Young-Adult (Jovem Adulto) e New-Adult (Novo Adulto) qual a diferença?

terça-feira, 16 de setembro de 2014



Novo adulto (New Adult - NA) 

É um gênero de ficção em desenvolvimento com protagonistas entre 18 e 25 anos. O termo foi primeiramente usado pela editora St. Martin’s Press em 2009, quando eles abriram um concurso para descobrir e desenvolver os autores que escreviam histórias deste gênero.
O gênero foi originalmente recebido com algumas críticas, pois alguns o viam como um esquema de marketing, enquanto outros diziam que não havia público-alvo para o material. Em contraste, outros falavam que o termo era necessário, pois “é um rótulo conveniente, que permite aos pais e às livrarias conhecerem o que há nos livros”, como disse um publicitário da Harper Collins.

A literatura novo adulto fala sobre vários temas que encontram-se entre as categorias jovem adulto e adulto.

Assuntos como identidade, sexualidade, depressão, suicídio, vício em drogas ou em álcool, problemas familiares, bullying são abordados profundamente. Outros como o primeiro emprego, o ingresso na faculdade, noivado e casamento, pós-universidade, alistamento militar, início de uma nova família, independência financeira, morar longe de casa pela primeira vez, perda da inocência, medo do futuro, e muitos outros, também podem ser encontrados.




Esta categoria foca em ter uma vida independente depois de alcançar a maior idade, e como deve-se lidar com o início da vida adulta. Como todas as categorias de ficção, o NA pode ser combinado com outros gêneros e subgêneros como ficção científica, ficção urbana, horror, paranormal, distopia.







A ficção jovem-adulto (Young-adult - YA) 

É sobre a perspectiva do protagonista jovem e o escopo de sua experiência de vida. Esta perspectiva é ganha à medida que a inocência da infância desvanece e ganha-se experiências mais avançadas, o que traz uma visão. E é esta percepção que falta nos jovens-adultos tradicionais. Outra grande diferença é a idade dos protagonistas e as configurações. Um livro YA geralmente não inclui protagonistas com mais de 18 anos ou na faculdade, mas estes personagens podem ser encontrados nos novos adultos. NA pode ser bem descrito como uma categoria depois do YA.


Cally Jackson e Kristan Hoffman definem a categoria para o Writer’s Digest:

 “A transição da infância para a vida adulta não acontece de um dia pro outro – apenas pergunte para alguém que é ou já foi (ou é pai) um adolescente. Mas a transição de jovem para adulto também não acontece do dia pra noite. Há um período de tempo quando a vida adulta parece um par novo de sapatos. As expectativas da independência e autossuficiência são igualmente novas. Novos adultos são pessoas que acabaram de começar a andar neste sapatos; a ficção NA é sobre suas dores e defeitos.”


Muitos autores de NA começaram suas carreiras através da autopublicação, principalmente depois do concurso promovido pela St. Martin’s Press. Muitos daqueles que não tiveram seus resumos escolhidos não desanimaram e procuraram meios de publicação on line. Isto culminou em um boom a partir do ano de 2012, onde muitos destes autores começaram a fazer muito sucesso na internet e atraíram a atenção de grandes grupos editoriais.

Jamie McGuire, Tammara Webber, Abbi Glines, e a nossa querida S. C. Stephens, são exemplos de autores que começaram através da autopublicação e deslancharam suas carreiras depois de 2012.


Esse texto foi extraído na integra de: Clã dos Livros




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

10 comentários:

  1. Oi Andréa!

    Só li um dos livros acima, O Teste, e amei. Quero muito ler Feito de Fumaça e Osso e Paixão sem Limites.
    Eu gosto do gênero, mas tem uns que ploamor vio! kkkkkkk

    bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Adorei a explicação. Uma vez uma agente literária falou que meus livros era YA e eu nunca fui atrás pra entender porque. Seu texto deixou bem esclarecido. Adorei!

    Beijo, Mari

    ResponderExcluir
  3. Gostei do post, super informativo. São tantos gêneros que me sinto perdida as vezes.

    ResponderExcluir
  4. Amo o livro Easy... se eu tiver que escolher eu prefiro os livros New Adult... mas pra falar a verdade quando o livro é bom não importa

    Relíquias
    http://reliquiasaline.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie...
    Gostei bastante do post! Ele foi bem informativo e esclarecedor!!
    Tenho sempre muita dificuldade em classificar os livros ou até mesmo músicas em seus respectivos gêneros!!!

    ResponderExcluir
  6. Oii Andréa :)
    Confesso que não sabia muito diferenciar os dois gêneros, até porque
    acho eles bem parecidos, o que gerava bastante confusão !! Agora sei que quase não
    li nenhum livro Young-adult ! Adorei o post viu, foi bom pra mim (e tenho certeza que pra muita
    gente), que fazia uma confusão danada !! :)
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  7. Eu nao sabia que tinha essas diferencas ou categorias , confesso que estou lendo muitoooo mais new adult , esses de adolescentes eu enjoei um pouco , adorei a materia e já li Paixao sem limites e ameiii , li o segundo tb e gostei , quero anciosamente ler o 3º para terminar a trilogia .

    ResponderExcluir
  8. Notei essa diferença com o passar do tempo , mais leio mais YA , Pois tem dias que estou nuns tedios que necessito de um YA , Mais as vezes gosto tbm de um bom NA . quero apenas um livro dali de cima , que ´Uma Bruxa a cidade .

    ResponderExcluir
  9. Leio mais jovem adulto, nem sabia dessa diferença. rs
    Tenho esse Paixão sem limites e adoro <3

    ResponderExcluir
  10. Menina que eu nem tinha ligado pela diferença, agora eu sei e não vou mas errar na hora de classificar meus livro.

    Abçs :)

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.