✓ Resenha: Obstinada - Sylvia Day

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Sinopse: Londres, 1770. Debaixo de toda a seda e renda da sociedade londrina se encontra uma organização secreta de espiões de elite. Proteger a Coroa de seus inimigos é uma tarefa árdua, mas, para Marcus Ashford, proteger seu coração de uma obstinada paixão é um perigo ainda maior. Como agente da Coroa, Marcus Ashford, o Conde de Westfield, já enfrentou inúmeros duelos de espada, foi atingido por dois tiros e se esquivou de mais disparos de canhão do que poderia contar. Porém, nada o excita mais do que o primitivo apetite sexual de sua ex-noiva, Elizabeth. Anos atrás, ela o preteriu pelo charmoso Lorde Hawthorne. Mas agora, Marcus deve defender a elegante viúva, e o fará ao mesmo tempo em que cuida de suas outras, mais carnais, necessidades, mostrando a ela até onde vai o real desejo de um homem. 
Título: Obstinada
Autor: Sylvia Day
Editora: Universo dos Livros
Pág. 296
Melhor preço: R$16,00
Classificação: 9,1 (Ótimo)





Com uma dose certa de mistério, perseguições e cenas de paixão intensa, este livro de Sylvia Day, nos leva a um mundo onde traquejo social e aparências eram muito importantes, e um simples mal entendido podia separar um casal que se amava para sempre.

A história começa, em 1770, com Marcus tendo que proteger Elizabeth de um bandido muito perigoso, a mesma Elizabeth que a quatro anos atrás desistiu do casamento, abandonando-o para se casar com Hawthorne.

Acontece que certa vez, tarde da noite, encontrou Marcus ainda molhado com um roupão junto a uma mulher desconhecida que também vestia apenas um roupão. Claro que após essa cena ela nem mesmo esperou explicações, o passado já o condenava. O falatório diante da sociedade acabou levando de vez ao rompimento do noivado e também levou junto a grande amizade entre seu irmão Willian e Marcus. 

Criada por seu pai e seu irmão, após a morte de sua mãe, Elizabeth não teve a mesma educação que as outras meninas de sua idade, ela ignorava as regras sociais cavalgando pelos campos, subindo morros e aprendendo a usar armas, até o dia que foi matriculada em uma escola para aprender a seguir regras. Claro que ainda assim sua essência ficou, com sua personalidade forte que não se deixar dobrar facilmente. 

O marido de Elizabeth trabalhou para a agência do governo responsável por investigação e captura de infratores, até o dia em que é morto em uma emboscada. E agora, após seu luto, Elizabeth reencontra Marcus e descobre que terá que conviver com ele logo que o mesmo também trabalha para a tal agência e foi designado para cuidar da jovem viúva. E ai ela entende que se quiser descobrir quem matou seu marido, precisará aceitar os fatos, ainda mais quando recebe um diário criptografado contendo informações que poderão incriminar St Jones, um  famoso pirata. E é então que Marcus, que já tem uma rixa antiga pelo pirata, vai aproveitar a situação para ajudar a mocinha ao mesmo tempo que zela pela sua segurança. Ele vai protege-la a qualquer custo.

Marcus é o sétimo conde de Westfiel, sempre obstinado consegue tudo o que deseja, e ele deseja Elizabeth.
Óbvio que inevitavelmente Marcus e Elizabeth acabam se envolvendo, e assim, com essa aproximação ele acredita que pode diminuir a obsessão e a fome que sente por ela. O que ele não contava mesmo era descobrir que este sentimento é muito mais profundo do que pensava.

"A situação com Elizabeth era totalmente diferente. Ele precisava se esforçar para deixá-la, esperando até que o infeliz raiar do sol o forçasse a ir embora. Ele voltava para casa com o aroma dela em sua pele, deitando na cama que um dia ela ocupou e revivendo memórias dela, nua e suplicante debaixo dele. Era o mais delicioso tipo de tortura."  - Pág 126

A leitura é muito agradável e fluida, com personagens fortes fica fácil prender-se a leitura diante tanta teimosia e paixão. Nota-se facilmente que esse é um daqueles casais que apesar de apaixonados preferem trocar indelicadezas o tempo todo, tornando a história um cabo de guerra. Grande parte da narrativa se detêm sobre o casal, e o mistério do crime fica mesmo em segundo plano, assemelhando-se aos livros de banca da autora. 
Toda a ambientação, com cenários e roupas foram muito bem descritos, conseguem transportar o leitor para a atmosfera de Londres, Século XVIII, preenchendo os detalhes e atendendo as leitoras mais detalhistas.
Não posso me esquecer de mencionar que esse é um livro hot, ou seja, contem cenas de sexo. Porém essas cenas eróticas apesar de bem quentes (e suadas!), são de muito bom gosto.

Esse é o primeiro livro da saga The Georgian, que trará como trama principal os espiões da Coroa, e já estão lançados pela editora Universo dos Livros o segundo e terceiro volume - Desejada e Incontrolável. Todos eles trazem uma capa quase de luxo, muito bem feitas em um papel aveludado, folhas amarelinhas e muito bem diagramado.

Bom, o principal recado é: Esse livro é como todos os romances de época, são feitos para quem gosta. Quase sempre você saberá o que vai acontecer e nada te surpreenderá, pois não é para isso que ele se propõe. Esses são romances calcinhas, feitos para suspirar pelos mocinhos tudo de bom. Portanto, sim, temos mais do mesmo, mas para o que veio, o livro preenche os requisitos com louvor em uma narrativa digna da diva Sylvia Day.

"- Não quero a dor que você traz. Não quero você.
- Você está mentindo - ele disse asperamente. Seus dedos tracejaram as curvas do corpo dela. - Você me quis desde o momento em que nos conhecemos. E ainda me quer. posso sentir isso em seu beijo.
Obstinada" - Pág 42

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

7 comentários:

  1. Nunca li nenhum livro desta autora, mas tenho vontade. Eu tenho a trilogia Toda Sua e pretendo ler... vai que eu gosto neh?

    Adorei a resenha, espero gostar do livro tanto quanto vc!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Eu ja li outro livro da autora e gostei,
    e concordo com você este genero é para quem gosta do genero, eu adoro e claro que pretendo ler,
    quando vi que tem um pirata..suspiros, pena que ele não é o mocinho rsrs.
    Espero ler em breve, beijos.

    ResponderExcluir
  3. Faz uns dois meses que eu li esse livro e também gostei bastante dele. Eu adorei os personagens, gostei bastante da narrativa da autora. Eu sou apaixonada por romances de época, e já adorei a série por causa disso. Ele realmente é mais do mesmo, mas gostei mesmo assim. Achei a capa linda, e adorei que é feito em papel aveludado.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Eu acho essa escritora incrível, simplesmente incrível. Li a serie Crossfire e fiquei encantada de como o romance erótico dela se tornou perfeito, porque envolveu assassinato, muito drama e não perdeu o lance erótico.
    Ela nunca perde o fio da meada. Acho que vou amar esse livro, porque a história e os personagens parecem ser incríveis, e além disso é um romance de época e tem mistério, é perfeito! Sem contar que essa capa é um luxo mesmo. Com certeza vou ler esse livro o mais rápido possível *-*
    Bjss

    ResponderExcluir
  5. Nunca li nada de Muié ,acho as capas lindas , não sou super fãn desses romances ,principalmente de epoca ,mas confesso que essa autora me deixa curiosa , assim que tiver uma promo vou comprar e ler para poder dizer com convicção de causa se é bom mesmo !!! Adorei a resenha super completa e esclarecedora . Bju

    ResponderExcluir
  6. Nunca li um livro assim com história mais Hot, deve ser interessante :)

    ResponderExcluir
  7. Rapaz esta autora deve ser unica ,estou louca para ler.

    ResponderExcluir

Se você tem um blog, deixe o link, retribuo com carinho todos os comentários!

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.