✓ Resenha: Rurouni Kenshin - Crônicas da Era Meiji #1

domingo, 7 de dezembro de 2014





Olá pessoal! Tudo bom?! Uns dias atrás eu fiz um post falando sobre o anime de Samurai X, para quem não viu, vou deixar o link aqui. Nesse post eu falei que comprei os dois primeiros volumes do mangá, e que quando eu lesse, eu viria fazer resenha para vocês, então aqui estou eu.

Rurouni Kenshin - Crônicas da Era Meiji #1

Autor: Nobuhiro Watsuki
Editora: JBC
Páginas: 200
Números de Edições: 28
Avaliação: ★★★★★ + 

O mangá narra as aventuras de Kenshin Himura, um homem que proibiu a si mesmo de matar pessoas. Na verdade, ele éBattousai, o Retalhador, um dos monarquistas que abriu caminho para uma nova era na história do Japão, durante o Bakumatsu – guerra que deu fim ao sistema feudal no qual o país estava mergulhado havia séculos. Kenshin abandonou as batalhas e se tornou um pacífico andarilho.

Depois de 10 anos peregrinando pelo Japão, Battousai encontra no Dojo Kamiya, da bela e explosiva Kaoru, o lar que nunca teve. Sua fama e seu passado, porém, jamais o abandonaram. Ele conta ainda com novos inimigos que surgem para desafiar o lendário Retalhador. Para manter a sua promessa de não matar e ainda proteger seus amigos, o herói carrega consigo uma Sakabatou (espada de lâmina invertida), com a qual enfrenta seus novos desafios.
O mangá não é nenhum lançamento, afinal a primeira vez que a JBC o publicou, foi em 2001, em um total de 56 volumes, já que era uma publicação em meio-tanki, mas obviamente naquela época eu não li o mangá, e em 2012 ou 2013 a JBC relançou o mangá em edição de colecionador, em tankobon. Ele ainda está em publicação, atualmente no volume 23, mas assim como aconteceu com Sakura, recentemente os primeiros volumes reapareceram nas bancas, então eu decidi comprar para colecionar.

Apesar de fazer tempo que assisti ao anime, eu creio que pelo menos nesse primeiro volume a história está bem igual ao que eu assistia. A forma como a Kaoru encontra o Kenshin, ou mesmo como eles conhecem o Yahiko e o Sano também. A história é muito divertida, tem momentos muito engraçados, o Kenshin faz umas caras que é impossível não dar risada. As cenas de luta são bem emocionantes e cheias de ação, e eu simplesmente adoro a forma como o Watsuki vai encaixando a história que ele criou com a história do Japão.


Quem tem vontade de ler Samurai X, eu diria para aproveitar que está saindo novamente nas bancas, acredito que ainda encontrem os dois primeiros volumes por ai, e sempre temos também a opção de lojas online (que foi como eu comprei os meus dessa vez), e mesmo a Liberdade para procurar os mangás, que por ser um título ainda em publicação, não está difícil de encontrar.


Além do que, é uma história incrível, e que eu recomendo tanto para garotos, como para garotas. Tem momentos para ambos os públicos e tudo isso se encaixa perfeitamente bem. Se você já leu os mangás, me diz ai o que achou, se tem muitas diferenças com o anime, etc! Por hoje é isso, até a próxima pessoal!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

5 comentários:

  1. Oi Danielle!

    Adorei a resenha! Nunca li nenhum mangá, como já disse aqui diversas vezes, mas tenho vontade! Vc poderia deixar links de lojas online para a gente neh? rsrsrsrrsrs

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. eu gosto mt do kenshin <3
    li apenas alguns mangá, mas acompanhava o anime e gostava muito!

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  3. Acredita que não li nadinha ainda de mangá?
    Quem sabe um dia começo e quem sabe será por este já que cai bem para ele ou ela sem contar que a historia é boa pelo que li nesta resenha ;)
    bjos

    ResponderExcluir
  4. Oi, Dani.

    Te contar que ainda não me aventurei na leitura de Mangá. Mas tenho incentivado o meu irmão a isso, já comprei 3 para ele. Quero comprar agora Another e ler também. \o/
    Adorei a dica, quem sabe depois não compro.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Caramba 56 volumes!!!!
    Esse universo do mangá é vasto, mas não me atrai. Acho que é algo mais cultural, para quem aprecia mais a fundo as coisas orientais.

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.