✔ Resenha de Seriado - American Horror Story - 1° Temporada

sábado, 8 de agosto de 2015

Sinopse: A família Harmon: Dr. Ben, sua esposa Vivien e sua filha Violet, mudam-se de Boston para Los Angeles após Vivien sofrer um aborto e Ben ter um caso extraconjugal. No novo lar, eles descobrem que a propriedade guarda segredos e acontecimentos do passado aterrorizantes e a casa que seria seu recomeço torna-se seu fim.


Gênero: Horror / Drama / Suspense / Fantasia
Exibição: FX
Criador: Ryan Murphy e Brad Falchuk
Episódios: 12
Temporadas: 4




"Tudo o que você tem que fazer é dizer a eles para irem embora... e eles irão."


Resenha: Essa série foi super recomendada por uma amiga minha, Helena. Então comecei a assistir a quarta temporada quando estreou, mas acabei não conseguindo acompanhar. Ela também me disse que a primeira temporada era a melhor de todas, daí aumentou minha curiosidade, pois já tinha gostado bastante dos capítulos da quarta. O que posso dizer é que acho que ela tem razão. Apesar de não acompanhar todas, essa teve um impacto muito grande sobre mim que acho difícil ser superado (tentei assistir o começo da segunda mas não me senti tão interessada, mas não desistirei!! rs). Essa série tirou literalmente meu sossego!! Hahaha Eu não conseguia dormir, eu precisava assistir e assistir até saber o que iria acontecer.
A trama possui inúmeros mistérios, uma teia de terror psicológico carregada de muito suspense. A série nos apresenta personagens complexos e sombrios, segredos obscuros e até reflexões sobre valores e perdão.


“Cada perda que eu tive foi uma lição que eu aprendi.”

A história gira em torno da família Harmon, assim que chegam a Boston. Depois do aborto sofrido por Vivien e o caso de Ben fora do casamento, ele tenta recuperar a confiança da esposa, e a afeição da filha Violet, acreditando que poderão ter uma nova e diferente vida a partir daquela mudança de lar. O que de fato acontece.
Ben é psiquiatra e decidi montar seu escritório em casa para passar mais tempo com a família. Mas parece que nem essa iniciativa resolve o clima tenso que paira sobre eles. Vivien tem dificuldades em perdoá-lo e Violet está cada vez mais distante dos pais e enfrentando problemas na escola.
É claro que não demora muito para coisas estranhas começarem a acontecer. E eles nem imaginam as mais de vinte mortes trágicas que houveram ali ao longo da existência da casa, sendo assim conhecida como "A Casa dos Assassinatos".
Vão surgindo personagens que aos poucos nos esclarecem parte do mistério que habita na casa. E olha que não são poucos! Por falar em personagens, vamos falar um pouco deles. Primeiro, eu gostei muito da família Harmon, que apesar de desunida, possuem um ligação muito forte, e eu sempre me comovo com histórias que envolvem famílias rs.


“A tragédia estava me preparando para algo maior.”
Ben (Dylan McDermott), o pai de família que errou gravemente com esposa e filha parece receber o castigo durante a série. Seu personagem é muito apegado ao lado sexual e isso se torna a sua grande dificuldade durante os episódios já que a empregada da casa vive tirando sua paz. Eu acredito que ele realmente sofreu nessa série, lutando com esse instinto, e também para recuperar sua família. Torci muito por ele. Vivien (Connie Britton) é uma mulher forte, que me conquistou de início. Logo somos envolvidos por sua dor, e aderimos a sua causa. Foi a personagem com quem mais senti ligação.
Temos também Violet (Taissa Farmiga), adolescente incompreendida e rebelde, que procura seu lugar no mundo. No início eu a detestei, por que não gosto de personagens assim, mas como todo personagem nessa série, ela tem um papel essencial e é possível acompanhar sua evolução. 
A vizinha dos Harmon, Constance (Jessica Lange) e sua filha especial Adelaide (Jamie Brewer), de cara me desagradaram, ambas intrometidas e inconvenientes rs.


“Não me faça te matar de novo.”

Constance por sua vez, desde sua primeira aparição, me fez acreditar que estava envolvida até o pescoço com os eventos da casa, embora se mostrasse simpática prestativa aos Harmon. E por último, e extremamente importante na série, temos Tate (Evan Peters), um dos pacientes de Ben que nutre um amor doentio por Violet. Por mais que seja um personagem que agrade o público eu não consegui gostar dele. Tinha horas que eu sentia pena dele, via seu esforço para proteger Violet, mas esse sentimento logo passava quando ele assumia seu lado sombrio. Um personagem que gostei bastante e teve um significante destaque foi a emprega dos Harmon,  Moira (Frances Conroy). Gostei muito do papel dela na história e da própria história dela. Uma das melhores atuações da série, tanto ela jovem quanto idosa.
Pude sentir que todos os personagens foram bem trabalhados e principalmente suas personalidades. Seus medos e fraquezas foram destacados de forma brilhante, elevando o suspense a outro nível.
Angustiante e perturbadora, é como posso definir a primeira temporada de American Horror Story. Em termos de desfecho, num primeiro momento não fiquei satisfeita. Antes do último episódio já podemos acompanhar o fim de alguns dos personagens principais, e aquilo me desanimou. Mas depois refleti e compreendi melhor, e até simpatizei com o fim. Não é uma simples história de terror. No meu ponto de vista, é uma história sobre família, e o que elas são capazes de fazer um pelos outros em momentos de horror. Vemos a tragédia de muitas delas, e seu drama que precede o fim, como quando conhecemos um pouco dos personagens que morreram ali. AHS entrou para lista das minhas séries favoritas!
Agora vamos ver se também vou conseguir me interessar pela segunda temporada. Então voltarei pra contar pra vocês.
Beijos da Sa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

  1. amoo essa serie, ainda mais a primeira temporada! concordo com tudo que disse menos na parte de que primeiramente nao gostou mt do final da temporada eu gostei, pelo que lembro suhsau a quarta tu disse que gostou mas para mim foi tao zzzz
    tonsdeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Gosto desta temporada, da segunda uma das minha preferidas ♥ e a quarta, outra preferida ♥
    Fiquei um bom tempo sem acompanhar a série depois que conclui a primeira temporada. O legal nesse seriado é que você pode assistir a temporada que quiser e na ordem que quiser.
    Estou aguardando a próxima temporada com altas expectativas.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi Sabrina!!!!

    kkkk vdd! A primeira temporada é a melhor mesmo... a segunda é boa tbm,a única temporada que eu assisti meio que obrigada foi a quarta! rsrsrsr
    Adorei seu post! To ansiosa para a próxima temporada, pelo que li por aí, vai ser maravilhosa!!!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir

Se você tem um blog, deixe o link, retribuo com carinho todos os comentários!

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.