Destaques

assine a newsletter

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

✓ Resenha: Ao Meu Redor - Elysanna Louzada


Título: Ao Meu Redor (Skoob) | Autor: Elysanna Louzada | Gênero: Romance de Época | Editora: Astral Cultural | Páginas: 224 | Onde comprar: Amazon / Submarino | Classificação: 4 Estrelas | Publicidade


Assista aqui ↴



Prefere ler? Pode fazê-lo aqui ↴

A obra literária Ao Meu Redor, é um romance de época com início em 1911, mas que desenrolará seu enredo principalmente na década de 20, em São Paulo.
Esses são dois elementos bem legais já que a época não é tão longínqua, uma data onde por exemplo, minha avó nascia e portanto, já pude ouvir algumas histórias de como as coisas funcionavam, distante em muitos aspetos e nem tanto assim em outros. O fato do cenário principal ser São Paulo tornou minha experiência de leitura ainda mais realista, já que São Paulo é a minha cidade, e mesmo que não fosse, ainda assim a narrativa trás cheirinho de terra nossa. 

Apesar do romance que sempre esperamos num livro do gênero, Ao Meu Redor toca em pontos delicados da nossa história e da sociedade. Sutilmente nos fala da escravidão que na trama é recém abolida (e até onde realmente foi abolida?), ainda sutilmente nos fala sobre as diferenças de classe, mas o que traz em enredo principal, que será o tempo todo explorado, é o tráfico de pessoas; mais especificamente o tráfico de jovens mulheres.

A ingênua Maria Antônia de quinze anos não poderia prever, muito menos ter consciência para evitar o que aconteceria com ela. Ao render-se a sua primeira paixão, caiu nas mãos de um homem trinta e cinco anos mais velho, de lábia doce, que a fez se sentir amada. Órfã de pais, nunca sentiu o amor aos cuidados dos tios, e a carência de afeto é sempre muito perigosa. Na maioria das vezes nos entregamos a falsas promessas na ânsia de atenção, na ânsia de sermos amadas e sentirmos um mínimo de cuidado e carinho.

Esse homem, um importante negociante de café, também mantinha um bordel na capital onde alimentava o desejo impuro dos homens, aliciando jovens em condições vulneráveis, de famílias humildes da lavoura, e imigrantes enganadas e aprisionadas em cárcere privado sendo violentadas dia após dia.

Maria Antônia se depara com tudo isso muito jovem, um amor que não passou de uma mentira, que agora a obriga lutar pela sobrevivência, pela dignidade e pela sanidade junto as demais garotas, fazendo com que aprenda desde muito jovem como seu gênero é subjugado na sociedade, que sua voz não tem lugar e que precisa se manter forte e aguerrida diante à vida. Após sua fuga, refugia-se na Europa por anos, até o dia que recebe um recado de sua melhor amiga que ainda vive no Brasil. Sophia tem um pedido a fazer e Maria Antônia não recusaria de forma alguma, ela precisará voltar e enfrentar um passado de traumas profundos. Traumas marcados por enormes cicatrizes em sua pele , cicatrizes que a farão se sentir mais viva e forte do que nunca.

A premissa da obra é bastante pesada, cabe inúmeros debates aqui dentro. Porém o livro não veio com esse propósito, é o tipo de romance que vem para entreter, mas junto traz ao leitor pontos de reflexão para pós leitura. Nossa protagonista é muito forte, e isso é uma singularidade de cada mulher, principalmente quando falamos em mulheres que sofreram abuso sexual. Cada mulher terá uma forma de lidar com isso diferente, e que não nos cabe julgar. Por isso aqui cabe sim um romance. Maria Antônia entre muitos traumas estará em certo momento apta a um novo amor, ao recomeço, e isso pode sim acontecer, como pode não acontecer também depois de um estupro. A autora deixou bastante claro os posicionamentos que a protagonista tem, o início do pensamento feminista nela e como isso vai amadurecendo na personagem. Assim como a forma que ela lida com o amor e também com a maternidade. Eu sou bastante crítica com esse assunto e nessa obra eu percebo que a autora mostrou, de forma sutil, os pormenores direcionando seu livro para o lado romântico. Não vi nenhum problema nisso. Não houve abuso romantizado e o livro também não traz cenas eróticas, apenas românticas.

Ao Meu Redor é um livro que não perde a essência sentimental ao expor assuntos sérios e importantes. Entretenimento com um bom conteúdo.


Comentários via Facebook

2 comentários:

  1. The movement 240 PS C is distinguished replica watches uk trusted deaiers by its 22K gold off-center micro-rotor, as opposed to fake rolex the more commonly used central rotor seen in other mass-market Calatrava models and simpler Patek fake breitling complications. Finally, the finishing of the movement is no less impressive with perfectly aligned Côtes de fake omega Genève finish across bridges, perlage peeking through on the base plate, and mirror polishing on the bevels and fake tag heuer screws, an unbelievably time-consuming practice that is considered the height of decorative finishing fake hublot in Haute Horlogerie. The present example is accompanied by a Patek Philippe box, fake cartier papers, push pin, and hangtag.

    High-end fashion classic replica watches, worth collecting.www.vipwatches.co

    ResponderExcluir
  2. MELHOR LIVRO QUE JÁ LI RECOMENDO >> https://youtu.be/kzeC9Q66X5U

    ResponderExcluir

© Fundo Falso | Por Andréa Bistafa – Desde 2010 - Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in