✓ Resenha: O Resgate - Nicholas Sparks

terça-feira, 26 de agosto de 2014




Sinopse: Confrontado com situações de extremo perigo, Taylor McAden, bombeiro voluntário, expõe-se até ao limiar do perigo. Denise é uma jovem mãe solteira, cujo filho de cinco anos sofre de um inexplicável atraso de desenvolvimento e a quem ela devota a sua vida numa tentativa de o ajudar. Mas o caso vai aproximar estes seres. Numa noite de tremendo temporal, Denise sofre um acidente de automóvel e é Taylor quem vem socorrê-la. Embora muito ferida, a jovem depressa toma consciência de que o filho já não se encontra na sua cadeirinha do banco traseiro. Taylor irá até ao fim de uma angustiante noite de buscas para o encontrar. Foram tecidas as primeiras malhas que os irão unir - o pequeno Kyle desabrocha ao calor da ternura daquele homem. Denise abandona-se à alegria de um amor nascente. Mas Taylor tem em si cicatrizes antigas, que o não deixam manter compromissos de longa duração. Nicholas Sparks, esse talentoso contador de histórias, intervém com a sua magia redentora e a sua inigualável capacidade de aprofundar a complexidade das relações e dos afetos. 

Título: O Resgate
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Pág. 320
Melhor preço: R$18,39
Classificação: 9,9 (Excelente!)



Denise abriu mão de tudo, dos amigos, da carreira e da vida social para cuidar de seu filho, Kyle, que embora tenha quatro anos não consegue assimilar as palavras, tendo assim dificuldade em se comunicar com as pessoas. Mudou-se para Edenton a cidade natal de sua mãe, após um acidente terrível ao qual Kyle se perdeu no pântano em meio a uma tempestade e resgatado após horas.
Denise se sente abençoada por ter seu filho de volta, mas as despesas decorrente do acidente começam a chegar e ela se vê muito só não tendo condições de continuar sem ao menos ter com quem desabafar.
Após a mudança, Judy entrará em sua vida. Judy é mãe de Taylor (o bombeiro que a salvou do acidente e encontrou seu filho), é uma pessoa maravilhosa que não demora a conquistar o coração de Denise, assim se tornando boas amigas. Por consequência(ou destino) a aproximação entre Denise e Taylor acaba sendo inevitável.



Não conheci até hoje um escritor tão bom como Nicholas Sparks para falar de sentimentos, os livros dele são sempre esperados com ansiedade, são sempre histórias tocantes para mim. Esse em especial nos presenteia com todas as formas de amor; o amor incondicional de uma mãe pelo seu filho, o amor fraterno como no momento em que Judy mesmo não conhecendo Denise se solidariza com sua dor e faz de tudo para ajudá-la, o amor solidário como no momento do desaparecimento de Kyle no pântano onde várias pessoas da cidade vão ajudar em sua busca, e finalmente o amor de um homem por uma mulher.

Denise é uma mulher corajosa de muita fibra, não consigo me imaginar na situação dela, tendo que cuidar sozinha do filho, e indo contra todos, inclusive médicos que não acreditavam em seus métodos de ensino, mas ela conseguia avanços embora eles não fossem tão significativos no começo, ela não desistiu.

"Sentada perto dele a luz das velas, ela o olhou diretamente, com um brilho de mistério e compaixão no olhar. E foi naquele momento que Taylor McAden se apaixonou por Denise Holton."  pág.195

Taylor é um sonho de homem, romântico, amável, trata Denise e seu filho com muito amor. Porém, quando o assunto são seus próprios sentimentos um trauma do passado vem a tona e Taylor se fecha, não consegue abrir-se com ninguém e por esse motivo ele não consegue assumir um compromisso permanente. Instintivamente se afasta.

Amei o livro, (eterna apaixonada por Nicholas!) a história te prende desde o começo, logo de cara há o acidente com Denise e Kyle e as cenas são muito reais e emocionantes. No decorrer da história passamos por tantas emoções junto com os personagens que torna o livro muito prazeroso, a dificuldade e os erros de diagnostico da doença de Kyle é um alerta as pessoas, e o desfecho do livro é muito emocionante.

"Mesmo agora, não se passa um dia sem que eu deseje poder voltar no tempo e mudar o que aconteceu".  pág.153

A curiosidade maior é que Nicholas nos conta que a história de Kyle foi baseada em seu próprio filho Ryan, e escrever esse livro foi muito doloroso e desafiador, pelas lembranças que despertou.

Late-Talking Children - Thomas Sowell
Let Me Hear Your Voice - Catherine Maurice


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

5 comentários:

  1. Estou com esse livro na estante e ainda não li.
    São tantos para ler que sempre adio a leitura desse, a sua resenha me deu um gás a mais para ler o livro. Já vi diversas resenha positivas dele, poucas foram negativas, mas as negativas me desmotivaram.
    Vou colocá-lo na frente agora =D
    Parabéns pela resenha!
    Beijos ^^
    citacoesdeumleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Assim como disse a Francine estou na mesma situação, são tantos livros para ler e a vida é tão curta, mais depois dessa resenha ele merece ganhar um lugarzinho na frente da lista de leitura!

    Beijos
    Relíquias
    http://reliquiasaline.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Andrea!!!!

    Minha próxima leitura! Já o tenho aqui e estou terminando um livro pra começá-lo! Fico mega feliz de saber que vc gostou! Sinal de que vou amar tbm!

    bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  4. Já faz um tempo que eu dei um tempo nos livros no Nicholas
    Eu estava começando a enjoar das historias dele
    Mas gostei da sue resenha

    Beijos
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oie...
    Estou louca para ler esse livro!!! Sou apaixonada pelos livros do Nicholas...
    Eles são sempre muito emocionantes e envolventes!! Adorei sua resenha e só aumentou minha vontade de ler!!!
    Sua avaliação foi super positiva e acho que vou concordar com ela quando ler!!!

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.