✓ Resenha: Em Águas Sombrias - Paula Hawkins

sábado, 23 de dezembro de 2017



Sinopse: Nos dias que antecederam sua morte, Nel ligou para a irmã. Jules não atendeu o telefone e simplesmente ignorou seu apelo por ajuda. Agora Nel está morta. Dizem que ela se suicidou. E Jules foi obrigada a voltar ao único lugar do qual achou que havia escapado para sempre para cuidar da filha adolescente que a irmã deixou para trás.
Mas Jules está com medo. Com um medo visceral. De seu passado há muito enterrado, da velha Casa do Moinho, de saber que Nel jamais teria se jogado para a morte. E, acima de tudo, ela está com medo do rio, e do trecho que todos chamam de Poço dos Afogamentos…
Com a mesma escrita frenética e a mesma noção precisa dos instintos humanos que cativaram milhões de leitores ao redor do mundo em seu explosivo livro de estreia, A garota no trem, Paula Hawkins nos presenteia com uma leitura vigorosa e que supera quaisquer expectativas, partindo das histórias que contamos sobre nosso passado e do poder que elas têm de destruir a vida que levamos no presente.

Título: Em Águas Sombrias (Skoob)
Autor: Paula Hawkins
Gênero: Thriller Policial
Editora: Record
Páginas: 364
Onde comprar: Amazon / Submarino
Classificação: 10 (Excelente!)
Livro cedido pela editora. 





A cidade de Beckford é marcada pelos casos de suicídio em um local conhecido como Poço dos Afogamentos. O rio que percorre a cidade traz uma beleza sem igual, porém, também é cenário de dor.

“Na parede oposta à entrada, imagens do Poço dos Afogamentos. Várias delas, de cada ângulo concebível, de todas as perspectivas possíveis: descorado e glacial no inverno, o penhasco negro e desolado, ou cintilante no verão, um oásis, luxuriante e verde, ou cinza-fosco e pedregoso, coroados por nuvens de tempestade, muitas e muitas delas. As imagens se fundiam em uma só; um ataque vertiginoso aos olhos. Tive a sensação de estar lá, naquele lugar, de cima do penhasco olhando para baixo, para dentro da água, sentindo aquela emoção pavorosa, a tentação da entrega total e absoluta.” (p. 21)

Após Nel ser encontrada no rio, sua irmã Jules reaparece depois de anos. As duas não se falavam há muito tempo, principalmente pelas diferenças de personalidade. Quando Jules se mudou, acabou também deixando Nel para trás e sequer conhecendo sua sobrinha – a já adolescente - Lena.

Apesar de Jules ter certeza de que a irmã jamais cometeria suicídio, tudo aponta que ela realmente pulou do penhasco. Entretanto Lena parece convicta e, no estúdio de Nel, há muitas fotos de lugares em que os que já perderam as esperanças vão, como a floresta de Aokigahara.

“[...] Não é típico de você fazer o que disse que não faria, ir contra si mesma.” (p. 53)

Nel era bem sucedida, fotógrafa, fascinada pelas águas de Beckford e estava escrevendo um livro sobre o Poço dos Afogamentos. Porém, não era muito querida pelos demais moradores, devido à sua personalidade forte.

Em pouco tempo, a polícia começa a investigar o caso e vários pontos sem explicação começam a surgir. Por que sua filha Lena diz com tanta certeza que Nel quis que fosse assim? Por que sua irmã Jules não atendeu suas últimas ligações? Estaria Nel tão envolvida com seu livro que encontrara a maneira ideal de finalizá-lo?

“[...] A água, escura e opaca, oculta o que há por baixo: algas que te prendem, que te arrastam para o fundo, pedras pontiagudas que cortam a pele e a carne. Acima paira o penhasco de rocha de ardósia cinza: um desafio, uma provocação.” (p. 43)

A narrativa de Paula Hawkins é muito envolvente, prendendo totalmente a atenção, principalmente por manter capítulos intercalados por vários personagens e por nos transportar totalmente para o mistério das águas de Beckford. Desta forma, conhecemos com maior profundidade a corajosa Lena, o passado nebuloso de Jules, a perspicácia da detetive Erin, e até mesmo personagens que julgamos mais secundários.

“As coisas que quero lembrar não consigo, e as coisas que faço de tudo para esquecer não param de voltar à minha memória.” (p. 17)

Os personagens possuem personalidades bem marcadas, como as atitudes opostas das irmãs Nel e Jules e a genética de Lena, uma verdadeira cópia da mãe. Também lidamos com situações típicas de cidades pequenas, onde todos se conhecem e muitos boatos se espalham com facilidade.

A capa está linda, assim como a diagramação e a revisão impecável. A trama traz um suspense cheio de detalhes, histórias, fatos que se mesclam e se unem aos mistérios do Poço dos Afogamentos como uma bola de neve. Em Águas Sombrias encontramos mulheres fortes mas também muitas mentiras, remoemos a história de uma cidade pequena cheia de segredos, reviramos casos do passado, viramos página atrás de página em busca de pistas e do que realmente aconteceu nas águas escuras de Beckford.

Nota: Essa autora é aclamada pela obra A Garota no Trem, livro que já foi adaptado com sucesso para o cinema. Infelizmente eu ainda não tive a oportunidade de lê-lo, e ao que parece, Em Águas Sombrias foi escrito antes e eu adoraria fazer o comparativo da escrita. Então quem sabe em breve trago também essa resenha pra cá!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

  1. Amanda!
    Suspense é sempre bom para se ler, mas quando bem desenvolvido e que prende o leitor, não quando vemos uma escrita misturada entre os protagonistas e e o enredo um tanto confuso.
    Deve ser complicado ser denominada de encrenqueiras, mesmo que não surjam durante o livro as encrencas.
    Ainda assim, desejo conferir.
    Bom final de semana e FELIZ NATAL!
    “Celebrar o Natal é crer na força do amor, é isto que transforma o homem e o mundo. Feliz Natal!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA dezembro 3 livros + 2 Kits papelaria, 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Então Amanda , eu me sinto uma et as vezes porque eu não gostei tanto assim da garota no trem , e sou minoria absoluta , é que eu desvendei o misterio o assassino logo de cara entao pra mim nao teve um desfecho surpreendente , sim a autora conseguiu me prender ate a ultima pagina ,mas não achei excepcional como muitos .
    Enfim , entretanto fiquei com muita vontade de ler em aguas sombrias , fico feliz que gostou do livro e fez uma excelente resenha , se eu tiver oportunidade vou ler esse livro ,darei mais uma chance a autora kkkkkk ,beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi meu bem, tudo certo?
    Adorei seu blog, parabéns pelo trabalho!
    Já segui e curti sua página, vou acompanhar.
    Beijos, sucesso. :*
    www.freakandcreepy.com

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.