✓ Resenha: O Códex dos Caçadores de Sombras - Cassandra Clare

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Sinopse: Tudo sobre o mundo dos caçadores de sombras da série os instrumentos mortais: anjos, demônios, fadas, vampiros, lobisomens, feiticeiros: todos eles existem e precisam ser administrados e mantidos em paz "O Códex dos Caçadores de Sombras" abrange tudo: a história e as leis do mundo dos Caçadores de Sombras; como identificar, interagir e, se necessário, matar os diferentes tipos de habitantes do Submundo; qual lado da estela você deve usar para escrever. Com estudos sobre geografia, história, magia e zoologia, todos condensados em um só volume, o Códex está aqui para ajudar novos Caçadores de Sombras a navegar pelo lindo, porém muitas vezes brutal mundo que habitamos.
Título: O Códex dos Caçadores de Sombras
Autor: Cassandra ClareJoshua Lewis 
Editora: Record
Pág. 288
Melhor preço: R$18,90
Classificação: 






“Bem vindo e Parabéns. Você foi escolhido para se tornar um dos Nephilim. Em breve, se é que ainda não o fez, beberá do Cálice Mortal, ingerindo o sangue dos anjos, e se tornará um dos “Caçadores de Sombras”, batizados com o nome do fundador da nossa ordem. Nosso eterno ofício é a batalha contra as forças sombrias que invadem nosso mundo. Também conservamos a paz no Mundo das Sombras – as sociedades ocultas da magia e a criaturas mágicas moldadas pelos demônios que combatemos – e o mantemos escondido do mundo mundano. E esta agora também é a sua obrigação. Você é protetor, defensor, cavaleiro errante em nome dos anjos. Será treinado para combater demônios, proteger mundanos e negociar com a complexa variedade de integrantes do Submundo – lobisomens, vampiros e afins – que encontrar. Sua vida será dedicada à busca do angelical contra o demoníaco. E quando morrer, será com glória”. (p. 1)

Quem é fã de Instrumentos Mortais com certeza vai se apaixonar por esse livro. Ele não é um livro convencional, se trata de um glossário que explica tudo sobre o universo dos Caçadores de Sombras.

O livro começa dando boas vindas aos novos Caçadores de Sombra, afinal, se você está lendo o Códex é porque se tornará um Caçador de Sombras muito em breve. 

Para quem não está situado nesse universo, Caçadores de Sombras, também conhecidos como Nephilim, são guerreiros escolhidos na Terra pelo Anjo Raziel para controlar e combater os demônios, além de manter a paz entre os membros do Submundo: licantropes, vampiros, fadas e feiticeiros.

Cada capítulo trata de um tema específico e te transporta completamente para o mundo dos Caçadores de Sombras. Outro fato muito bacana é que os nossos personagens queridos, Clary, Jace e Simon, fazem suas próprias anotações no decorrer do Códex, o que torna a leitura divertida. Afinal, quem não está morrendo de saudades deles?*
*Para quem não sabe, esses são personagens presentes na saga Instrumentos Mortais.

Alguns dos temas abordados são expostos abaixo:

  • Armas – espadas, facas, adagas, bastões, machados, martelos, lanças arcos, lâminas serafim, armaduras e outras ferramentas, estela, pedra de luz enfeitiçada;
  • Treinamento de combate e tradição do Parabatai;
  • Demonologia: o que são demônios e como os matamos;
  • Integrantes do Submundo: licantropes, vampiros, feiticeiros e fadas;
  • Anjos e homens: anjos, mundanos e renegados;
  • Grimório – magia, feitiços, a Visão, magia angelical e demoníaca;
  • “A Lei é Dura, Mas É a Lei” – A vida dos Caçadores de Sombras, Irmãos do Silêncio e Irmãs de Ferro;
  • Geografia – Idris, Alicante, A Cidade do Silencio, A Cidadela Adamant e Institutos da Clave.


No início há uma explicação sobre Idris, o país secreto da Europa, onde se encontra o Conselho. Aprendemos então sobre a lei dos Caçadores de Sombras: Pacto, Acordo, Clave, Conselho e Cônsul.

“Em seguida, ele ergueu as mãos, e do chão subiram pináculos e torres, muito mais altas que um homem, pontudas e que miravam o céu. Eles vieram de muitos pontos na planície, e Raziel levou os primeiros Nephilim a um ponto entre as torres, onde quatro torres menores se erguiam e criavam um losango, e lá lhes deu o segundo presente: Idris.” (p. 237).

Ao final de cada capítulo há questões para serem respondidas e testar nossos conhecimentos, mas é claro que Jace, Clary e Simon já deixaram suas respostas rs.
O que todo Caçador de Sombras deve saber a respeito das armas utilizadas: Adamas é um metal celestial concedido pelo Anjo Raziel e o metal demoníaco é seu equivalente demoníaco. O ferro é tóxico para fadas, a prata fere permanentemente licantropes e é tóxico para vampiros, mas não os mata, o ouro é veneno para demônios e água benta é tóxica para demônios e vampiros e enfraquece fadas.

“Armas de Caçadores de Sombras são marcadas por símbolos. Ao passo que apenas as lâminas serafim podem causar danos permanentes a demônios. Sem estas Marcas, os demônios facilmente superam os efeitos de nossas armas físicas.” (p. 16)

Aprendemos um pouco sobre cada demônio: Lilith, Sammael, Abbadon, Azazel, Fome, Marbas, Sra. Dark, Dragão, Drevak, Derrete-Faces, Cão do Inferno, Hydra, e por aí vai...

“Demônios, os grande invasores do nosso universo, são as razões pelas quais os Nephilim existem. Eles são as sombras que caçamos. A missão primária dos Caçadores de Sombras, a missão que nos foi dada por Raziel, é eliminar a praga dos demônios e devolvê-los, de uma vez por todas, ao Vazio do qual vieram.” (p. 57)

Conhecemos mais sobre os licantropes, que são seres mortais, capazes de gerar filhos para os quais não transmitem a licantropia e possuem habilidade de cura acelerada. A única forma de matá-los é através do fogo angelical da lâmina serafim ou da prata pura.

Vampiros: São mortos-vivos, não podem ter filhos e podem criar outros vampiros somente através da mordida, se curam rapidamente. “Parecem já ter um pé no Inferno e não estão completamente presentes no nosso mundo. Acredita-se que esta seja a razão pela qual eles não possuem reflexo nem deixam pegadas ou digitais ao se moverem pelo mundo”. (p. 92).

Feiticeiros: São fruto de demônios e mundanos, possuem uma chamada “marca do feiticeiro” no corpo que os identifica como seres não humanos, são estéreis e podem praticar magia, o que os torna os mais poderosos do Submundo.

Fadas: São frutos de anjos e demônios, possuem a beleza dos anjos e a maldade dos demônios. São uma mistura do bem e do mal, e não seguem a moral do Céu nem a imoralidade do Inferno. São conhecidas por seu senso de humor cruel. São capazes de gerar filhos, inclusive com humanos.

“Uma vez que os demônios começaram a invadir a vida dos humanos, as águas do bem e do mal se tornaram turvas, e as águas turvas da humanidade se tornaram integrante do Submundo. Alguns deles (feiticeiros e fadas) sugiram muitos anos antes dos Nephilim. Mas os mais jovens, lobisomens e vampiros, são um fenômeno relativamente recente, resultado de doenças demoníacas previamente desconhecidas que se disseminaram na raça humana e, ao que parece, vieram para ficar.” (p. 81)

Os anjos são grandes e terríveis. Ao contrário dos demônios, não querem ficar neste mundo. Não gostam de ajudar humanos e não são conhecidos por sua misericórdia. 

“São nosso aliados sim, mas não se engane: são extremamente diferentes e não humanos. Inclusive, são menos humanos que o mais monstruoso dos demônios que possa encontrar”. (p. 123).

Os mundanos vivem suas vidas ignorantes contra as sombras que os cercam, e é dever dos Caçadores de Sombras protegê-los.  “Muitos são os Nephilim que ficaram abalados pela necessidade de correr e lutar à exaustão contra um demônio que ameaça destruir uma cidade cheia de mundanos sorridentes e ignorantes. Este é um dos nossos fardos. Nosso dever é suportá-lo adequadamente”. (p. 125)

Como esse não é um livro convencional, é difícil fazer uma resenha, pois não possui uma história com começo, meio e fim, e sim trata-se de um glossário para você aprender tudo sobre esse universo dos Caçadores de Sombras. Por isso, selecionei algumas passagens que achei interessante:

“A capacidade de enxergar além dos feitiços e ver a verdadeira natureza de alguma coisa se chama Visão, um termo do folclore mundano. A maioria dos Caçadores de Sombras nasce com a Visão, que herda dos pais Nephilim. Normalmente potencializam este dom com a aplicação permanente do símbolo da Vidência, pois a Visão é a única forma de enxergar através dos feitiços.” (p. 141)

“Os Instrumentos Mortais são os maiores presentes confiados aos Nephilim. Sem eles, não existem Caçadores de Sombras, Marcas utilizadas por humanos, nem recursos contra a ameaça demoníaca. Os Instrumentos são venerados pelos Caçadores de Sombras como nossas mais sagradas relíquias e foram entregues aos Irmãos do Silêncio para serem guardadas e protegidas.” (p. 142)

“Todas as Marcas possuem nomes no Livro Gray, e apenas as mais comuns são referidas por seus verdadeiros nomes – iratze, por exemplo -, em vez de nomes informais descritivos (por exemplo, “símbolo de força”). Mas os nomes das Marcas são significativos: são escritos na língua do Céu e são, inclusive, as únicas palavras dessa língua que podemos saber. São a nossa forma mais direta de comunicação com os anjos que dera nossas vidas e nossa missão”. (p. 151)

“No princípio havia o mundo, a luz, a humanidade e a bondade, mas, no princípio, também havia os demônios, Sammael e Lilith, mão e pai do mal que viria, modelos de corrupção e do pecado. Foram criados juntamente com o mundo e circularam livremente, criando outros demônios inferiores e semeando o caos. Copularam com humanos e criaram os feiticeiros. Esses copularam com anjos, que naquela época eram encontrados na Terra,  e criaram as fadas. Sammael assumiu a forma de uma grande Serpente e tentou a humanidade. Lilith, a primeira esposa de Adão, rejeitou os mortais e amaldiçoou seus filhos. Ou, pelo menos, é isso que dizem os mais antigos textos Nephilim.” (p. 225).


Esse livro só comprova que Cassandra Clare tem uma criatividade incrível, pois além de criar a saga dos Instrumentos Mortais, também descreve detalhadamente cada personagem, local, utensílio e acontecimentos da série, é realmente incrível. A capa é linda, como todos os outros livros da autora. A diagramação e a revisão estão muito bem feitas, o livro é cheio de imagens que o tornam mais interessante ainda. Possui também anotações dos personagens que tornam a leitura mais divertida, apesar de ser um pouco cansativa, justamente por não ser um livro convencional. Quem é fã da saga com certeza vai amar!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

  1. Aaaah eu vi a resenha deste livro em um outro blog ai e gostei bastante. Mas aqui eu pude ter mais detalhes e poder me apaixonar ainda mais pela história *-*
    E quem realmente amaria ler este livro,e se eu desse de presente pra essa pessoa,iria me falar que sou a melhor pessoa do mundo KKK.. é o meu irmão,ele curte muito isso de Nephilim e é muito fã de Instrumentos Mortais. Com certeza iria amar!

    http://www.meianoitebr.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Amanda! OMG! O livro é lindo neh? Comprei o meu semana passada e qdo chegou, quase surtei com tanta perfeição! rsrsrsrsrsrs
    Sou fã da autora e já li a série Os Instrumentos Mortais, leia tbm, vc vai adorar!

    bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  3. Oie...
    A capa do livro é linda, assim como os da série Os instrumentos mortais.
    Ainda não li nenhum dos livros, mas pretendo tentar assaltá-los do meu irmão para poder ler. Achei super interessante o livro aqui apresentado e acho que vou ler ele primeiro e depois a série. Acho que vai ficar mais fácil de entender e assim adentrar ainda mais na história.

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.