitar sem fazer uma boa varredura porque vai que era um trote. Deu pra ver que você pelo menos curtiu o livro já que quando ficamos naquela barreira de gostei ou não é meio difícil da uma opinião sincera sobre a leitura. Eu também não leio muito desse gênero mas por termos aqui um livro que apesar de ser meio clichê com um enredo rápido acho que não me importaria de ler o livro ( ainda estou decidindo). Obrigada pela resenha.

    ResponderExcluir
  13. Oiee. Quando eu li a sinopse eu logo pensei: deveria ter uma adaptação. E eu ainda nem tinha acabado de ler. Primeiramente eu acho a protagonista uma tola em acreditar um convite de uma pessoa que ela não vê há anos. Vir para um lugar totalmente desconhecido. Ainda mais em uma casa de vidro em meio a um bosque isolado. Mas o que me agradou foi essa mescla de passado e presente. Acho que a trama fica mais interessante assim. Me lembra de Garota exemplar, que é ótimo. Espero gosta deste, a sua resenha me deixou muito curiosa. Beijo.

    ResponderExcluir
  14. Um suspense? ☆☆☆
    Bom,na minha opinião não o classifico assim. E se é o que você deseja ler, procure outro título. A história é fraca, assim como as revelações.Não sei qual é o problema de algumas autoras que vem trazendo tanto romance em histórias que eram para ser de suspense. Para mim, teve muito romance e pouca ação, o que acaba deixando o amante do gênero Policial/ Thrillers totalmente angustiado e decepcionado com sua escolha.
    Quem quiser ler, faça sem grandes expectativas. É bom para pessoas que buscam histórias com revelações de segredos do passado (previsíveis até para quem não lê o gênero), e sem cenas assustadoras ou sanguentas.
    Mas não deixa de ser uma leitura rápida, no meio confesso que achei um pouco enrolado.
    Os personagens poderiam ter sido muito mais trabalhados, sinto que mesmo que o desfecho do livro já era claro desde a metade do livro, poderia ter sido mais!
    Mas como dizem, toda leitura é válida!

    ResponderExcluir
  15. Quero muito ler esse livro,pois apresenta um misto de crime, amnésia, mistério, ingredientes necessários a uma boa trama,mesmo clichê,gosto bastante.Fiquei curiosa para saber do passado conturbado dá Nota com o ex namorado e amei a personagem ser escritora.Realmente as atividades programadas para a despedida são bem estranhas
    Gostei de saber que a narrativa alterna presente e passado,gosto de assassinos que cometem burrices e protagonistas ingênuas.Irei conferir.😘❤

    ResponderExcluir
  16. Oi Andréa,
    Adoro livros deste gênero, pois este tipo de trama faz eu me envolver mais na história. Todo o mistério gerado em torno do passado dos personagens, o cenário e ambientação são elementos que, combinados e bem usados pelo autor, criam uma história envolvente e instigante. Neste caso a autora, desde o início, vai persuadindo o leitor, inserindo elementos atrás de elementos muito suspeitos na história, talvez na intenção de desviar o foco e tornar história mais misteriosa. Mesmo que o livro seja um pouco clichê (o que não acho ruim, pois até gosto de clichê), achei a premissa bem interessante e pretendo realizar esta leitura!!

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Geralmente esse não é o tipo de livro que gosto muito de ler, mas algo na trama conseguiu me prender a atenção, mesmo achando um pouco esse cenário todo meio forçado, porém parece que a historia da autora acaba fazendo tudo se encaixar e deixando uma leitura envolvente e misteriosa, me deixando bem curiosa para poder saber mais sobre essa historia, se tiver oportunidade quero ler esse livro !!

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.