✓ Resenha: Garotos de Lugar Nenhum - Elise McCredie

domingo, 19 de novembro de 2017



Sinopse: Já imaginou retornar para casa depois de uma excursão da escola e descobrir que ninguém se lembra de você? Que sua existência simplesmente foi apagada, como se você nunca tivesse nascido? Parece um pesadelo, mas é o que acontece com Felix, Andy, Sam e Jake em Garotos de lugar nenhum, versão em romance da primeira temporada do famoso seriado de TV australiano Nowhere boys. Depois de passarem uma assustadora noite de tempestade perdidos na floresta durante o que seria um passeio rotineiro a um parque nacional da região, os meninos finalmente conseguem retornar para casa. Mas, estranhamente, ninguém os reconhece, nem mesmo seus familiares. Presos em um universo paralelo onde eles não existem para o mundo a sua volta, os quatro tentam entender o que aconteceu quando percebem que uma força das trevas está à solta. E precisam lutar para restaurar as coisas, antes que ela os destrua de uma vez por todas.

Título: Garotos de Lugar Nenhum (Skoob)
Autor: Elise McCredie
Gênero: Young Adult / Sobrenatural
Editora: Rocco
Páginas: 296
Onde comprar: Amazon / Submarino
Classificação: 9.8 (Excelente!)
Livro cedido em parceria com a editora.



Tudo começa com uma excursão da escola para o Parque Nacional da Cadeia Montanhosa de Bremin. Os grupos são formados por quatro alunos, escolhidos pelo professor Bates, que juntos deverão observar a fauna e a flora do local ao atravessar uma trilha já demarcada.

O grupo de Felix, o garoto gótico, não poderia ser mais destoante, formado pelo nerd Andy, o atleta Jake e o mauricinho Sam. Quando os garotos – nada felizes com o grupo – começam a andar pela floresta, Felix passa a agir de modo estranho, principalmente por estar responsável pelo mapa. Contudo, um vento forte o arranca de suas mãos e os meninos, na tentativa de recuperá-lo, se afastam da trilha e caem em um penhasco.

Além do desespero causado pela situação, há ainda uma tempestade que começa a se formar no céu, fazendo-os se abrigarem em uma estranha clareira, que parece saída do filme A Bruxa de Blair.

“Andy seguiu sua voz e caminhou pelos arbustos até chegar a uma pequena clareira. Parou e olhou em torno. Através da chuva, viu que nos galhos das árvores que circundavam a clareira havia coisas estranhas penduradas. Eram claramente objetos feitos pelo homem. E de aparência muito esquisita.” (p. 25)

Sem alternativas, os garotos passam a noite na floresta. No dia seguinte, após escaparem de um tornado, encontram o acampamento de um morador local que se oferece para levá-los no carro até o centro da cidade.



O irreal ocorre quando os quatro garotos voltam: ninguém os reconhece, nem mesmo seus pais, que parecem levar uma vida totalmente diferente de antes. Após verificarem que não há comprovação alguma de que eles existem no mundo, acabam se abrigando em uma cabana abandonada, prestes a enfrentar coisas ainda mais estranhas, como um ataque de animais.

Ao mesmo tempo em que Felix sofre um conflito interno e insiste em esconder um importante segredo de Andy, Jake e Sam, eles precisarão se virar para sobreviverem sem ter para onde ir.

Os personagens com personalidades e estilos de vida totalmente diferentes dão um toque especial à leitura: frente aos acontecimentos inexplicáveis, eles precisarão se unir e conviver com as diferenças que, até então, era apenas motivo para piadas, como a mente perspicaz de Andy e suas teorias sobre dimensões paralelas e buracos de minhoca.

“Andy respirou fundo. Do início. Bom, havia um probleminha. Se eles lhe contassem tudo do início, teria de falar da teoria da amnésia, suplantada pela teoria dos buracos de minhoca, que foi atualizada e virou a teoria do sonho acordado. Agora, porém, até mesmo aquela teoria também caiu por terra, uma vez que eles tinham sido atacados por abelhas, corvos e mesmo assim não haviam acordado.” (p. 162)

Sam, o mauricinho com a vida perfeita, sofre uma grande transformação no decorrer da obra, vendo a si mesmo com outros olhos. No geral, todos os garotos passam a dar valor para o que tinham antes, mesmo o que parecia simples, como ter família e amigos, uma casa para morar e comida.

A trama é criativa e bem elaborada, contando com uma narrativa que prende totalmente o leitor, marcada por ação e suspense. Os personagens, com suas semelhanças e diferenças, são o ponto forte da história, envolvendo aspectos sobrenaturais, vultos e bruxaria, mesclados com toda a humanidade possível.

O livro ainda conta com trechos divertidos, tipicamente adolescentes, protagonizados pelo nerd Andy, que logo se tornou meu personagem preferido.

A capa está linda, assim como a diagramação e a revisão. Uma curiosidade é que o livro foi inspirado na série Nowhere Boys, disponível no Netflix.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

  1. Amanda!
    Gosto de livros de fantasia no estilo, onde tem outras dimensões e os personagens podem confrontar sua vida antiga com o novo lugr em que estão, gosto também de todo o vlima de mistério que permea a trama.
    Pena que algumas questões ficaram sem resposta, mas pelo jeito, teremos mesmo um novo volume.
    Uma semana carregado de luz e paz!
    “A arte de ser sábio é a arte de saber o que ignorar.” (William James)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA novembro 3 livros, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.