✓ Resenha: A Dama Oculta - Ethel Lina White

terça-feira, 5 de julho de 2016



Sinopse: Livro que deu origem ao clássico homônimo de Alfred Hitchcock, A dama oculta é por si só uma obra envolvente e extraordinária. Sua força está na maestria com que Ethel Lina White constrói atmosferas sinistras e perturbadoras, que pairam até mesmo sobre as cenas aparentemente mais corriqueiras. Iris Carr é uma jovem e bela socialite que retorna para a Inglaterra após um período de férias no continente europeu. Sentindo-se só e intimidada durante a viagem de trem, ela encontra conforto na companhia de uma estranha que conhece apenas como “srta. Froy”. O conforto logo se transforma em pânico quando a srta. Froy some sem deixar vestígios. Questionando a própria sanidade e desconfiando das reais intenções das pessoas a sua volta, Iris tenta desesperadamente desvendar o súbito desaparecimento de sua companheira de viagem – uma mulher que ninguém mais se lembra de ter visto!
Não é difícil perceber por que Hitchcock adotou este clássico e se viu compelido a imprimir-lhe, em 1938, sua marca cinematográfica.

Título: A Dama Oculta
Autor: Ethel Lina White
Série: Coleção Hitchcock
Gênero: Suspense / Thriller
Editora: Vestígio
Páginas: 272
Onde comprar: R$35,90
Classificação: 9,8 (Excelente)
Livro cedido em parceria com a editora. 




A Dama Oculta é um clássico da literatura que deu origem ao filme britânico de mesmo nome (The Wheel Spins) dirigido por Alfred Hitchcock (mesmo diretor de Psicose) em 1938.

Publicado originalmente em 1936, A Dama Oculta é um suspense maravilhoso, que não só resultou no clássico de Hitchcock como também serviu de inspiração para o filme Plano de Vôo (2005) - abrigada Kris por me lembrar dele - e já tem um remake lançado em 2013 (aqui).

Toda a instigante trama começa quando a jovem Iris Carr, uma socialite, passa por uma pequena desavença entre amigos em plenas férias e resolve voltar à Inglaterra alguns dias após o grupo. Sozinha em um local onde não conhece a língua, Iris, que demonstra uma personalidade forte e um tanto rude, espera apenas ter uma viagem tranquila e em paz. Então conhece Srta. Froy, um solteirona falante, que por sorte - ou não - fala sua língua e tagarela por horas. Quando Iris cai no sono não esperava acordar e não encontrar a recém colega. Intrigada com seu sumiço ela resolve procura-la e é quando misteriosamente ninguém a viu embarcar no trem. Será que Froy era fruto de sua imaginação? Porque todos passageiros afirmam nunca a terem visto? Iris tem certeza que não está louca, e encontrar a Srta. torna-se um desafio cada vez mais misterioso.

Eu gosto muito de livros clássicos do gênero suspense, eles tem para mim, um mistério a mais, já que na época não haviam tantos recursos investigativos como hoje. E também porque me fazem lembra da Agatha Christie, a musa do gênero.

O grande diferencial dessa obra, é o fator confinamento. Como alguém poderia sumir estando dentro de um local fechado, aglomerado e em movimento? O desenvolvimento da trama caminha juntamente ao psicológico da protagonista, que coloca em jogo a própria sanidade. Levando o leitor ao espanto diante de determinadas cenas. Todavia, para os amantes de gênero, o mistério é sacado antes do final, eu acertei (rs), porém em momento algum isso tirou meu prazer pela leitura.
Outro ponto que senti, foi uma leve crítica ao preconceito social e racial, onde a palavra de "matronas inglesas e professores dominicais" tinham mais valor que a da protagonista, que possuía um "belo rosto".

"Você disse que o julgamento pelo tribunal do júri era injusto porque dependia do depoimento de testemunhas.
- Sim (...)
- (...) comparou duas mulheres. Uma inglesa e do campo, do tipo que coleta pinhas. A outra usava cílios postiço e tinha pele morena.
- (...) o professor a condenou... e é exatamente isso que está acontecendo agora. Eu estou sendo condenada como uma testemunha sem honra, enquanto está sendo parcial por conta de todas aquelas matronas inglesas e daqueles professores de escolas dominicais."

A narrativa de Ethel Lina White é envolvente e ágil, ela introduz o leitor na atmosfera do livro através de pequenos sons, dando realidade ao movimento do trem. Seus capítulos curtos facilitam o entendimento do leitor. Cada finalzinho a autora conversa com o leitor, passando certo suspense, revelando discretamente o que está por vir, isso aguçou minha curiosidade, embora tenho deixado explícito alguns pontos da trama, revelando um pouquinho mais do que eu gostaria de saber naquele momento.

Como a maioria dos clássicos, esse também usa diálogos entre aspas, porém as encontrei de forma mais agradável na diagramação dessa versão da editora Vestígio, sem estarem "amassadas" junto com a narrativa, a tradução ficou ótima e contemporânea, sem palavras rebuscadas.

Com apenas 266 páginas, a história acaba rapidamente, sendo direta e objetiva, sem demais delongas. Para quem gosta de um bom mistério, esse livro é a companhia ideal, seguida da sessão pipoca de todos seus "descendentes cinematográficos"!

*Essa versão lançada pela Editora Vestígio faz parte de uma coleção intitulada Hitchcock, onde o livro Vertigo (Um Corpo Que Cai) também já está disponível e está igualmente lindo.


Encontrei o filme original disponível no Youtube, então você pode assisti-lo por aqui mesmo na integra! 




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

22 comentários:

  1. Oi Andrea, clássico são clássicos por algum bom motivo não é mesmo? Nunca li esse mas sei que não corro o risco de me decepcionar, e como gosto muito desse tipo de história já vou adicionar na minha lista de leitura.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  2. Oi, Andréa! Eu sou muito fã do Hitchcock, então fiquei doida quando vi essa coleção, e mais doida ainda quando pude solicitar para resenhar. Escolhi "Vertigo", é minha leitura atual e já, já sai a resenha. Então foi muito bom entrar aqui e dar de cara com o outro livro da coleção. Eu não conhecia a história dele, porque "A dama oculta" é um dos filmes que ainda não assisti. Gostei muito da sinopse e das suas considerações a respeito da trama. Também acho que esses suspenses antigos têm um ar diferente...

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  3. Oi Andréa!

    Eu não conhecia o livro, mas já tinha visto o trailer do filme em algum lugar....
    Tbm gosto de clássicos, mas além de Agatha, nunca li nada de outro autor. Vou adicioná-lo na minha lista de desejados e espero gostar tanto quanto vc!

    Adorei a resenha, a edição parece estar maravilhosa! Adoro esse carinho que a editora tem com os livros! *-* rsrsrsr

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  4. Oii! Adoreeeeeei! A capa me lembrou a trilogia Legend...Mas já vi são totalmente diferentes...
    Nunca li nd sobre Hitchcock, mas fiquei curiosa em saber mais á respeito...O livro de enredo fácil e rápido, me chamou bastante atenção, qro conferir em breve e saber mais detalhes dessa história que parece ser mto boa...
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também nunca li sobre Hitchcock mas como já inspirou série e filmes, quero muito ler! O enredo também me chamou bastante atenção. Espero que esse livro nós surpreenda com a leitura ♥

      Excluir
  5. Só achei que essa capa poderia ser melhor, porque para mim não é nada atrativa, e sabemos o quanto a capa vende um livro :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ótima resenha!
    A capa não poderia ser mais bonita e enigmática! =D
    A história achei bem legal e como se trata de suspense, quero muito ler pois nunca li um livro desse gênero haha. Espero ter a chance de lê-lo.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que livro interessante.
    Nunca li nada do tipo, mas esse me deixou curiosa.
    Ainda mais com uma super resenha dele né? rs
    Não gostei da capa, mas o conteúdo parece surpreender :)
    Beijos,
    Caroline Garcia
    caarol.garcia@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. Olha eu ainda não conhecia o livro, mas achei bem interessante a proposta e espero poder ler em algum momento, Fiquei bem curiosa a respeito do desenvolvimento, dos personagens, das questões sociais que são levantadas entre outros aspectos. Parabéns pela resenha♥

    ResponderExcluir
  9. Que livro mais... misterioso.
    Confesso que ainda não tinha conhecimento dele e fiquei bem curiosa em relação a obra, pois acho que é uma leitura extremamente viciante e que deixa o leitor com o coração na mão.
    Uma das coisas que mais gostei que está claro quem são os possíveis criminosos e o leitor se pergunta se, de fato, houve crime. Outro ponto que me agradou foi esse abuso psicológico sofrido pela protagonista que é próprio do Hitchcok. Adoroooooooooooooo ele e com certeza esse livro renderá boas horas de leitura
    Anotei essa dica para ontem.
    Beijos,

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia a obra e gostei bastante do enredo.
    Creio que já assisti ao filme Plano de Voo, mas não consegui associá-lo ao enredo desse livro, afinal tem muito tempo que eu o vi e não tenho certeza se me lembro do seu conteúdo.
    Sou fã de livros de suspense e mistério, então esse logo me chamou a atenção desde o começo da sua resenha. Adorei saber que a editora caprichou nessa edição e espero poder conferir em breve.

    Confissões de uma Mãe Leitora

    ResponderExcluir
  11. Oi Andrea.
    Não assisti o filme, nem li o livro, mas o achei bem interessante. Parece ser um bom suspense, mas parece que a autora deu alguns spoilers ao longo da narrativa para você ter descoberto tão rápido o mistério (uma pena).
    Achei a capa bem bonita e vou dar uma chance ao livro!

    ResponderExcluir
  12. uauuu!! não sabia dessa coleção do mestre Hitchcock vindo da editora vestígio. O filme é maravilhoso e com certeza o livro é ainda melhor!

    ResponderExcluir
  13. Oi Andrea!
    Infelizmente esse gênero não faz muito a minha praia, mas para quem gosta realmente não há nada melhor que um clássico!Ainda mais tendo alguns fatores diferenciais que deixam a obra ainda mais rica e única. O fato da tradução não ter palavras rebuscadas tbm ajuda pq a leitura fluiu muito melhor.
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Muito legal esse livro , adoro ler livros que viraram filme ,e depois assistir a tudo que vc imaginou , nao curto suspense ,mas esse eu leria com certeza e é curtinho entao vou atras .

    ResponderExcluir
  15. Sempre tive interesse por ver mais filmes ou livros que tenham a ver com Alfred Hitchcock. Quando mencionam o nome já me dá aquela vontade de ver o que é. Também gosto de clássicos de suspense e é interessante ver como eram feitas as investigações e coisas do tipo em tempos antigos. É bom ver as mudanças, como eles tinham que se virar com os recursos que tinham. Pra quem gosta de um bom romance policial/suspense moderno é uma prato de mão cheia conferir umas coisas assim mais antigas. E essa edição está bem bonita. Acho que iria adorar ler.

    ResponderExcluir
  16. Adorei sua resenha! Me deu muita vontade ler esse livro, que por si só, já chama muita atenção. Nunca vi os filmes e acho que vou continuar assim até ler o livro!
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir
  17. Eu não conhecia o livro, nem o filme!
    Que bom que você gostou da leitura, eu não sei se leria, pois achei o que não tem taaanto mistério... Mas pode ser que veja o filme.

    ResponderExcluir
  18. Hitchcock é sempre algo bom e de qualidade e também de muito medo, eu acho. Já estou curiosa com o final dessa história, curto muito esse tipo de suspense. O filme com certeza vou ver, o livro já estou com muita vontade de comprar.

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia o livro, mas adoro o filmes nesse estilo. Vou procurar para ler!
    Beijão, Mari

    ResponderExcluir
  20. Um dos meus gêneros favoritos é o suspense, e como uma boa fã do mesmo, não poderia estar mais ansiosa para fazer a leitura desse livro. Tenho certeza que ao iniciar a leitura e a Srta. desaparecer, vou pensar que ela é um fantasma, maaaaaas (risos). Suas resenhas são as melhores!

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Ainda não conhecia esse livro nem o filme, mas e um gênero que gosto muito, achei a historia bem interessante e na resenha toda fiquei curiosa para poder descobrir o que realmente aconteceu e realmente esses livros mais antigos onde não se tem muito tecnologia deixa a historia ainda mais interessante !!

    ResponderExcluir

Se você tem um blog, deixe o link, retribuo com carinho todos os comentários!

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.