✓ Resenha: O Plano é o Amor - Neiva Meriele

sexta-feira, 30 de outubro de 2015





Sinopse: Giovana acabara de realizar um grande sonho: casar com Rick, o amor de sua vida, ela não poderia estar mais feliz. Mas essa nova etapa que tanto fantasiou começou a se tornar um grande pesadelo. Constantemente testada, ela vivia sem forças, sentia-se sugada e prestes a se entregar, a ponto de desistir de seu plano de felicidade. E, muitas vezes, sentindo-se abandonada, ela chegou ao ponto-limite de suas forças quando viu o caos se instalar em sua vida. Então, uma habilidade especial, algo que ela nunca deu muita atenção sobre si mesma, reapareceu, o sinal, algo que ela desejou, imediatamente aconteceu. Pensou que tudo iria melhorar...
Mas há um plano para ela. E Giovana sabe que ainda tem muito a aprender.
Editora: Giz
Pág. 192
Melhor preço: R$29,54
Classificação: 8,6 (Ótimo)



O livro tem teor evangélico e visa, no todo, levar ensinamento. É sutil, de leitura rápida e fácil entendimento. Contudo, usando muitas citações bíblicas e músicas evangélicas, fica a critério de cada leitor, julgar como ponto positivo ou negativo.

Giovana, a protagonista, começa narrando sua própria história.
Após casar-se com Rick, que sempre fora seu grande amor, Giovana passaria a enfrentar as dificuldades do dia a dia ao lado do esposo. A falta de dinheiro que um justo trabalhador normalmente enfrenta. Mas o real problema da Gi era outro, bem mais delicado.

Rick foi criado por uma tia muito controladora, e a falta de condições culminaram na convivência da tia e da esposa sob o mesmo teto. Intrigas e implicâncias irão colocar à prova esse casamento.

A autora foi feliz na escolha e abordagem do assunto. Muitas pessoas já passaram e passam por essa situação. A convivência entre familiares normalmente não é tão fácil. No caso da protagonista, é praticamente impossível.
Tia Neli é amargurada. E a autora tem como objetivo expor os "porquês" que as vezes não compreendemos. A amargura de Neli impede que ela sinta contentamento na felicidade alheia, o amor a incomoda e a ideia de "perder" o filho para a esposa não lhe desce.

Giovana é muito religiosa e tem uma baita paciência, já que acredita nos planos de Deus. Ela irá mostrando aos pouquinho para o leitor o porque não devemos desistir e provando que de uma forma ou de outra o amor sempre vence.



O ponto contra da leitura foi o uso de muitos termos religiosos, algumas passagens podem confundir leitores não familiarizados. Poderia haver maiores detalhes. Um aprofundamento maior nos personagens talvez ajudassem os leitores não evangélicos a compreender melhor alguns pontos. O notório objetivo da autora contudo, é levar esperança para todos aqueles que creem, independendo da sua religião.

Apesar de fortes em Deus, senti o casal um pouco imaturo, posso creditar isso talvez a inexperiência em relacionamentos de ambos, talvez imaturidade conjugal, não sei se foi proposital da autora. Senti que conheci melhor a "vilã" que a própria mocinha.
Giovana é uma personagem que já nos é apresentada com uma característica forte (apesar da imaturidade em alguns assuntos), de fé e esperança. Em certo momento de insegurança, ela até chega a fraquejar e se perguntar porque com ela. Mas exatamente por ela já iniciar assim, religiosa e esperançosa, o crescimento dela é pouco se compararmos a tia Neli, "vilã", e talvez por esse motivo eu tenha sentido maior intimidade com a mesma.

A escrita é simples, é como uma conversa com o leitor. Cotidiana e informal (sem palavras rebuscadas). Trás ao final paz e esperança.

Com um material impresso de primeira linha, o livro tem uma excelente diagramação e revisão. Conforto durante a leitura é marca registrada da editora Giz.

Observação particular como resenhista:

O livro é sim interessante, trás conforto e pode ajudar muitos jovens casais. Contudo eu indico diretamente para leitores mais religiosos, que sentem prazer em juntar a leitura fictícia com o evangelho, que presam o aprendizado e são menos exigentes com o conduzir da trama. Para leitores ávidos por ficção (romances em geral), soará fraco. Essa obra tem um público alvo e poderá não ser apreciado pelo público mais jovem e menos religioso.



Sonda-me, Usa-me - Aline Barros
A Missão - Desconhecido
Noite Colorida  - Alessandra Samadello



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

18 comentários:

  1. Como eu sou bem religiosa, achei interessante as passagens e a fé da principal, entendi que é uma questão de gosto, mas não é um estilo que costumo ver, então me interessei. Achei a diagramação linda tbm, essa página do capítulo ta maravilhosa kkkk. E adorei a playlist no final, arrasou.
    Xx

    ResponderExcluir
  2. Achei original a abordagem de um casal enfrentar a falta de grana e a convivência com alguém que não os apoia, mas com certeza eu não leria em função do cenário evangélico. Não sou religiosa e confesso ter bastante antipatia para com o cristianismo especificamente.
    meuamorpeloslivros.blogspot.com.br
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá, Andréa.
    Já perdi a vontade de ler esse livro lá no evangélico. Sou evangélica, mas não gosto de ler nada que tenha alguma ligação com alguma religião. E depois ainda vi que você citou isso como ponto negativo. Acho que esse livro não é para mim. E também já li um outro livro da autora e não gostei muito.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Religiosa eu sou, mas não sou evangélica, e acho que não curtiria o livro por causa disso. Quando uma religião específica é muito presente na história, acredito que fica complicado quando a gente tem uma crença diferente, mesmo que você tenha dito que o objetivo da autora é levar esperança para os que creem, independente da religião. Me encaixo na classificação dos ávidos por ficção, e por isso não pretendo ler. Mas achei a diagramação maravilhosa!

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  5. Não leio muitos livros dessa temática, até gosto *.*
    Esse eu não conhecia ;)
    Gosto das lições e dos quotes de livros desse tipo!!

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  6. Oi flor, não muitos livros no tema, que eu me lembre apenas dois da Editora Petit. Ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro, e gostei apesar das suas ressalvas, mas não sei se o leria por agora. Mas como eu sempre digo: sempre tem um público para cada tipo de livro. e livros que trazem histórias de casais com suas superações e a religião junto tem o seu também, conheço amigas que curtem. Parabéns pela sua resenha crítica sem falar mal ou apontar que a religião atrapalhou ou algo assim, respeitou bem a religião. Curti também a sua sinceridade.

    bjs

    ResponderExcluir
  7. Adorei, que além da história também ajuda os casais, e sou religiosa então acho que leria o livro sem problemas, hehe

    Beijos, adorei a capa as cores realçaram super!
    http://apaixonadaporleiturass.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olha eu nao li o livro da autora ainda, mas eu recebi o meu essa semana.
    Eu vou ver se agendo para fazer a leitura assim que puder, porque estou dando uma aliviada nas que eu tenho para entregar para as editoras antes sabe? Mas mesmo assim eu gostei bastante de tudo que contou na resenha. Eu provavelmente irei gostar, embora seja algo mais religioso, mas as vezes livros assim nos fazem refletir sobre nossas vidas e também sobre nossas atitudes. Eu quero muito ler e espero gostar bastante. Amei toda a diagramação do livro. Capricharam !

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/11/resumo-do-mes-outubro.html

    ResponderExcluir
  9. Oii, tudo bem?
    Eu já tive a oportunidade de ler o livro da Neiva, e confesso que gostei muito. Ele me trouxe varios ensinamentos maravilhosos, e foi o primeiro livro em que achei um personagem com o meu nome rsrs

    ResponderExcluir
  10. Ooi,
    Não conhecia o livro mas com certeza não leria por causa da religião que está presente, não gosto de livros com temática religiosa.
    Vitória Zavattieri
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu não sou evangélica, mas não colocaria como ponto negativo. Acho que todo livro merece abranger as filosofias de seu autor. Enfim, só algo que quis compartilhar com você rs. Pelo o que entendi você é, né? Enfim (viajo demais) eu vou casar daqui a pouco e animei de ler esse livro! hehe espero gostar! Apesar de amo um bom dramazão! Bem, fiquei curiosa e darei uma chance, mas vou tentar não fazer uma crítica sobre porque estou totalmente fora do público alvo dele. Gostei muito da sua resenha porque o título poderia me interessar e eu comprar sem saber de suas pontuações poderia me fazer odiar o livro. Agora que já sei como ele é, não vou me dececpcionar (eu acho rs).

    ResponderExcluir
  12. Oi já tinha visto este livro em outros lugares mais nunca me interessei por ele antes , não creio que o fato de ter religião envolvida me incomodaria , muito pelo contrario acho até bacana livros assim geralmente passa uma mensagem bem legal , mais não sei ele realmente não me cativou sabe , não despertou aquela sensação de nossa preciso ler , aparente ser um bom livro mais deixarei a dica passar
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi,
    Curto bastante livros que passam ensinamentos. E super concordo quando vc disse que o tema é mega válido porque essa situação é bem comum.
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  14. Oi Andréa, sua resenha está ótima e muito bem escrita, pena que o livro não chamou minha atenção, talvez porque não é o tipo de leitura que estou acostumada a ler normalmente, mas quem sabe um dia desses eu saia da minha zona de conforto e dou uma chance a ele :D

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  15. Já disse antes mas vou repetir, amei sua resenha, Andréa, pela sinceridade e profissionalismo que você passa. Geralmente as resenhas que saem sobre o livro são sob o ponto de vista de blogueiros cristãos (evangélico, católico, espírita...), de maneira que achei maravilhoso ler uma resenha sob outro ponto de vista, até porque isso é ótimo para aqueles leitores que pretendem dar uma chance ao livro, mas estão em dúvida. É como preparar a mente do leitor para o que está por vir rs Embora o nosso público-alvo seja o público cristão, é sempre bom alcançar outros leitores.

    ResponderExcluir
  16. Olá Andréa, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o livro, e nunca li nada da autora.
    Gostei muito da forma como você conduziu sua resenha.
    Eu não gosto muito de livros com cunho religioso. Apesar da premissa do livro ser interessante, eu não leria no momento.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  17. Olááá
    Nossa, recentemente eu li o livro Perdido Sem Você escrito pela Lycia Barros, com base no movimento Eu Escolhi Esperar e me encantei, aina não tinha lido nenhum romance que envolvesse de certa forma religião, a não ser romances espíritas, então gostei muito da ideia desse O Plano e o Amor, me cativou ainda mais com sua resenha muito bem detalhada, apesar de vc citar alguns pontos que não sei se gostaria eu continuei interessada em ler. haha
    PS: Seu cabelo é maravilhosooo. *O*
    Bjoos

    Jovem Literário

    ResponderExcluir
  18. Olá,
    Acredito que me encaixaria na tudo que não tem uma ampla bagagem do evangelho, e talvez para o momento eu não leria, entretanto, o ponto interessante é a abordagem para o assunto que realmente é presente - convivência depois de casados - uma nova vida, uma outra estrutura. E talvez aí, a autora ganhe alguns pontos.
    Parabéns, gostei muito da resenha.
    bju's Ju.
    Visite: Nossa Estante Nacional

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.