✓ Resenha: Boneca de Ossos - Holly Black

sábado, 13 de dezembro de 2014

Sinopse: POPPY, ZACH E ALICE sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam. Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo...
Título: Boneca de Ossos
Autor: Holly Black
Editora: Irado (Selo Novo Conceito)
Pág. 224
Melhor preço: R$17,90
Classificação:  9,6 (Excelente!)





A temática é criativa, envolve suspense e ação na medida certa, quela pitada de terror que tanto fascina os jovens! Os personagens possuem personalidades próprias e marcantes, os cenários são descritos com emoção - a emoção de uma aventura, de fato. Narrado em terceira pessoa a leitura é super rápida, simples e e fluida.

Poppy, Zack e Alice são pré-adolescentes e amigos que gostam de brincar de inventar histórias. Em uma delas, uma antiga boneca comprada pela mãe de Poppy em um bazar de garagem é a Grande Rainha, que reinava sobre os Morros de Prata, País Cinza, Terra das Bruxas e Mar Mais Negro. A boneca fica na cristaleira de Poppy, local de onde nunca é retirada. Segundo a história das crianças, existe uma maldição na qual a Rainha faz com que coisas ruins aconteçam. Outros personagens da história são Wiliam, a Lâmina, comandante do navio Pérola de Netuno e Lady Jaye, personagem de Alice, uma ladra que cresceu nas ruas.

"A Rainha era uma boneca de porcelana de ossos com cachos dourados num tom de palha e a pele branca como papel. Seus olhos estavam fechados, os cílios eram uma franja loira clara contra suas bochechas. Ela usava um vestido comprido, o tecido fino pontilhado com algo preto que podia ser mofo. Zach não conseguia se lembrar de quando, exatamente, eles haviam decidido que a boneca era  a Grande Rainha, mas todos sentiam que ela os observava, mesmo os seus olhos estando fechados, e que a irmã de Poppy tinha pavor dela." (p. 14)

Um dia, entretanto, o pai de Zach joga seus bonecos fora, alegando que ele já está grande para isso. Zack não quis contar para suas amigas o que havia ocorrido, então simplesmente diz que não quer mais brincar.

A Poppy tem algo marcante, que lembra aquela história de não querer crescer. Apesar da idade ela não tem vontade de abrir mão das brincadeiras, quer mais é ser feliz, ser criança enquanto pode. Deveríamos ser como ela!

Mas a história se desenrola quando Poppy descobre que a boneca de ossos foi feita realmente com os ossos de uma garota, assim como ainda abriga suas cinzas no interior da boneca. Poppy viu o fantasma da garota, que pediu para enterrarem a boneca em seu túmulo. Para isso precisarão se aventurar até Ohio, em busca do túmulo de Eleanor. O pai da garota trabalhava em uma fábrica de porcelana, quando sua filha morreu ele enlouqueceu, não conseguindo suportar a ideia de enterrá-la, por isso levou seu corpo para os fornos do trabalho, a cortou e cremou, fazendo uma porção de porcelana de osso e colocando em um molde, a partir de uma das bonecas favoritas de Eleanor.





Bem, a autora é Holly Black, o que mais dizer?! Cheia de criatividade e fantasia contagiante essa é a autora das "As Cronicas de Spiderwick", quem nunca ouviu falar? Não é de hoje que encanta os jovens de idade e os jovens de espírito!

E assim as três crianças partem em uma aventura até Ohio a fim de enterrarem as cinzas, como prometido. Pegam o ônibus durante a madrugada, mas nem imaginam tudo que enfrentarão pelo caminho, desde encontrar um louco que lhes conta uma história sobre alienígenas, acampar em um parque, terem seus pertences destruídos, serem vistos junto com uma garota loira (apesar de nenhum dos três serem loiros), roubar um barco, invadir uma biblioteca, entre muito mais. No caminho, ainda existe a dúvida se Poppy realmente estava dizendo a verdade, se o fantasma de Eleanor realmente existe e os está assombrando e as desavenças e conflitos entre as crianças.

"- Não é justo. A gente tinha uma história, e nossa história era importante. Eu odeio o fato de vocês dois poderem simplesmente ir embora e levar parte da minha história com vocês e nem se importarem. Odeio o fato de vocês poderem fazer o que precisam fazer e eu não. Odeio o fato de que vocês vão me deixar para trás. Odeio o fato de todo mundo chamar isto de crescer, mas parece que é morrer. Parece que cada um de vocês foi possuído e eu sou a próxima." (p. 179)

A diagramação e a revisão estão ótimas, não deixando nada a desejar. O que precisa ser comentado já que o publico alvo é infantil e um livro bem corrigido é indispensável na formação acadêmica das crianças. Como brinde ainda temos belíssimas ilustrações com o virar das páginas, enchendo ainda mais os olhos do leitor. 

Leitura juvenil mais que indicada! E o novo selo da Editora Novo Conceito, #Irado, indico com ênfase aos jovens leitores!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 comentários:

  1. Oi Amanda!

    Como eu quero esse livro! kkkkk
    Não tanto pela história, é mais pela capa mesmo que eu acho linda demais!
    Adorei a resenha vio!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Livro com pintada de terror e contos com aventuras e etc ? Amoooo! Sua resenha foi super completa pra eu poder saber um pouco mais desse livro. <3

    www.meianoitebr.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Amanda!
    Acho a capa do livro bem bonitinha.Já havia visto ele pois tive que dar de presente uma vez por isto o tão interesse na capa,mas não me atraiu a história.
    A resenha ficou bem bacana como sempre.
    beijokas

    ResponderExcluir
  4. Olá, Amanda.

    Já comprei esse livro e estou muito animada com a leitura. Nunca li nada da Holly Black e esse será meu primeiro contato com a autora. Sua resenha me deixou bem animada com a leitura e não me importo de ser um livro destinado ao público juvenil. >.<

    Até mais.

    ResponderExcluir
  5. Não entendir muito o significado o que este livro transmiti ou diz Amanda ,mas de paixão amei a capa vou comprar só para aterrorizar a minha prima . kkkk bjos

    ResponderExcluir
  6. Parece que acontece de tudo nesse livro hein! rsrs
    Para que curte um terror, parece uma boa opção.

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.