✓ Resenha: Nerve - Jeanne Ryan

segunda-feira, 19 de setembro de 2016




Você já se sentiu desafiado a fazer algo que, mesmo sabendo que pode se arrepender depois, acaba levando em frente? A heroína deste livro também.
Vee cansou de ser só mais uma garota no colégio, e quer deixar os bastidores da vida para assumir seu merecido posto sob os holofotes. E o jogo online Nerve, febre nacional transmitida ao vivo, pode ser o início dessa trajetória de sucesso. Basta que ela clique no botão “Jogador” em vez de “Espectador” para entrar na disputa, que propõe, a cada etapa, um desafio novo.
A adolescente acaba formando uma dupla imbatível com Ian, um garoto desconhecido com quem trava contato ao se inscrever em Nerve. Juntos, vão galgando posições no jogo. Mas, conforme os dois avançam na disputa, os desafios ficam cada vez mais complexos... e perigosos.



Título: Nerve
Autor: Jeanne Ryan
Gênero: Ficção
Editora: Planeta
Páginas: 304
Onde comprar: R$26,30
Classificação: 9,1 (Ótimo)
Livro cedido em parceria com a editora. 


Vee é a garota “atrás das cortinas”. Coordenadora de figurino do teatro da escola, nunca foi a estrela do palco. Tímida e meiga, sempre age de forma discreta e politicamente correta. Um dia, se depara com o anúncio do jogo Nerve em seu celular, e decide participar apenas para provar para os outros que ela também pode ser a estrela, principalmente para Matthew, o protagonista da peça, de quem ela está afim, e para sua bela amiga Sydney, que sempre rouba a cena nos palcos.

Para concorrer à uma vaga no jogo, deve-se cumprir algum dos desafios listados no site. Com a ajuda de Tommy, seu amigo dos bastidores, Vee escolhe o que lhe parece mais fácil: entrar em uma cafeteria, pedir um copo de água gelada e virá-lo em sua própria cabeça, dizendo: “água fria me deixa quente”.

No caminho para a cafeteria, contudo, a ideia já lhe parece loucura. Ela quase chora só de imaginar a vergonha, mas essa parece a única forma de provar para os outros que ela também é corajosa.

Em Nerve, vários competidores realizam tarefas bizarras em troca de prêmios, que vão desde sapatos novos à viagens e bolsas de estudo. Quem joga é denominado Jogador, e quem observa – os fãs que também são pagos por fotos inusitadas dos jogadores – são os Observadores.

Após conseguir realizar sua tarefa, Vee se sente péssima, principalmente por que não se ligou que sua blusa branca ficaria transparente ao ser molhada. Contudo, a transmissão ocorre ao vivo e, em pouco tempo, seu vídeo recebe várias visualizações e comentários, transformando o mal estar inicial em euforia. É chamada para mais um desafio, e este a leva a outro e mais outro, onde conhece o jogador Ian, com quem passa a compartilhar as missões, e se aventura em locais não muito amigáveis, desde uma festa particular à uma zona de prostituição.

Mas o que ela não imaginava era que sua vida seria totalmente invadida pelos organizadores de Nerve, suas tarefas passariam a ser pessoais e seu contato com as outras pessoas seria bloqueado. Vee começa a se perguntar o que eles serão capazes de fazer e até que ponto o que os Observadores veem é real. Os prêmios, a fama ou provar para os outros do que é capaz já não faz o menor sentido quando estar no jogo significa colocar em risco sua própria vida e a de seus amigos. Desistir não é uma opção e, para ajudar, os milhares de fãs Observadores parecem não se importar com nada além de sua própria diversão.

Nerve é um livro para se ler em um dia só. Com a narrativa fácil e envolvente, devoramos as páginas muito rápido para descobrirmos em qual desafio bizarro Vee irá se enfiar. A trama segue um estilo adolescente – que eu adoro, rs – com conflitos típicos dessa idade, afinal, quando crescemos não ligamos tanto para a opinião alheia, que é o que faz Vee entrar no jogo.

Gostei muito da Vee e confesso que me identifiquei com ela. Achei incrível a mudança que ocorre ao longo da trama, mas não porque ela mudou, pelo contrário, ela agiu como sempre foi, contudo, não conseguia ver isso antes, o quanto já era corajosa e como sua personalidade não era algo ruim.

O tema é original e me chamou a atenção logo de cara. Toda a trama ocorre em torno da ação do jogo e do suspense pelo que virá, não é um livro que se profunda muito em personagens ou nos cenários, contudo, achei as informações satisfatórias para a compreensão da história, possuindo uma leitura rápida e sem muitos detalhes.

Não morri de amores pela capa, rs - apesar de adorar a Emma Roberts - achei que ela poderia ser melhor trabalhada, outro ponto que me incomodou é que a cena da capa – em que eles estão em uma moto – não ocorre no livro. Pelo pouco que vi no trailer, sei que muitos pontos divergem entre o livro e o filme, que ainda não tive a oportunidade de assistir. No mais, a diagramação e a revisão foram impecáveis.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

15 comentários:

  1. Oi Amanda!

    Eu adorei o trailer do filme e quero muito assistir. O livro, tbm quero ler. Sempre os livros são melhores que s filmes, por isso, só vou assiti-lo depois que eu ler o livro.

    Gostei muito da sua resenha, ainda não havia lido nenhuma e fiquei bem curiosa. O livro parece curto mas cheio de ação, o que eu adoro!

    Ótima resenha!
    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Quero muito ler esse livro, não assisti o filme ainda, então espero ler o livro logo.

    ResponderExcluir
  3. Nossa, tá todo mundo falando muito bem do livro e filme e tô louca pra conferir.
    Pela sua resenha, parece ser bem do tipo que eu gosto, e me interessei bastante pela premissa.
    Acho que o fato de não se aprofundar muito nos personagens não vai me atrapalhar, mas espero me identificar com a Vee igual você!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  4. Oi, Amanda!!
    Que resenha maravilhosa amei a indicação!! Com certeza quero ler esse livro!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  5. Olá Amanda! Tinha visto apenas uma resenha do livro, tdo mundo flando super bem dle, estou curiosa pra conferir!
    Parabéns pela resenha!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Fiquei sabendo a pouco tempo do livro e do filme.
    Fiquei super curiosa, confesso.
    E sua resenha me deixou ainda mais interessada <3
    A história parece ser diferente e muito boa.
    Espero poder conhecer a obra em breve.
    Quero ler o livro antes de ver o filme, sou dessas haha
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  7. Ao ver a capa já estava imaginando algo bem futurista e tal...Me enganei feio. Ainda não conhecia o livro, nem o filme. Mas achei a proposta diferente e bem bacana, parece ser uma leitura leve e ao mesmo tempo divertida. Gostei bastante de conferir tua resenha. Seria um livro que leria sim!

    ResponderExcluir
  8. Nossa, já tinha visto a capa desse livro por aí, mas não fazia IDEIA do que se tratava. Adorei saber que envolve jogos e competições, o que deve causar bastante ação durante o livro, além de não se tornar uma leitura lenta e cansativa. Vou procurar assistir o filme, e se eu gostar, compro o livro. Adorei a sua resenha.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Amanda!
    Deve ser um livro carregado de aventura e de superação, afinal a protagonista tem de superar sua timidez para atingir os objetivos desejados.
    Deve ser bem agitado o livro.
    “A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  10. Já vi o trailer desse filme e estou louca para ver (e depois dessa resenha, ler o livro também) Muita coisas nessa história me chamou a atenção: o jogo e seus desafios ''locos'', Vee e sua timidez, a aliança com o desconhecido Ian, os observadores (agora que eu entendi o porque que as pessoas no trailer ficava tirando foto/ filmando a menina onde ela ia - porque eles ganham com isso) e as consequências de se jogar Nerve. Fiquei meio decepcionada pelo filme e livro ter cenas diferentes (mesmo isso sendo comum) mas mesmo assim estou muito animada para conhecer amba as obras

    ResponderExcluir
  11. Não vi o filme ainda, mas tinha achado a história bem interessante, e queria ver pela Emma Roberts e o Dave Franco. Daí descobri que tinha um livro, e pensei logo que deveria ser ainda melhor que o filme. Sua resenha realmente me deixou curiosa, o enredo é muito bom.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  12. Estou doida tanto para ler o livro quanto para ver o filme. Ouvi bons comentários sobre ambos, mas cá entre nós o livro sempre é mais bom que o filme. Achei super interessante a proposta do libro, bem diferente pode assim se dizer. A capa realmente não é uma das melhores, mas amei a Emma Roberts como a protagonista. Amo muito ela.

    ResponderExcluir
  13. Olá.
    Ainda não assisti o filme, mas tenho curiosidade, pois o enredo parece interessante. Quanto ao livro, não sei se chegarei a ler. Sua resenha está ótima, muito bem explicada. Obrigada. Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    A capa tambrm não me chamou a atenção! Nem sabia sobre o que era o livro. Parece muito interessante! Fiquei com vontade de le-lo. Parabéns pela resenha! Adorei!

    ResponderExcluir
  15. Oi..
    Ja li resenha do livro e assisti o trailer do filme e fiquei bastante curiosa principalmente apos assistir o trailer,mas quero muito ler antes de assistir,li bons comentarios obre o livro o que me deixou mais curiosa ainda.. otima resenha..
    Um abraço e muito sucesso :)

    ResponderExcluir

Se você tem um blog, deixe o link, retribuo com carinho todos os comentários!

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.