✓ Resenha: Seduzida Por Um Guerreiro Escocês - Maya Banks

quarta-feira, 13 de julho de 2016




Sinopse: Eveline Armstrong é imensamente amada e protegida por seu clã, mas as pessoas a consideram diferente, pois apesar de ser linda e encantadora, a moça sofreu um acidente que lhe causou sequelas não só psicológicas, mas também físicas, visto que ela ficou surda. Satisfeita com sua vida reclusa, ela aprendeu a ler lábios e permitiu que o mundo a enxergasse como uma tola. Contudo, quando um casamento arranjado a torna esposa de Graeme Montgomery, integrante de um clã rival, Eveline aceita seu destino - despreparada para os deleites que viriam. Enredado pelos mistérios de Eveline, cujos lábios silenciosos são cheios de tentação, Graeme vê seu casamento ameaçado devido às rivalidades entre clãs e agora deverá enfrentar inúmeras adversidades para salvar a mulher que lhe despertou tanto amor.


Título: Seduzida Por Um Guerreiro Escocês
Autor: Maya Banks
Série: Montgomery & Armstrong #1
Gênero: Romance Histórico / Hot
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 415
Onde comprar: R$35,90
Classificação: 9,6 (Excelente!)
Livro cedido em parceria com a editora. 


Essa resenha foi feita em vídeo e escrita, ressaltando pontos diferentes. Fique a vontade para ver/ler as duas ou só a de sua preferência ☺



Seduzida estou eu!

Seduzida Por Um Guerreiro Escocês é um romance de época que se passa na Escócia, como o próprio nome sugere, onde não temos datas especificadas. Toda a trama acontece na época em que os clãs guerreavam pela posse das terras no país.

Montgomery e Armstrong são os dois clãs mais poderosos da Escócia, e também rivais mortais. O líder Armstrong venceu e matou o líder Montgomery no passado e hoje, Graeme, filho sucessor a liderança, comanda seu clã e alimenta juntamente a todos, um ódio corrosivo pelos Armstrongs.
Diante desse fato, que podeira geral um guerra poderosa, o rei Alexandre decreta que o Líder, Graeme, deve se casar com a filha do líder rival, Eveline. Filha do guerreiro que matou seu pai.

Por ai podemos ver que vai ser complicado esse casamento dar certo, mas temos um agravante para Graeme, pois sua noiva além de filha do inimigo, também é conhecido como louca. Sendo assim, ele toma como seu futuro infeliz a ideia de que ela nunca poderá cumprir com sua obrigação de esposa e gerar herdeiros.
Eveline não é louca. Ela sofreu um acidente à alguns anos, que lhe roubou a audição. Sem poder ouvir e com dificuldade de se comunicar, ela acabou deixando que as pessoas acreditassem que desenvolverá uma deficiência mental, assim podendo fugir de uma certa situação que não vou revelar para vocês.

"A mãe de Eveline não parecia se preocupar em discutir a condição da filha diante dela, mas Graeme não queria machucá-la com essa conversa,. Era assim que toda a familia de Eveline a tratava? Como uma idiota? Ignorante?"

Como faz parte de todo romance de época, o clichê precisa existir, e essa trama toda que contei para vocês, por si só já tem aquele clichês estilo Romeu e Julieta, onde as famílias se odeia e os filhos descobrem o amor. Mas o diferencial bem bacana que a autora colocou nessa romance, foi justamente a deficiência auditiva da protagonista. Esse toque faz toda a diferença pois cativa o leitor em busca do romance dos personagens. 
Como Eveline é surda, ela desenvolveu a habilidade de ler lábios, e uma sensibilidade para percepção em relação ao caráter das pessoas. Para não fazer seus pais sofrerem ainda mais diante esse casamento, ela toma a frente decidida a se casar, já que casamento era algo que ela nem sonhava para si, pois em decorrência de sua deficiência, ela dificilmente conseguiria um marido, conseguiria ter filhos ou uma família. E além disso, se recusasse ou mostrasse resistência, o rei os consideraria traidores e o clã seria caçado e provavelmente todos seriam mortos. 

Já Graeme não é um libertino (aleluia, aleluia!), ele já teve algumas mulheres sim, mas por ser um guerreiro mais rude, e líder nato, sua prioridade sempre foi o bem estar e a segurança de seu povo, então o amor nunca foi algo que ele buscou. Mas quando ele começa a observar sua esposa, que apesar de todos os boatos parece ser uma mulher forte e não ter nenhuma deficiência mental, ele percebe que o amor pode nascer da inocência e da determinação dela em fazer o povo inimigo admirá-la e respeitá-la como esposa de seu laird (senhor do feudo).

"Ela estava realmente sozinha e trancada em um mundo silencioso, no qual as pessoas a consideravam nada mais que a filha louca de seu mais odiado inimigo."

É aquele tipo de livro com um machão que apaixonado vira o sonho de qualquer mulher, com aquela protagonista forte e decidida, mas sem ser exagerada, que exala bondade sem forçar a barra, que apesar de decidida é inocente até demais. 

É interessante ver a posição de cada lado com o "fardo do casamento". A família dele acreditava ter ficado em desvantagem e serem menos privilegiados já que carregariam a mulher problemática e o clã dela ficaria livre do estorvo. Mas não pensavam que o rival estava entregando sua única filha nas mãos de quem mais odiava. E como a narrativa (terceira pessoa) tem o foco maior no Graeme, é gostoso ver-lo descobrir que se fosse o oposto, seria muito pior, já que entregar a sua única irmã nas mãos do rival seria algo impensável. Ela vai constatar, mais do que nunca, o sofrimento da esposa quando perceber que a maioria das mulheres de seu clã a ridicularizam, maltratam e a ferem. Como agir sendo o líder? Defender sua esposa e ir contra todo um clã seria boa ideia? Seria a atitude correta de um líder?

O que eu mais gostei na narrativa, posso dizer que foi justamente a visão de Eveline diante dos fatos, que é pouco mostrada fazendo com que tudo que a envolve seja silencioso, e isso deixou a personagem ainda mais sensível e encantadora.
Os diálogos que a autora criou também são perfeitos, pois já que a protagonista não ouve, e acaba pegando as falar pela metade (pois precisa estar de frente para poder ler os lábios do locutor) as frases da narrativa, muitas vezes, começa pela metade e isso deu uma veracidade incrível.
Além de conciliar alguns costumes escoceses, como o consumo de cerveja até mesmo no café da manhã, a veracidade da surdez de Evelise foi baseada na surdez do próprio esposo da autora.

Para finalizar, já que me estendi ao máximo, a parte final tem muita ação para quem gosta de mesclar ao romance. Já que surge um traidor e não sabemos a qual lado pertence. Então espere por sangue, por dedicação, por sofrimento. Uma guerra está para começar!

"Mas... sempre parecia existir um "mas". Era o problema quando se cria uma teia de mentiras: elas acabam saindo do controle até tomar vida própria, e Eveline era incapaz de consertar tudo. Tinha ido longe demais."

------------------

*Pena a modelo da capa não ter os traços físicos da protagonista. Apesar da editora ter escutado seus leitores e mudado a primeira capa que não agradou, faltou caprichar nesse detalhe.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

17 comentários:

  1. Oi Andréa!

    Mesmo com a capa não fazendo jus a protagonista, eu adorei! Achei linda e de muito bom gosto!
    Já havia lido a sinopse no skoob acho, e gostei muito.
    Não sou muito de ler romances de época, mas acho que daria uma chance para este romance, mesmo com o clichê de base, acredito que a leitura me agradaria!

    Adorei sua resenha em vídeo!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Uau, que resenha incrível! Eu já ouvi falar do livro, mas não dei muita bola. Sabendo que ela tem uma deficiência auditiva deixa o livro mais tocante e profundo e até que enfim não temos um personagem libertino, isso foge muito dos clichês dos romances de época. Já anotei aqui para ler depois.
    Bjs
    Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  3. Ual Andréa!
    Que livro lindo! Não conhecia e já me encantei! Eu amo romances de época, pra mim eh um dos melhores gêneros!
    Torcendo pra que os personagens enfrentem tdos os obstáculos e vivam esse romance tão lindo!
    Parabéns pela resenha!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Achei muito interessante a história abordar uma deficiência, mesmo se passando em tempos passados, acho que aborda fatos e dificuldades que ainda vivemos na sociedade. Achei legal a ideia do livro e adorei seu vídeo :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  5. Já começo falando sobre essa capa ... que coisa mais LINDA e caprichada né?
    Dá vontade de comprar o livro só por ela rsrs <3
    Não tinha ouvido falar desse livro ainda, então, obrigada pela dica, e que dica hein?
    Parece ser uma leitura ótima, com uma história MARA!
    Fiquei super curiosa e espero poder ler essa obra em breve.
    Já adicionei na minha listinha la do skoob.
    Ótima resenha :)
    Beijos,
    Caroline Garcia
    caarol.garcia@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Andréa.
    Seduzida Por Um Guerreiro Escocês parece ser um romance de época muito interessante. Gostei bastante do fato Eveline ser surda, sendo diferente das mocinhas retratadas nesse gênero literário. Foi muito inteligente da parte da autora retratar as falas pela metade durante a conversa de alguém com Eveline. Isso realmente mostra autenticidade para quem precisa estar de frente e ler os lábios da pessoa.
    Graeme parece ser um ótimo personagem também.

    ResponderExcluir
  7. Oiii ♥♥
    Eu to apaixonada pela proposta do livro, uma história que faz a gente se derreter toda, parece ser uma leitura muito gostosa e envolvente. Em muitas páginas via comentários sobre ele mas nenhum puxou minha atenção, e até dei aquela velha julgada pela capa. Mas a premissa do livro me surpreendeu. Adorei, linda resenha , conquistou mas uma . Espero ler em breve :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também estou apaixonada pelo livro! =D O conteúdo é super fascinante e estou curiosa pra conhecer mais a estória de Eveline!

      Excluir
  8. Andrea não me lembro de ter lido algum livro que tenha se passado a história na Escócia, mas vai que li e nem lembro né? Romances de época eu amo sem motivo algum, geralmente eles são muito clichês, mas sempre me ganham. Achei muito legal o esteriótipo diferente do gael de não ser mulherengo como os outros que sempre aparecem nos romances de época. Achei bem delicado o jeito que você falou sobre os dois no video. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  9. Gostei da ideia de inserir uma protagonista surda, esse é um grande diferencial! Pois nunca li livros que houvessem personagens surdos.
    Com certeza a narrativa é diferente, deve ser muito tocante.
    Vai entrar pra minha lista!

    ResponderExcluir
  10. Adoro romance de época ♥ Imagina o livro, então? haha.
    Já li a resenha deste livro e parecer ser ótimo mesmo, espero ler um dia e dar minha nota ao livro! O enrendo já me empolga tanto =D

    ResponderExcluir
  11. Esse é meu desejado do momento! Não sabia que a protagonista é surda, nem que são de clãs rivais! A capa não tinha me seduzido e nem o título, mas sua resenha fez isso em dois segundos UAHUAHAUHA. Obrigada, ficando pobre a cada resenha kkkkkkkk.
    Vou ler! Meu próximo protagonista também é surdo, vai ser legal a experiência e aprender mais.
    Beijo, mari

    ResponderExcluir
  12. Adoro um romance de época e na Escócia então? Já deu uma vontade imensa de ler. E acho que ele agrada bastante. Tem uma mocinha um tanto diferente das que costumo ver, um homem apaixonante, uma história de amor bem forte e interessante, com dramas e tudo incluso. E mesmo que tenha lá seus clichê, nesse gênero o clichê funciona pra mim, então acho que iria adorar.

    ResponderExcluir
  13. Nunca li algum livro que se passasse na Escócia, então eu tô muito louca por esse livro. A capa dele é maravilhosa, impecável! Tô apaixonada <3

    ResponderExcluir
  14. romance de época é maravilhoso!!
    adorei a resenha, quero ler!
    e de fato, uma boa capa é essencial, a porta de entrada

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Essa foi uma historia que me surpreendeu, não esperava que esse fosse um livro tão tocante, adorei esse casal que me conquistou por não trazer aquele exagero e adorei esse algo a mais que a autora nos trouxe em uma historia que parecia mais do mesmo, mas a autora consegue nos trazer um diferencial principalmente pela a Eveline e essa historia está na minha lista de leitura !!

    ResponderExcluir
  16. Me amarrei na capa desse livro, bem chamativa. A resenha ficou muito legal, mostrou bastante qual a história do livro, que para mim, sai um pouco da rotina que estamos acostumadas a ler, sempre a mesma coisa. E se tem um estilo que me chama são os romances de época. Amo!

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.