✓ Resenha: Reinos de Cinzas - Aldo Costas

quinta-feira, 27 de novembro de 2014




Sinopse: “Bem-vindos a uma realidade fantástica – você está entrando no mundo dos sonhos... ou seria no mundo dos pesadelos? Está prestes a se perder em uma realidade cinza... se contaminar com uma febre que causa insônia. Está se aventurando na estrada perigosa que fica entre a razão e a ilusão. Uma viagem ao interior de algumas mentes assustadas... Ao interior de algumas mentes diabólicas. Aqui é a porta de entrada para um outro mundo... Um mundo onde as verdades não existem... onde tudo é uma mera desculpa para se pintar um quadro com as cores do caos. O primeiro passo para essa viagem já foi dado – Ainda há tempo de desistir! Para quem preferiu seguir em frente, as próximas palavras e frases devem indicar uma direção... uma trilha que o levará para lugares estranhos e distantes. Que o levará para o centro de alguns mundos imaginários... repletos de personagens imperfeitos. Repletos de fatos perturbadores. Repletos de encruzilhadas. Repletos de reinos selvagens... de batalhas insanas... de guerras sangrentas... Abra bem seus olhos e descubra o que se esconde em cada uma das páginas destes contos dos Reinos de Cinzas...”

Título: Reino de Cinzas e Outros Estranhos Mundos
Autor: Aldo Costas
Editora: Chiado
Pág. 180
Melhor preço: R$41,00
Classificação:  9,6 (Excelente!)





Uma obra prima de um mundo alternativo.

Mais que um simples livro onde encontraremos vários contos sobre o tudo e o nada que somos, sobre realidades alternativas onde nossa interpretação tem papel essencial, Reino de Cinzas conta com um mergulho na mente do autor, onde o mesmo deixará o leitor se esgueirar pelo lado mais sombrio de sua alma.

"Enquanto a noite engole vorazmente os últimos vestígios de um dia silencioso, criaturas famintas despertam e saem em bandos... saem em busca de uma caça... em busca de saciar uma fome tão antiga quanto as suas próprias essências... buscam enlouquecidamente mais que saciar uma fome irracional: buscam a sobrevivência..."

O próprio livro auto intitula-se como "Estranhos Mundos" onde talvez alguns leitores realmente achem estranhos e outros, com uma mente mais questionadora, não achem tanto assim. Todos seus contos tem uma base sólida, gerando reflexão através de metáforas sociais.

O autor tem uma escrita fluida e até mesmo poética. O livro foi todo adaptado de forma pessoal, com poemas, crônicas e até mesmo menciona um lista homenageando muitos autores brasileiros contemporâneos. Temos também suas ilustrações em cada apresentação de um conto, reforçando ainda mais a particularidade dessa obra, como se fosse um diário secreto cheio de reflexões da alma.
Ao que posso perceber houve um grande respeito entre editora e autor, pois a diagramação muito bem feita permite essa sensação; essa de abrir um diário bem guardado onde um profundo poema vem antes da fábula.

"O que importa é o que está refletido em suas retinas ou o que seu cérebro acredita que está sendo refletido em suas retinas?"

Não gostaria de detalhar conto por conto, pois da mesma forma como fui surpreendida pela falta de informação antes da leitura gostaria que meus leitores saboreassem do mesmo. Apenas acho justo ressaltar o conto que leva o mesmo nome do livro, onde me foi necessário ler com muita atenção para entender realmente onde o autor quis chegar e a reflexão profunda que está contida no mesmo. Um dos melhores contos que já li até hoje.

Repleto de fantasia, horror e solidão, Reino de Cinzas tem um que de inspiração, um tantinho de Poe e uma pitadinha de King, fazendo-nos acreditar que muitas vezes nossa mente é realmente nossa pior inimiga. Que o controle de tudo sempre só gera mais e mais descontrole. A maldade está no homem e o autor irá explorar o que atos acarretam. Em todos seus contos existem causa e efeito, e o que mais a bestialidade humana pode deixar senão cinzas?

"Os olhos grandes comem
As mãos que pegam apertam
A boca lambe a testa
O fogo queima a terra
O banho lava a barriga
Pronto para dormir?
Não! Na noite ele te pega
Deixe a janela aberta
Deixe a porta aberta
Foi um sonho? Não, foi a fome da fera..."


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

8 comentários:

  1. Oi Andréa!

    Que capa linda! Eu adoro contos, então, claro que fiquei curiosa com a resenha!

    bjo bjo^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal que gostou da capa Ana. Valeu.

      Excluir
    2. Déa,

      Faço das suas palavras as minhas. Esta obra é divina, com um enredo pesado, sombrio e principalmente de conteúdo. Eu simplesmente fiquei apaixonada, em todos os sentidos. Digo de boca cheia que leria até mesmo a lista de compras do Aldo.

      Parabéns pela resenha e também ao autor que deu vida a um dos melhores livros que li em 2014.

      Beijos,

      Simone Pesci.

      http://simonepesci.blogspot.com.br/

      http://eoceoi.blogspot.com.br/

      Excluir
    3. Valeu Simone. Então vou escrever uma lista de compras, pronto! Aí quero ver se vai ler e gostar... Mas, valeu moça. É sempre bom saber que uma excelente escritora, como você, gostou do meu livro. Falo isso por já ter lido o seu livro e ele é fenomenal. Tanto a história quanto a sua escrita; sem falar na temática e abordagem corajosa com narrativa densa e envolvente. Valeu moça. Sucesso para todos nós. Para todos!!

      Excluir
  2. Andréa, fiquei encantado com sua resenha!! Ficou perfeita! Conseguiu realmente captar a essência do livro e do tipo de escrita que gosto de fazer. Adorei saber que o conto “Reinos de Cinzas” é um dos melhores que já leu – pra mim isso é uma honra. Sempre fiquei receoso de não conseguir passar para o leitor a minha visão de uma literatura contemporânea e fantasiosa; do tipo de literatura que eu gosto (escrever é fazer o que gostamos, “antes de mais nada”), mas, através de suas palavras pude sentir, que de formas diferentes, todos que leem tem uma visão parecida e se focam no que realmente é o ponto central para mim: uma escrita ficcional com pitada poética/sombria e alegorias sobre o ser humano imperfeito... Fiquei encantado com a resenha!!! Obrigado e fico feliz que tenha apreciado o livro. Adorei cada uma das suas palavras: TODAS!!! Obrigado moça. Sucesso com os seus projetos!

    ResponderExcluir
  3. Que resenha inspiradora! Fiquei com muita vontade de adquirir o livro, sério mesmo. Adoro toques de terror, fantasia e algo nostálgico! Espero poder adquirir meu livro em breve *-*

    Até logo,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. amei a capa, e por mais de nao gostar de contos gostei da sua resenha, parece ser um livro bem interessante

    ResponderExcluir
  5. Cara A capa é irada ,é diferente muito ,e super Original tenho que comprar este livro ,pra fazer parte da minha coleção rars.

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.