✓ Resenha: Bolsas, Beijos e Brigadeiros

quarta-feira, 12 de novembro de 2014





Sinopse: Melissa é uma jovem e impetuosa jornalista, que vive de escrever suas deliciosas aventuras por belas e curiosas cidades do mundo. Em uma nova fase de sua vida profissional, ela viaja á Europa em busca de cenários para as suas matérias e também de suas raízes italianas. Em meio a essa instigante jornada, além dos percalços comuns a uma mochileira no Velho Mundo, Melissa precisa lidar com a distância de seus familiares queridos, principalmente de sua mãe - grávida de um filho temporão -, e os misteriosos sumiços de seu namorado, Théo. O que será que ele esconde? Por que desaparece sem deixar rastros e reaparece como se nada tivesse acontecido? É o que o leitor irá descobrir ao ler este saboroso romance misto de guia turístico da Europa.

Título: Bolsas, Beijos e Brigadeiros
Autor: Fernanda França
Editora: Planeta
Pág. 304
Melhor preço: R$22,32
Classificação: 9,2 (Ótimo)





Indo além do belo romance, "Bolsas, Beijos e Brigadeiros" é quase um guia turístico indispensável! Quer visitar a Europa sem sair do lugar? Vem comigo!

Nossa protagonista se chama Melissa, é uma jornalista de vinte e três anos que foi dispensada de seu emprego, mas com a enorme tendencia que tem em atrair coisas boas mesmo quando parecem ruins, um novo emprego aparece é posso dizer que é o que todos, ou boa parte dos jornalistas, sonham em ter!
Escrever um guia turístico, visitando boa parte das mais belas cidades da Europa, bancada pela empresa, com uma mochila nas costas e aberta a todas as aventuras que podem aparecer não parece nem um pouco mau não é?

Esse livro na verdade é uma continuação de Malas, Memórias e Marshmallows, o qual não li e só tomei conhecimento após. Na verdade o primeiro volume irá nos apresentar a vida de Mel e a forma como ela conheceu seu namorado Théodoro. Porém não ter lido o livro anterior não alterou em nada minha leitura desse segundo volume, pois a autora volta um pouco na vida da protagonista repassando os fatos mais importantes inteirando o leitor sobre tudo que é necessário.

Aqui, ela está em sua segunda jornada - a primeira foi nos Estados Unidos - pela Europa. Com a vida que ambos levam, sendo Théo fotografo, as vezes é necessário seguirem caminhos diferentes e marcarem reencontros cheios de amor e aventuras. 
Acontece que dessa vez algo vai dar errado e Théo não aparecerá. Resta à Mel somente as cartas que ela escreve que talvez nunca sejam entregues. Por onde andaria seu namorado? Será que tudo que viveram não foi amor? Resta a Melissa lidar com sua ausência em meio as belíssimas cidades europeias.

É curioso observar o comportamento da protagonista que, diante a uma viagem dos sonhos sente-se incompleta por estar brigada com seu namorado, da para sentir aquela melancolia, aquele gostinho de tristeza que a Torre Eiffel pode proporcionar. A protagonista é real, é mulher como todas nós, apesar de forte e determinada, fica claro que Paris não é a mesma Paris dos Apaixonados sem seu amor do lado. Não seria para nenhuma de nós não é mesmo?

Existem vários pontos interessantes nessa leitura. A autora trouxe bem mais que um simples romance, a obra é repleta de informações. Cada capitulo acontece em uma cidade diferente e essa cidade é sempre o titulo desse capitulo. Ainda temos uma breve apresentação sobre o mesmo, descrevendo pontos turísticos e curiosidades. 
Ao decorrer da história, com Melissa visitando esses lugares, acaba dando muitas dicas ao leitor, mesmo sem ser esse o objetivo da narrativa, nos apresenta iguarias culinárias, melhores meios de locomoção, museus, lojas, etc.





Podemos ver boa parte das experiencias da autora transplantadas nas personagens. Temos uma conversa muito interessante sobre parto humanizado - assunto do qual me identifico muito. Quebra tabus como a criação de animais de estimação - principalmente gatos - durante a gestação. Estamos falando de bebês pois sua mãe e seu irmão iram ganha-los em breve!

"A verdade é que a falta de informação cega as pessoas, que preferem acreditar em algo que não conhecem em vez de confiar que a natureza é perfeita."

Ainda temos citações de muitas palavras em línguas diferentes, principalmente a italiana, de onde vem a origem da família de Mel. Da para aprender um pouquinho e se deliciar com um certo primo - Luca, tudo de bom - dela rs.

Indo um pouco mais além, a obra retrata a forma como as pessoas criam vínculos, como amizades verdadeiras nascem com facilidade quando estamos longe de nossas casas. A necessidade de se comunicar quando a língua é totalmente incompreensiva, a necessidade de ter alguém a quem se apoiar, pedir ajuda ou simplesmente trocar afeto.

"Conheci pessoas e lugares, aprendi palavras, descobri sabores e perfumes. Não havia nada como viajar, nada. Nenhuma experiencia na vida pode ser comparada a estar em um lugar novo, com pessoas que você nunca viu e observar como elas vivem. Nada é tão intenso quanto descobrir que, na pratica , o mundo é muito maior do que nos livros de Geografia."

Finalizando, é um livro super divertido e cheio de coisas a ensinar. O romance em si não tem nada de inovador, porém todo o cenário e a trama que se desenrola ao redor é muitíssimo gostoso e verdadeiro. Daqueles que te faz viajar parado, observar lugares e pessoas que nunca conheceu. Tudo apresentado com muito profissionalismo pela editora, que deixa um trabalho impecável de diagramação e revisão.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

9 comentários:

  1. Oi Andréa!

    Bem, eu gostei da capa mas não é um livro que eu queira tanto ler... sei lá... vai que um dia eu leio neh? rsrsrsrsr
    Adorei a resenha vio!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Essa autora é brasileira? Não conhecia, me interessei muito pelo livro, adorei a resenha.

    http://www.eucurtoliteratura.com/

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pelo carinho! Amei a resenha! <3

    ResponderExcluir
  4. o livro realmente me chamou a atençao, vou procurar saber mais e acrescentar ele na lista de compras, tomara que seja bom como aparentou pela sua resenha ><

    ResponderExcluir
  5. Achei a capa linda, não sabia que era continuacao de malas ,memorias ... Gostaria muito de ler os dois ,adoro essas histórias fofas ,tipo chicklit . Amo Paris um dia vou para la kkkkkkkkkk , e todos os livros que se passam la sao otimos rs

    ResponderExcluir
  6. Não acredito que o livro é uma continuação...eu comprei ele e não tenho este outro rs,
    agora vou ter que adiar a leitura e esperar poder comprar o outro rsrs,
    mas fico feliz em saber que este livro é bom, eu vou adorar le lo,
    beijos.

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Embora tenha achado o livro um tanto quanto clichê, parece ser uma boa pedida para depois de uma ressaca literária! Já anotei na listinha, talvez o adquira! :)

    Até logo,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. É um dos meus desejados,e a Fernanda é uma fofa! Me ganhou pelo cenário do livro Londres!

    ResponderExcluir
  9. Tenho este livro Andrea ,Se eu te contar quanto mas agente ler ,mas vontade temos de ler ,é muito divertido o livro engraçado também ,ela viaja muito e se afasta um pouco da familia.... é muito irado o livro ,quem não comprou aviso ,compre logo é perfeito o livro

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.