✓ Resenha: Quase um Romance - Megan Maxwell

quinta-feira, 16 de março de 2017




Sinopse: Desde a perda dos pais e o fim de um relacionamento complicado, Rebecca tem levado uma vida solitária. No entanto, quando esbarra em Pizza – uma cachorrinha abandonada que parece precisar tanto de afeto quanto ela –, a jovem pressente que sua vida está prestes a mudar. Paul Stone é campeão de Moto GP, e pai de Lorena, uma menina encantadora que ele cria sozinho. Administrar a carreira e a família não é um trabalho fácil, ainda mais quando as mulheres em seu redor parecem interessadas apenas no piloto famoso, e não no homem real. Quando os dois se esbarram – com uma ajudinha de Pizza e Lorena –, Paul tem certeza de que encontrou o que vinha procurando há muito tempo. Já Rebecca não está assim tão disposta a abrir espaço em sua vida para uma nova relação, mas como resistir à amizade, aos sorrisos e aos olhares de Paul?

Título: Quase um Romance (Skoob)
Autor: Megan Maxwell
Gênero: Romance
Editora: Suma de Letras
Páginas: 232
Onde comprar: Amazon / Saraiva
Classificação: 8,8 (Ótimo)
Livro cedido em parceria com a editora. 




Quase Um Romance, foi quase uma boa leitura rs

O livro nós trás a história de Rebeca, uma advogada que encontra uma linda cadelinha no estacionamento da empresa certo dia, a leva para casa com a intensão de doa-lá, mas acaba se afeiçoando e ficando com ela. Dai a capa do livro.

Paul é um Piloto da Moto GP, muito famoso no meio que vive. Pai de uma menina adorável, Lorena (encantadora demais mesmo), é divorciado e cria a filha com a ajuda da mãe e uma babá.
Então certo dia os dois se esbarram em uma loja de roupas, ambos querendo comprar a mesma jaqueta, única peça, ela para presentear o irmão que vem visita-lá no natal e ele, para si. Então em um "embate" bem cômico, ele acaba deixando a jaqueta para ela.

Depois disso o destino parece conspirar contra os dois já que passam a se encontrar com frequência, e a filha de Paul acaba se encantando pela cachorrinha de Rebeca num dia que estão juntas na rodoviária. Assim nasce um lanço de amizade entre todos, Rebeca e paul (que é claro, ficam tentados com a beleza e carisma de ambos) a garotinha pela cachorrinha, a mãe do rapaz pela bela moça e seu irmão Kevin, pela gentileza e aparente interesse do moço.

"Kevin sorriu, olhou para a porta por onde tinha desaparecido a irmã e, ainda sorrindo, disse:
- Se gosta dela, siga em frente. Mas se a fizer sofrer, volto para te dar a maior surra que você já viu.
Paul o observou se afastar, um sorriso se formando nos lábios."

Até aqui nó notamos que a história é bem batida, clichê em todos os pontos. Passando pela fase de descoberta entre eles, ciúmes bobo, e o casal se estabelecendo que vem o mistério e o sofrimento da protagonista.

Mas nada disso me convenceu. Infelizmente tudo acontece rápido demais, e não tem aquela profundidade nos sentimentos e nas situações, muita coisa paralela, como a agressão do marido à amiga, com um capítulo somente direcionado a ela, algo que não agrega em nada na trama, e outros devaneios. Contudo, eu sou uma fã da autora, e a escrita dela é maravilhosa mesmo cometendo esses erros, assim juntando aos capítulos bem curtinhos, o livro passa rapidamente, mas deixa um gostinho de quero mais. Não no sentido de continuidade e sim de profundidade. É como se essa obra fosse uma "raspa de tacho" da autora.

Vai acontecer tanta coisa envolvendo o trabalho da protagonista, misturada a máfia, aos irmãos, ao passado da mãe e do pai, a profissão do namorado, sexo, ao relacionamento da amiga, que a gente vai se perdendo na emoção da coisa. Tem a filhinha caindo doente, a cachorrinha também, tem até meios irmãos brotando no meio de uma investigação com prostitutas e, meu Deus, quanta coisa rsrs E ai eu te pergunto: Como tudo isso cabe em 230 páginas? Pois é, não cabe!

O pouco das caraterísticas dos personagens que pegamos pelo caminho, no entanto, são muito bons. Paul é o protagonista que todas as autoras deveriam se inspirar, ele é um cavalheiro, age com elegância, controla todos seus instintos "masculinos ou animalescos", sabe discutir com classe, ainda que a Rebeca seja uma "mártir chiliquenta" achando que pode defender o mundo todo, a supergirl. É aí que a parte do suspense também se perde. Rebeca age como se pudesse proteger todos que ama dos malfeitores enquanto na realidade ela praticamente é uma boboca do lado de fora da coisa toda.

Os demais personagens secundários "do bem", são praticamente todos muito cativantes e engraçados, e os "do mal" bem estereotipados. 
Fiquei triste com o pouco de enfase dado na Pizza, a cadelinha. Esperava bem mais da presença dela no livro, e apesar dela ter realizado o elo entre eles, através de Lorena, em nenhum momento ela ganha o destaque como eu esperava.

Finalizando, seria totalmente injusto eu dizer que não curti a leitura. Eu adoro a escrita da Megan, e mesmo tendo ficado insatisfeita com a profundidade da trama, eu fiquei feliz com as personalidades e com a mensagens no final das contas.

Se eu pudesse, pediria a autora para reescrever o livro, mas deixa-lo com umas 400 páginas pelo menos!
Eu vou indicar esse romance para quem gosta de leitura dinâmica, é muito bom, fofinho e divertido, só pouco explorado.








Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

11 comentários:

  1. Andréa, primeiro gosto muito de romances,e esse tem um personagem especial que é a cachorrinha Pizza, confesso que amo histórias com animais.Fiquei muito curiosa para acompanhar esse romance fofo entre Rebecca e Paul.Sem contar da Lorena.Pena que a história tenha sido rápida da e não tenha lhe convencido deixando um "vazio" de quero mais.Realmente muita coisa para poucas páginas ,400 páginas seria ótimo.Fiquei triste em saber que não foi dada tanta ênfase a Pizza,o que achei uma pena também,mas já que é fofinho e divertido,darei uma chance.😘❤

    ResponderExcluir
  2. Eu, como uma fã da Megan fiquei bastante decepcionada! ☆☆☆
    Realmente não apareceu um livro escrito por ela. A leitura é bem despretensiosa, não há “lição de vida”, nenhum super envolvimento com as personagens e nada de suspiros ou tensão demais (Adoro)rs'. Mas é uma leitura leve e boa para passar o tempo.
    Me diverti muito com a pizza e a Rebecca, mesmo quando eu queria esganar ela por agir como ela agiu com o Paul, mas ele também foi um idiota muitas vezes (meio que mereceu).
    A autora podia ter se aprofundado mais na Rebecca e no Paul no final, isso foi uma das coisas que me entristeceu. Eu achei que, em alguns momentos entre eles e a Lorena por exemplo podiam ter sido melhor aproveitados. Entretanto, é um livro gostoso de ler... uma leitura bem rápida. 

    ResponderExcluir
  3. Estou bem curiosa em relação a essa história.
    Li algo parecido em uma obra da Bella Andre. Gosto bastante de cães e filhos envolvidos no relacionamento do casal e sinto que vou curtir bastante esse livro.
    Parece ser uma leitura bem delicinha :)
    Espero conferir em breve.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  4. OI Andréa.
    Uma pena que o livro não foi lá essas coisas para você.
    Também fico decepcionada quando o romance acontece muito rápido, sem om devido aprofundamento ao ponto de me deixar frustrada.
    Ainda bem que a personalidades dos personagens salvou um pouco a história, adoro quando eles me conquistam.
    Mas ainda assim pretendo ler com certeza.
    bjs.

    ResponderExcluir
  5. Oi Andrea, apesar dos clichês evidentes na história - quem estou enganando? sou louca por clichês - desde a primeira vez que coloquei os olhos nesse livro, fiquei com vontade de ler. Adorei o nome da chachorrinha! Já vi diversas opiniões sobre a obra e acredito que vou ter que ler para poder formar a minha.
    Espero gostar da leitura.
    Beijokas
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  6. Andica!
    Achei que seria um ótimo romance e por sua nota final, é um bom romance, mesmo com todas suas ressalvas, você deu uma nota bem boa e fiquei até na dúvida...kkkkkk
    Como gosto dos clichês, da autora, livros com cachorros e crianças, arrisco ainda fazer a leitura.
    “Não confunda jamais conhecimento com sabedoria. Um o ajuda a ganhar a vida; o outro a construir uma vida.” (Sandra Carey)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  7. Oi Andréa,
    A premissa deste livro é bem clichê, mas como adoro clichês, a sinopse me interessou em um primeiro momento, mas sua resenha apontou várias questões bem interessante. O fato da autora inserir muitos elementos e situações na história, e talvez por isso fica difícil se apegar a trama ou aos personagens, pois são poucas páginas para muito assunto. Confesso que foi a inserção da cachorrinha (a Pizza) e a capa (que achei um amor), que mais me chamou atenção neste livro. Mesmo não sendo nada muito inovador, acredito ser uma leitura divertida e gostosa de se fazer!!

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Já li uma resenha sobre esse livro e achei fofo a historia porém esses detalhes são bem interessante que você aborda porque não saberia se seria bom ler ou não mas seria uma historia linda, fofa e cliche...!

    ResponderExcluir
  9. oi andrea.
    nunca li nenhum livro da megan, esse livro parece aqueles livros fofos pra pra passar o tempo.. LINDA RESENHA

    ResponderExcluir
  10. Não sei por que, mas achava que a Suma de letras só publicava terros ._.
    Enfim, eu vi algumas resenhas desse livro mas nenhuma me deu "aquela" vontade de ler e agora só confirmei o que já sabia: não quero ler.
    Eu já não gosto de tramas muito clichêzinha, sendo mal explorada então eu quero mais é distância! Uma pena quando os autores escrevem demais e só enrolam, mas também é uma pena quando escrevem demais e a trama acaba ficando sem profundidade

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Ainda não li nenhum livro da Megan, mas tem algumas livros dela na minha lista de leitura, gostei dessa historia, mesmo ela parecendo não convencer muito, pelo enrendo ela me deixou curiosa para ler, parece ser aquele tipo de historia leve, divertida e simples, mas que nos conquista, adorei essa capa que está muito fofa e fiquei interessada nesse livro !!

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.