Especial Japão: Gyaru Kei!

domingo, 21 de setembro de 2014

A matéria de hoje, feita pela Dani (visite o blog dela Letras e Cores!), pode parecer estranha para a maioria que não está habituada com as tendências do Japão, mas isso é comum lá! Eu mesma já vi pessoalmente, e nossa, parece estranho mesmo, mas é tão, tão bonito de ver!!

A matéria dela ta completinha e muito legal mesmo, vale a pena conferir!

Olá pessoal! Tudo bom?! Hoje eu escolhi falar sobre o estilo Gyaru Kei! Que para quem não sabe, é um estilo muito popular no Japão e que já tem muitas adeptas estrangeiras, inclusive aqui no Brasil.


Para começar, vamos falar sobre as origens do estilo. O termo 'Gyaru' (ou Gal, que vem derivado do inglês 'girl') já era utilizado desde os anos 80, utilizado para denominar 'garotas divertidas', que eram aquelas meninas que não davam muita importância ao tradicionalismo, frequentavam boates e usavam roupas mais ousadas. A princípio essas garotas eram dadas como rebeldes, no geral vinham de famílias ricas e tradicionais, e aos poucos o estilo foi se espalhando, chamando a atenção das yankii (delinquentes juvenis que vinham de famílias da classe de trabalhadores), e até mesmo das kyabajo (as mulheres da noite). As primeiras gyarus eram no geral namoradas de rapazes de grupos chiimaa (basicamente uma versão rica dos yankii). Essas garotas se bronzeavam bastante e descoloriam o cabelo em tons de castanho mais claro, e elas viriam a ser conhecidas mais a frente como 'kogals' ou 'kogyarus'. Pouco mais a frente, com a modernização dos uniformes das escolas japonesas (que são conhecidos como seifuku), rapidamente eles foram adotados como peças fashion, e foi ai que as kogals realmente começaram a aparecer, sempre rebeldes, as jovens alteravam o uniforme para que se tornasse diferente das demais, e foram aderindo a modelos mais sexys, encurtando as saias, mantinham a pele bronzeada e cabelo descolorido, e utilizando aquelas polainas mais largas.


Vale dizer que com a popularização das kogals, e seus estilos mais liberais e mais sexys desencadeou uma reação de tara em muitos homens (muitos deles bem mais velhos que as jovens colegiais). Acredito que mesmo para quem conhece pouco da cultura japonesa já deva ter ouvido algo sobre essa tara deles com as colegiais, isso veio dai. E o nome dado para isso era 'enjo kousai' que significa basicamente 'companhia compensada', um eufemismo para prostituição. Também vale ressaltar que, apesar dessa reação que as kogals causaram, chegando ao ponto de homens pararem essas jovens na rua para perguntar 'quanto custa', não eram todas que faziam programas desse tipo. Pelas pesquisas que fizeram na época, apenas 4% dessas garotas eram adeptas ao 'enjo kousai'.


Depois desse 'boom' todo, as gyarus foram se popularizando cada vez mais, e assim começaram a surgir outras vertentes do estilo. As garotas mais radicais, passaram a levar o bronzeamento artificial para um outro nível, e ainda completavam o visual com base e pó de tons mais escuros, exagerando ao extremo também com os cabelos, roupa e a maquiagem no geram. Essas garotas ficaram conhecidas como as 'ganguro'.


Elas faziam isso não com o intuito de ficarem mais bonitas, ou por quererem atrair a atenção dos homens, só faziam porque queriam se destacar na multidão, serem diferentes e se sentirem bem a maneira delas. Algumas delas, ainda não satisfeitas com o efeito do 'ganguro' seguiram por outras vertentes ainda mais extremas, como as 'yamanbas' e as 'manbas'.



Eu devo confessas que logo que comecei a me inserir nesse universo da cultura japonesa e dei de cara com fotos das yamanbas na internet, eu tomei um pequeno susto. Porque elas realmente carregavam demais no visual e na maquiagem no geral.

Outra derivação das ganguro, mas menos comum, eram as 'kigurumin'.


Mais a frente vieram a surgir outras derivações do gyaru que se popularizaram bem, que ficaram conhecidas como 'agejo' e 'hime gyaru'.



Posso dizer que de todas essas variações mais antigas do estilo, minhas favoritas eram as kogals, e as agejos. Mas com o passar dos anos, o estilo foi se popularizando e se ramificando cada vez mais, tomando vertentes bem mais casuais, mantendo algumas de suas características básicas.


Outro ponto que devo comentar aqui, é que desde a popularização dos 'ulzzangs' (basicamente o termo significa rosto bonito em coreano, e a principio era utilizado para classificar certos modelos na Coreia, mas devido a sua popularização, as características desses modelos foram adotadas como um estilo já conhecido no mundo todo, se quiser saber mais sobre ulzzang, eu já fiz um post aqui no blog comentando mais sobre ele, deixei algumas fotos, etc, o link está aqui.), muitas pessoas tem confundido ulzzang com gyaru. E não gente, não são a mesma coisa. Longe disso. Para começar que um tem origem no Japão, e o outro na Coreia. E depois, mesmo com ALGUMAS características em comum, eles seguem padrões bem diferentes. A começar pela maquiagem:


Do lado esquerdo temos uma make estilo gyaru, já do lado direito uma no estilo ulzzang. Acho que já deu pra ver uma boa diferença né? Mas vamos de novo:

Gyaru:


Ulzzang:


Ambas são fofas, ambas são bonitas, ambas estão com bastante maquiagem, ambas estão com circle lens, mas cada uma no seu quadrado, então não, não são a mesma coisa. Mas enfim, para concluir, eu gosto das tendências antigas, como eu já disse sendo a kogal e a agejo minhas favoritas, mas particularmente, gosto muito mais do estilo gyaru da forma como ele está hoje em dia, sem muitas regras, mais despojado e mais casual.

Basicamente o que eu tinha a dizer sobre as gyarus eu já disse. Mas para quem se interessou no assunto e quer saber mais sobre a história e a evolução do estilo gyaru, eu indico dar uma olhada na página do Galaxy109, que foi uma das minhas fontes de informação para montar este post.

Enfim, vou ficando por aqui, mas vou deixar mais algumas fotos para vocês verem, e quem sabe até se inspirarem ai. hehehe Até a próxima pessoal!












Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

8 comentários:

  1. Oi Danielle!

    MEODEOS! Que meninas lindas! Gostei de todas, menos as Ganguro, Yamanba e Manba. Achei essas muito esquisitas! rsrsrsrsrsrrsrs

    To adorando conhecer um pouco mais sobre essa cultura, nunca me interessei por isso, e to achando bem divertido!

    bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Oie...
    Concordo com a Ana Paula, as Ganguro, Yamanba e Manba são bem exóticas rsrsrs
    Mas as outras são lindas demais! Fiquei até perdida para classificar qual é qual estilo!! Muita informação de uma vez só! rsrs

    ResponderExcluir
  3. Quanta informação em um único post, realmente tem dois lados, algumas lindas demais outras você olha e se pergunta onde ela está com a cabeça?!?!?

    Reliquias
    http://reliquiasaline.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Aiiiii estou in love pelos olhos , cabelos , roupas estilosas , quero morar no Japão kkkkkkkkkkkk , adorei ,mais um estilo que nao conhecia e amei conhecer ,bju

    ResponderExcluir
  5. Olá Dani!! Nossa que show esta postagem!Realmente esta é uma cultura que parece que quando mais diferente melhor...Achei as roupas super diferentes, maquiagens!Realmente alguns estilos bem bonitos, já outros...Mas adorei a postagem, achei super interessante!
    Beijo!!

    ResponderExcluir
  6. Eu acho alguns estilos japoneses bem fofos e lindos, essas makes são incríveis.
    Mas tem uns que são muito estranhos rs

    ResponderExcluir
  7. Adoro alguns estilos japoneses , as maquiagens sao lindas , !

    ResponderExcluir
  8. Eu não conhecia esse estilo, e particularmente achava meio uma ilusão, mas já estou vendo por outro lado e tô gostando.

    Abçs :)

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.