✓ Resenha: Em Busca de Abrigo - Jojo Moyes

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Sinopse: A nova edição do romance de estreia da autora vencedora do prêmio RNA com A casa das marés Na noite da Coroação da Rainha Elizabeth II, em 1953, a comunidade de expatriados de Hong Kong se reúne para celebrar o evento com uma festa. Enquanto os convidados tentam ouvir a cerimônia em um rádio antigo, Joy, uma jovem de 21 anos, se apaixona. Menos de vinte e quatro horas depois da festa, ela já está prometida em noivado ao rapaz, mas só tornará a se encontrar com o noivo um ano depois. Em 1980, um ato de rebeldia faz Kate, aos 18 anos, fugir do Condado de Wexford, na Irlanda, com sua filha ilegítima. Quinze anos mais tarde, Sabine deixa Hackney, o elegante bairro onde mora, em Londres, para visitar os avós que jamais conheceu e descobre que Wexford parece ter parado no tempo. Quando Sabine, sua mãe e sua avó voltam a se encontrar, um segredo de família cuidadosamente guardado é descoberto, bem como algumas verdades importantíssimas: o conflito entre o amor e o dever, as escolhas que as mulheres são obrigadas a fazer e o relacionamento entre mães e filhas. " Livro elogiado por autoras veteranas como Rosamunde Pilcher e Anne Rivers Siddons. " "A verdadeira sucessora de Rosamunde Pilcher e Maeve Binchy", segundo a Publishers Weekly. " Primeiro dos três relançamentos da autora com nova arte de capa - os próximos serão A Casa das Marés e Baía da Esperança. " Livro de estreia da autora vencedora do prêmio RNA (Romantic Novelists´ Association, 2003) com A Casa das Marés.


Título: Em Busca de Abrigo
Autora: Jojo Moyes
Editora: Bertrand Brasil
Pág. 434
Melhor Preço: R$ 19,90
Classificação: 8,7 (Ótimo)


Romances que abordam histórias e conflitos familiares tendem a trazer uma narrativa lenta e com cenas de tensão pouco emotivas. Infelizmente, no livro de estreia da consagrada escritora de Como Eu Era Antes de Você, a imaturidade na escrita estão presentes, bem como o relato dos fatos que ocorrem na linda casa de campo dos Ballantyne.

No prólogo, conheci uma Joy recatada e tímida que oferecia forte resistência às críticas da mãe que lhe indicava sair mais e conhecer novas pessoas, ou quem sabe, um futuro namorado. Mesmo ignorando as sugestões por algum tempo, na noite da Coroação da Rainha Elizabeth II, em 1953, a comunidade de expatriados de Hong Kong se reúne para escutar no rádio tal acontecimento e socializar com bebidas e música, e Joy faz-se presente, exagera na bebida e conhece um rapaz que um dia depois, torna-se seu noivo. 

Joy jamais ouvira um homem falar do jeito que ele falava, sem aquelas infindáveis observações curtas que caracterizavam a maioria dos oficiais com os quais ela falava. A conversa de Edward era descontraída, bem desenvolvida e franca. Ele falava como alguém que tivesse ficado sem conversar durante muito tempo, com frases inteiras saindo de uma vez só, apressadas, como um homem se afogando, tentando conseguir um pouco de ar, e as partes engraçadas eram pontuadas com gostosas gargalhadas.

Neste ponto, o flashback tem uma pausa e volta-se para o presente da história, em 1997. No novo e longo capítulo, a visão de Sabine permanece e ela passa a revelar o quanto detesta a ideia de ter que mudar-se para um novo país: a Irlanda. Deixada na balsa por Kate, ela espera que a mãe finalmente se acerte com seu destino para que possam finalmente se reencontrar após a viagem e retornarem para casa. 

Joy, sua filha Kate e sua neta Sabine são três mulheres, cada uma em sua geração e com seus costumes. Ao ser obrigada a viver com avó fria e rude, Sabine agradece por estar distante da mãe negligente, mas simultaneamente revela a indecisão e a ansiedade pela autodescoberta em que as protagonistas estão imersas mesmo com os laços sanguíneos e a convivência diária.

Mas não era apenas a casa e o seu labirinto de regras. Sabine, afastada dos amigos, com apenas um rápido e insatisfatório telefonema para a sua mãe, sentia-se isolada e arrancada de tudo o que ela conhecia. Ela era uma estranha naquele ambiente, e sentia-se tão confusa com o contato com seus parentes mais idosos quanto eles se sentiam com ela.

Visivelmente infeliz, Sabine se sente estranha e deslocada em torno de sua avó muito reservada e do avô doente que ela mal conhece. Enquanto o tempo não passa, Sabine experimenta a equitação e apega-se aos funcionários da fazenda. Nestes momentos, a beleza da Irlanda é pintada da forma mais sutil possível, em seus pubs e natureza campestre exuberante. 

O enredo prossegue lentamente, indo e voltando no tempo, até que começamos a ver como os segredos, traições e dor do passado têm afetado cada um deles. Será que eles vão encontrar uma maneira de trabalhar através de suas diferenças? Como descobrir o que estava escondido no passado pode ajudá-los no presente?

Além da falta de sutileza nas transições entre passado e presente, os personagens secundários são pouco desenvolvidos. Apesar disso, é um livro romântico com potencial e que nas passagens certas consegue manter o leitor preso às suas linhas e parágrafos.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

22 comentários:

  1. Olá.
    Ainda não li a Jojo, mas sempre que leio alguma resenha de um livro dela a maioria me parece muito fofos e emocionantes, que pena que esse não funcionou com você, isso acontece muito especialmente nos primeiros livros, mas mesmo com essas limitações da estória eu até gosto de ler primeiros livros, e perceber o amadurecimento dos autores.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Amo Jojo Moyes.
    Esse livro está na minha meta de leitura. Gostei de saber que a história emociona e a sutil escrita desta incrível autora se faz presente de forma marcante. Gosto do enredo lento, mas perfeito e esse vai e vem,
    Espero gostar tanto quando você. Linda resenha
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  3. Oi, flor.
    Achei a nota até alta considerando suas críticas (rs). Eu ainda não li nada da autora, mas acho que vou gostar dessa obra, porque adoro dramas familiares. Mesmo com o desenvolvimento lento, quando sou capaz de entender os sentimentos dos personagens isso já me sinto envolvida durante a leitura. :) Não sabia que esse havia sido o primeiro livro da autora. Gostei da curiosidade.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oiie flor,

    Adoro a Jojo, e esse livro está na minha lista de próximas leituras. Gosto de livros com conflitos familiares, pois querendo ou não a gente acaba aprendendo algo. Que pena que a narrativa foi lenta, mas eu gosto, pois acabo conhecendo mais a fundo os personagens. Gosto também quando a estória se interlaça entre passado e presente, pra mim fica sendo duas estórias em uma rs.

    Bjs

    Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
  5. Oi....
    Nunca li nada dela. Acho seus livros meio deprimentes...Claro que julgo pelas críticas e resenhas né. Aliás, adorei a tua...Esta muito completa e legal.

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi....
    Nunca li nada dela. Acho seus livros meio deprimentes...Claro que julgo pelas críticas e resenhas né. Aliás, adorei a tua...Esta muito completa e legal.

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oii, tudo bem?
    Eu ainda não tive a oportunidade de ler nada da Jojo, mas todos falam muito bem do Como eu era antes de você, e também tem falado bem do Em Busca de Abrigo. Então tenho muita vontade de ler algo dela, e fico feliz que a leitura do livro tenha sido agradável.

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Quero muito ler esse livro, ainda mais depois que li uma resenha semana passada e a sua resenha veio para confirmar!
    Adoro histórias que intercalam o momento atual com o passado, assim tapa todas as brechas e conhecemos ainda mais.
    Muito bom saber que é uma história emocionante.
    beijos e parabéns pela resenha
    www.conchegodasletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Mylane, tudo bem?
    Esse foi o primeiro livro da Jojo que leio e me arrependo de ter começado por ele.
    Achei a escrita dela muito imatura, já que é o primeiro livro e nem a história nem os personagens me cativaram então eu praticamente me arrastei pelas páginas resando pra a leitura acabar, o que é uma pena.
    Achei as 3 protagonistas insuportáveis e mimadas.
    Não li nenhum livro dela depois desse, mas espero gostar de Como Eu Era Antes de Você, já que todo mundo ama.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  10. Olha estou com esse livro na minha estante, mas eu ainda não fiz a leitura dele.
    Estou bem interessada pra te falar a verdade, porque tenho visto muitos comentários ótimos sobre ele. E também quero ler muito aquele BAIA DA BOA ESPERANÇA. Eu também tenho lido muitas resenhas sobre esse livro e tenho ficado muito curiosa viu? Sério, eu achei as capas desses livros também tão lindas. Eu não li nada da Jojo, mas esse ano quero conhecer alguma coisa dela e espero curtir!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/01/resenha-filha.html

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bem?
    Eu estava louca para ler esse livro (por causa da capa)... essa é a primeira resenha que leio sobre ele e eu não sabia dessa mudança de tempo nos capítulos (muito obrigada por falar/escrever) odeiooooo livros que do "nada" mudam de tempo e dramas familiares também não são muito minha praia :(
    Mas vou deixar ele por mais algum tempo na listinha, quem sabe mais para frente né?!...

    Beijos :*
    Jess*
    http://www.lovebooks2.com.br

    ResponderExcluir
  12. Eu ainda não li nada da Jojo, e algumas resenhas que eu li desse livro falaram que é uma leitura muito cansativa, por isso deixei de lado essa obra e quero começar por uma mais leve e rápida de ler. Eu adoro dramas familiares, mas os personagens têm que ser bem desenvolvidos, senão não dá.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  13. Ola Mi ainda não li nada da autora, mas parece que o primeiro livro deixou claro alguns pontos fracos, o que é de se esperar muitas conseguem a maturidade na escrita conforme vão escrevendo, a premissa do livro em si não me chamou atenção, dessa vez vou deixar passar a dica. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  14. Oiee ^^
    Adoro os livros da Jojo, mas com esse eu tenho um pé atrás. Li algumas resenhas dele e parece que ele não é O livro. É uma pena que a autora não tenha desenvolvido tão bem os secundários, odeio quando isso acontece *-* Maaas... Ainda é um livro da Jojo, e ainda é um romance bacana, né? Então acho que vale a pena conhecer.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Olá, sabe que esse livro chama bastante minha atenção, mas eu não leria ele no momento, como eu nunca li nada da autora eu acredito que começaria por outro livro dela, mas um dia sim eu daria uma chance a esse e veria o que achei.

    beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  16. Oiii!

    Que pena que a obra não é tão boa quando eu pensei que fosse. Não gosto e evito livros com essa narrativa lenta sem muito desenvolvimento porque sempre demoro mais que preciso e me atraso toda.
    Gostei da sua sinceridade e eu teria dado uma nota bem menor para obra hahaha.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  17. Olá!

    Ainda não li nada da Jojo Moyes, acho que não me identifico com a autora. Ainda não tinha ouvido falar de Em Busca de Abrigo, gosto muito de livros com flashbacks, mas acho que esse não é para mim.

    Abraços, Heitor Botti
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br/2016/01/novidades-de-janeiro-josy-stoque.html

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem??

    Uma pena que os personagens secundários foram meio deixados de lado... Eu gosto de quando tudo se interliga sabe, mas acho que não afeta taaaanto a história assim... Eu não sabia que esse é o primeiro livro da autora, espero ter a oportunidade de ler em breve!

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Li apenas um livro da autora até hoje e tenho sentimentos conflitantes quanto a leitura kkk. Gostei muito da sua resenha! No momento, não irei ler esse livro, mas não descarto a possibilidade de vir a realizar a leitura um dia.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Oiii
    Já li Como eu era antes de você e foi uma leitura muito boa.
    Mas depois dele,não tive a oportunidade de ler mais nada da autora.
    Sua resenha me fez ver os pontos do livro,que chamaram minha atenção. Gostaria de poder ler e tirar minhas conclusões.
    Obrigada pela sugestão. Sua resenha,me fez ficar com muita vontade de ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    Só li um livro da Jojo Moyes e automaticamente coloquei todos os outros na minha lista de leitura. Acho a escrita da autora muito gostosa, o livro não força a reflexão, mas acaba levando a mente do leitor a uma lição de maneira muito fácil. Acho a autora fantástica e só não digo que é das minhas preferidas porque só li um até agora. Já tenho "Em busca de abrigo" e provavelmente será um dos que lerei logo, logo.

    Beijos,
    Andy!

    ResponderExcluir
  22. Oi!
    Eu tenho esse livro aqui e estava bem curiosa pois nunca li nada da Jojo e queria conhecer a escrita da autora, mas pelo jeito esse com certeza não é o melhor livro dela, né que pena. Só espero que não me desmotive para ler outras obras dela. Sobre a capa, achei lindíssima!
    Beijos,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.