✓ Resenha: Depois do que Aconteceu - Juliana Parrini

domingo, 15 de novembro de 2015



Sinopse: "O vazio deixado por Alex está sempre comigo, e isso é bom, porque essa dor me dá a certeza de que a sua existência em minha vida foi real. E o mais difícil nessa batalha que se estende dia após dia é ficar longe de quem você mais queria estar perto."
Isabel passou o último ano fugindo. Depois do que aconteceu, a jovem não acredita que conseguirá ser feliz novamente. O que ela não esperava era que o destino colocaria Daniel Clark em seu caminho. A atração entre os dois é imediata e irreversível: ao voltar para casa, a carioca Isabel não será capaz de esquecer os encantadores olhos azuis daquele cara que conheceu por acaso em plena avenida Paulista.
A partir desse dia, a tristeza de Isabel perde espaço para uma paixão que mudará a sua vida. Ficar presa ao passado vale mesmo a pena? Ou é preciso seguir em frente e dar uma segunda chance ao amor?

Título: Depois do que Aconteceu
Autor: Juliana Parrini
Editora: Suma 
Pág. 344
Melhor preço: R$22,90
Classificação: 9,7 (Excelente!)



Como fica a satisfação de receber um livro tão lindo, tão bem acabado, uma arte de capa maravilhosa de uma autora tão talentosa e nossa? Sim! Brasileira, linda e poderosa! Juliana Parrini!


A trama parte do final do relacionamento entre Isabel e Alex. Um relacionamento que acabou depois de 13 anos. Em boa parte do livro o leitor fica ponderando entre a falta de valor que Alex possa ter dado a Isabel, ou se simplesmente ele morreu.

Eu gosto muito desse tipo de drama, que tem como ponto de partida a superação de um fim de relacionamento. Quem já passou por uma situação parecida, sabe muito bem a dificuldade de continuar a vida depois. A autora explorou o que acontece na maioria dos casos, a dificuldade de esquecer, a mania de assemelhar tudo que acontece à pessoa e ao passado, a depressão dos dias chuvosos ou simplesmente não conseguir aceitar a alegria de um dia de sol.

Claro que o romance tem de ter um ponto chave, e é exatamente a entrada de Daniel na vida da protagonista. A sensação de tristeza e vazio sendo tomada pela alegria e ansiedade de um recomeço.
Depois de um ano de "luto", o empurrãozinho de amigos e do pai à leva a tentar de novo, então a superação já está presente desde o início do livro, a luta contra a depressão.

O que eu sempre ressalto nos livros nacionais é a ambientalização, eu particularmente acho delicioso encontrar paisagens que conheço, que eu consigo imaginar com muita facilidade. É um deleite para essa paulista voltar um pouquinho ao Rio, e ver então a minha querida Avenida Paulista fazendo fundo a um romance, é inexplicável!

Claro, que além da superação de início, Isabel ainda terá de enfrentar outro problema, agora relacionado a Daniel, esse homem que a fez ver que a vida precisa de emoção, precisa de insanidade, e se deixar levar pelo desejo tem tanto seu lado bom como seu lado perigoso.

"Não há mais o que negar. Estou completamente fascinada, deslumbrada, enfeitiçada, louca... Estou completamente apaixonada. Onde fui me meter?"

Começar esse livro, depois de ver essa fotinha no verso (rs) me deu um baita medo! Com essa trama toda tinha certeza que meu coração terminaria no chão! Mas respirem, dá para sobreviver rs

A narrativa é pela voz da protagonista, mas mescla situações presentes com Daniel e passadas com Alex. Além de todo o drama mais denso, a autora apostou em cenas bem humoradas, dando a leveza certa para a obra, sem forçar a barra. O que faz diferença, já que a sinopse não nos mostra o que realmente vem pela frente. O livro poe em pauta outras coisinhas e surpreende quando pensamos que tudo será clichê.

Mas, como eu sou sempre chata com alguma coisa, a vilã dessa história perdeu pontos ao soar um tanto exagera. No mais, é perfeito. Concordo com toda a depressão da protagonista, e discordo dos que pensam que o livro trás o clichê machista, de que não se vive feliz sem um companheiro, simplesmente para algumas mulheres é assim, dividir uma vida, só quem já passou por isso, sabe como é.

"Ignorei minha depressão, meus medos, meus receios... Ignorei minhas falhas, dúvidas e principalmente os meus fantasmas. Sei que sempre haverá uma palavra, um filme, uma música, um simples "Bebel" que me fará lembrar do Alex."

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários:

Postar um comentário

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.