✓ Resenha: A Filha do Louco - Megan Shepherd

segunda-feira, 8 de setembro de 2014




Sinopse: Juliet Moreau construiu sua vida em Londres trabalhando como arrumadeira - e tentando se esquecer do escândalo que arruinou sua reputação e a de sua mãe, afinal ninguém conseguira provar que seu pai, o Dr. Moreau, fora realmente o autor daquelas sinistras experiências envolvendo seres humanos e animais. De qualquer forma, seu pai e sua mãe estavam mortos agora, portanto, os boatos e as intrigas da sociedade londrina não poderiam mais afetá- la... Mas, então, ela descobre que o Dr. Moreau continua vivo, exilado em uma remota ilha tropical e, provavelmente, fazendo suas trágicas experiências. Acompanhada por Montgomery, o belo e jovem assistente do cirurgião, e Edward, um enigmático náufrago, Juliet viaja até a ilha para descobrir até onde são verdadeiras as acusações que apontam para sua família.

Título: A Filha do Louco
Autor: Megan Shepherd
Editora: Novo Conceito
Pág. 416
Melhor preço: R$19,50
Classificação: 9,5 (Excelente!)




A história se passa em Londres, no século XIV e a ambientação é bem interessante, uma atmosfera gótica e obscura. A autora investiu no clima acinzentado que contrastará muito com o segundo ambiente da história que é claro e repleto de cores vivas. Esse é o primeiro volume de uma trilogia e usa como base A Ilha do Dr. Moreau”, de H. G. Wells.

Juliet é uma adolescente normal, filha de um médico importante, que frequentava a alta sociedade e tinha muitos amigos. Tudo muda quando um escândalo envolvendo seu pai, o Dr. Moreau, surge, taxando-o de monstro pelas experiências que fazia. A partir desse momento sua vida foi destruída, seu pai morreu, todos os amigos lhe viraram as costas, até a igreja lhe negou ajuda e sua mãe que desesperada acabou virando amante de um homem casado para poder sustentar a ambas, acabou doente e morrendo.

Agora, depois de seis anos, Juliete está sozinha e na miséria trabalhando na faculdade de pesquisas médicas, onde seu pai lecionava, como faxineira. Até certo dia em que vê um dos papéis das experiências de seu pai na mão de um estudante, e pela primeira vez depois de anos ela desconfia que seu pai pode estar vivo. Ela vai atrás da pessoa que entregou este papel ao rapaz e acaba em uma hospedaria.

Lá ela vê Montgomery, filho da copeira de sua antiga casa, que está muito diferente, bem vestido, com ar mais amadurecido pela idade. Junto a ele está Balthazar, um homem muito estranho com algumas deformidades no corpo. Montgomery acaba deixando escapar que o Dr. Moreau está vivo e Juliet fica estarrecida, seu pai está vivo e nunca a procurou! Deixou ela viver na miséria e nem quis saber se ela estava bem ou não, logo que ela tinha um problema genético e tomava medicação diariamente. Ela então obriga Montgomery a levá-la até seu pai.

"E ele nasceu daquela linhagem sangrenta que nos assombrou junto com nossos ancestrais. Testemunha da nossa vergonha tão marcante... Daquele nome sombrio, Edwaardo, o principe negro de Gales" pág 384

Montgomery foi criado na casa de Dr. Moreau, hoje ele é seu assistente, se transformou de um garotinho meigo que defendia os aminais em um homem viril e com uma personalidade forte, mas continuava muito protetor em relação a Juliete, a amava desde que eram crianças.

Montgomery está de partida para a ilha deserta onde vive com o Dr. Moreau, leva animais vivos em jaulas, a viagem dura semanas a bordo de um navio. Durante a viagem eles salvam Edward, um rapaz que está a deriva no mar a quase 20 dias, pois o navio em que estava acabou afundando. Edward é um rapaz bonito, um cavalheiro nascido em boa família filho de um general, mas tem um segredo muito obscuro, parece que ele está fugindo de alguma coisa. Contra a vontade de Montgomery ele acaba desembarcando na ilha junto com eles.
Seu pai os recebe bem, mas ela sentiu algo estranho no ilha, os nativos tinham muitas deformidades no corpo, eram tímidos e sempre de cabeça baixa como se tivessem medo.

Os dias na ilha foram passando normais até a noite em que Juliet acorda com gritos horríveis e sai para investigar. O som vinha do galpão em que seu pai fazia suas experiências. Entrando escondida ela viu algo, em uma mesa cirúrgica uma criatura que não era humana e nem animal, parecida mais uma mistura de ambos, estava amarrada a cama e seu pai fazendo experiências nela. O que mais a assustou foi que Montgomery está lá também o auxiliando, ela apavora-se e sai correndo em direção a floresta e Edward que a viu pela janela de seu quarto corre atrás dela, aquela floresta não era igual as outras, criaturas assassinas e misteriosas povoavam aquele lugar, desencadeando uma fuga alucinada pela sobrevivência.

Por ser narrado em primeira pessoa, é possível sentir arrepios ao longo da história. Dr. Moreau é um gênio mas completamente louco que gosta de brincar de Deus. Esse livro vai trazer a tona todos os questionamentos científicos e religiosos sobre a vida. Onde ninguém é capaz de saciar suas curiosidades. A narrativa é delicada e minuciosa, faz fluir facilmente mais de 400 páginas culminando em um final surpreendente.

Como eu não li a obra do qual se baseia esse livro, não posso dizer se segue o mesmo padrão, se os personagens sofreram mutações ou não. Levando apenas em consideração essa obra que está muito bem escrita e sensata e que apresenta um triangulo amoroso que surge entre os jovens expondo o lado ingenuo e conflituoso da protagonista, posso dizer que é uma pena esse livro não tenha sido tão divulgado quanto merece aqui no Brasil. É simplesmente sensacional.

Sei que o segundo volume da trilogia baseia-se em O Médico e o Monstro”, de Robert Louis Stevenson o que aguça, pelo menos a minha, curiosidade pelo entrelaçamento das tramas.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

10 comentários:

  1. O Karen!!!!

    Eu comprei este livro na bienal e não sabia que fazia parte de uma trilogia.... rsrsrsrsrsrrs
    Bem, pelo menos tenho certeza que vou adorar o enredo, já que gostei demais da sua resenha!
    Esse livro é lindo neh? Eu amei a capa dele!

    bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Oi Karen,
    Enquanto eu lia a sua resenha eu voltei no tempo em que eu estava no ensino médio e revivi o filme em que o meu professor de biologia passou para a turma, um filme muito, mas muito parecido com esse livro, embora eu não saiba qual o ano de lançamento e em que obra foi baseada tenho certeza que teve alguma coisa a ver com aquele filme, então eu gostei muito..

    Abçs :)

    ResponderExcluir
  3. Olá Karen,
    Uma resenha muito boa, o livro tem uma história interessante mas o gênero não faz muito meu estilo.
    Beijos

    http://achadosnaestante.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oii Karen !
    Fiquei encantada com a sua resenha, me deixou super curiosa pra ler o livro .. Já tinha ouvido falar dele mas não imaginava que fosse tão maravilhosos assim! O Dr. Moreau é mesmo um louco, quem faz barbaridades como essa? E pelo que perceni vai ter um romance no meio dessa loucura toda né? O livro entro pra minha lista, adorei o enredo e o desenrolar da história pareceu aqueles que nos prendem !!
    Beijos !

    ResponderExcluir
  5. Oi Karen, linda sua resenha, o livro parece ser encantador, porém estou fugindo de trilogias, preciso acabar as que já estão começadas (e as editoras não resolvem publicar logo a continuações)
    Beijos

    Relíquias
    http://reliquiasaline.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Para variar comprei na bienal e não sabia que era uma trilogia ,putz isso me irrita , o povo agora dificilmente escreve livros unicos , aff , gostei da resenha bem escrita ,e explica tudo direitinho ,eu provavelmente só lerei esse livro após lançarem os outros 2 , gosto de leitura que deixa com um medinho e esse esta prometendo . Bjus

    ResponderExcluir
  7. Imagina como não deve ser pensar que o pai morreu e depois descobrir que está vivo, pior ainda é as acusações sobre as experiências com humanos, e ainda ter um triângulo amoroso. O livro deve ser perfeito.

    ResponderExcluir
  8. Oie...
    Achei a temática do livro e a ambientação bem interessante pois sou roqueira e tenho alguns momentos meio góticos!
    Uma pena que é uma trilogia... hoje em dia quase não são lançados livros individuais!!
    Espero que o lançamento da continuação ocorra logo!

    ResponderExcluir
  9. NAO SINTO INTERESSE POR ESTE LIVRO , NAO SEI , A RESENHA PODE FALAR O MAIS BEM O POSSIVEL , MAIS VEJO PELO ENREDO QUE NAO VOU GOSTAR !

    ResponderExcluir
  10. Eu gostei da sinopse e da sua resenha, gosto muito de obras assim! E sua resenha só me deixou mais curiosa.
    A historia é bem interessante e tenho certeza que vou gostar muito, a capa também me chamou atenção, achei muito linda.

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.