✓ Resenha: No Limite da Loucura - Maureen Johnson

domingo, 18 de dezembro de 2016




Sinopse: Uma das autoras mais queridas do público jovem na Inglaterra e nos EUA, e celebridade no Twitter, Maureen Johnson deixa sua protagonista Rory Devereaux No limite da loucura na eletrizante sequência de O nome da estrela. Depois de se envolver no misterioso caso do assassino em série que se fazia passar pelo lendário Jack, o Estripador, espalhando o medo pela capital britânica, a garota é enviada para a casa dos pais em Bristol. Mas ela não pensa duas vezes quando tem uma chance de retornar a Wexford e reencontrar os amigos. Sua volta a Londres, no entanto, revela mais sobre seus próprios poderes do que ela poderia supor e a põe no centro de uma nova – e sinistra – onda de crimes que vêm desafiando até mesmo a polícia secreta que combate os fantasmas na cidade. No segundo livro da trilogia Sombras de Londres, Rory Devereaux precisa enfrentar seus próprios medos e agir antes que seja tarde.


Título: No Limite da Loucura
Autor: Maureen Johnson
Série: Sombras de Londres #2
Gênero: Fantasia Sobrenatural
Editora: Rocco
Páginas: 304
Onde comprar: R$19,90
Classificação: 
Livro cedido em parceria com a editora.






a
No Limite da Loucura é a continuação de O Nome da Estrela. No primeiro livro, conhecemos Rory, a garota americana de Bénouville – Louisiana, que se muda para Londres para estudar em Wexford, um colégio estilo internato de preparo intensivo para a faculdade. Acontece que o colégio fica no antigo território em que o famoso assassino, Jack o estripador, atacava. Não demora muito para casos parecidos com os antigos assassinatos surgirem e colocar Londres de ponta cabeça.

Rory está bem no meio de tudo isso e, para ajudar, aparentemente ela é a única pessoa que enxerga o assassino. As vítimas são encontradas nos mesmos dias dos casos de Jack, sempre com semelhanças como nome ou idade. É nesse cenário caótico que Aurora – ou Rory – conhece Stephen e Callum, pessoas que, como ela, possuem a visão. Ou seja, após o peculiar acidente com o pedaço de carne que quase a levou a morte, Rory passa a enxergar os fantasmas que vagam pela cidade, alguns fortes a ponto de poderem fazer mal e outros não mais que um pequeno sussurro.

Em No Limite da Loucura, após enfrentar o temível imitador de Jack, Rory está de volta à casa dos pais, em Bristol, entediada entre uma e outra sessão de terapia. Todavia, algo surpreendente acontece quando ela toca em um fantasma, durante uma simples caminhada perto de casa. Paralelo a isso, um brutal assassinato ocorre no leste de Londres, no Pub Royal Gunpowder, onde, aparentemente, um funcionário ataca seu chefe com um martelo.

“Ainda teria que voltar para o colégio algum dia. Não dava para ficar encolhida no sofá e me negar a viver indefinidamente. A vida nunca deixaria de ser uma série de momentos dolorosos, a questão era: eu ia me recolher à posição fetal ou ia posar de adulta? Fui me deitar em posição fetal para decidir. Até que era uma posição bem confortável.” (p. 108)

Com suas novas descobertas, Rory é incapaz de focar nas lições de casa. Stephen, como parte de um departamento peculiar da polícia que cuida de fantasmas que causam problemas, precisa da sua ajuda e logo a garota consegue voltar para Wexford, onde passa a investigar a conexão entre uma rachadura no chão causada pela morte de um fantasma assassino com outros assassinatos brutais e estranhos que ocorrem na região, todos na área de seu colégio, assustadoramente construído sobre um antigo hospital psiquiátrico.

“Estávamos instalados bem em cima do cemitério da instituição psiquiátrica mais mal-afamada do mundo, o que é talvez centenas de vezes pior que os antigos cemitérios supostamente mal-assombrados que, nos Estados Unidos, sempre dão lugar à novas construções. Um monte de fantasmas loucos [...]” (p. 144)

Os dois livros da Maureen Johnson são fantásticos. As tramas são muito bem amarradas, em uma narrativa cheia de suspense, mas também divertida, mesclando o cenário adolescente ao fantástico e assustador ambiente de fantasmas e assassinatos. A história segue um estilo próximo ao da autora Cassandra Clare, trazendo uma obra completamente viciante. 

A Rory é uma protagonista difícil de não se apaixonar, uma garota que fala demais e quando coloca alguma coisa na cabeça nada a faz desistir. É determinada e um tanto desajeitada, sempre trazendo situações divertidas. Todos os personagens são muito marcantes, como os policiais Stephen, Callum e Bu, a colega de quarto Jazza e o namorado de Rory, Jerome.

“Minha capacidade de ver fantasmas, minha visão, era resultado de dois elementos: eu possuía a habilidade inata e havia tido uma experiência de quase morte no devido tempo. Não era magia. Não era sobrenatural. Era, como Stephen gostava de colocar, a capacidade de reconhecer e interagir com a energia vestigial de uma pessoa falecida, porém, não extinta, que continua a existir em um espectro geralmente não capturado pelos seres humanos.” (p. 29)

Os cenários são todos bem descritos e, sendo a história ambientada em Londres, a torna mais atraente ainda. O universo fantástico com aquele clima de ensino médio é um prato cheio para quem é fã de fantasia, assim como eu. A leitura é totalmente viciante e confesso que já se tornou uma das minhas trilogias favoritas. E, é claro, já estou mega ansiosa para ler a continuação!

A capa é bonita, mas acho que não chamou tanto minha atenção logo de cara (confesso que pela capa não me deu muita vontade de ler). A revisão está ótima, mas as letras são um pouco pequenas – admito que prefiro letras grandes rs.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

  1. pois eu fiquei intrigada de cara só pela capa do livro... olhando a premissa, talvez eu lesse, o que me desanimou um pouco foi o fato de lembrar a escrita de Cassandra Clare, que não rolou bem comigo... de qualquer forma, não descarto de todo a possibilidade de ler... curto o gênero...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  2. Oi. Eu li meio que por cima a resenha, como ainda não li o primeiro livro, fiquei com medo de ler os spoilers que tem na resenha. Mas só pela capa já fiquei interessada na leitura. Esse ano pretendo ler mais gêneros e esse já vai pra lista de futuras leituras.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Se eu já queria ler o primeiro livro, sua resenha só me deixou com ainda mais vontade de ler não só o primeiro mas esse também...
    Sabe que eu curto essa capa???
    Mais do que curiosa para conhecer essa história :)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.