✓ Resenha: No Limite da Ousadia - Katie McGarry

terça-feira, 22 de julho de 2014

Sinopse: No limite da ousadia conta a história de Beth Risk, a amiga durona de Noah, de No limite da atração. Este livro é um spin-off, passando-se no mesmo universo do primeiro, com participações especiais de Isaiah, Noah e Echo. Se você já é fã de No limite da atração ou está descobrindo este mundo agora, certamente vai se deixar envolver pela paixão perigosa e arrebatadora de Beth e Ryan. Beth é uma garota durona e tatuada que precisa cuidar da mãe drogada. Quando ela assume um crime para salvar a mãe, seu tio, um rico esportista aposentado, consegue a guarda da sobrinha e a leva para começar uma vida nova na cidadezinha do interior em que ele mora. E assim Beth se vê morando com uma tia que não a quer e frequentando uma escola onde ninguém a compreende. Exceto um único cara, que não poderia ser mais diferente dela... Ryan é o menino de ouro — um badalado jogador de beisebol, filho de um dos casais mais influentes da cidade. Ele e seus amigos gostam de fazer apostas envolvendo desafios que devem cumprir, e Ryan nunca perde. Por fora o atleta popular que todo mundo adora, ele está prestes a aprender que nem tudo é o que parece. O que começa como uma aposta se torna uma atração irresistível que nem Beth nem Ryan haviam previsto. Sem se dar conta, o cara perfeito vai arriscar seus sonhos — e sua vida — pela garota que ama. E ela, que não deixa ninguém se aproximar, vai se desafiar a apostar todas as fichas nesse amor. Com aparições de Noah, Echo e Isaiah, de No limite da atração, este livro conta a história de um amor que vai se construindo aos poucos, num jogo sedutor de vulnerabilidade e confiança.
Título: No Limite da Ousadia
Autor: Katie McGarry
Editora: Verus
Pág. 420
Melhor preço: R$26,20
Classificação: 9,5 (Excelente!)




Este livro fala sobre confiança e recomeço.

Beth é uma adolescente de 17 anos que se veste e age com rebeldia, esconde de todos a dor da rejeição e o abandono na infância. Muito bonita, mas também espinhosa, tem um jeito de durona e não confia em ninguém. Mora com Noah e Isaiah, com idades semelhantes a sua, também sozinhos no mundo e fugindo do sistema, eles são as únicas pessoas que em  ela confia.

Sua mãe é uma pessoa totalmente desestruturada, bebe muito, e usa droga. Ela mora com Trent, seu atual namorado. 
Um dia em uma visita a sua mãe, presencia uma briga violenta entre eles, na qual sua mãe quebra o carro de Trent com um taco de beisebol. A polícia foi chamada e Beth acabou assumindo a agressão pois sua mãe estava na condicional e acabaria presa pelo delito. 
O tio de Beth, Scoth, faz uma visita a casa de sua mãe e acaba por descobrir que eles estavam envolvidos com trafico de drogas, exigindo assim, que sua mãe lhe passe a guarda da menina até a maioridade.

Scoth era um estudante mediano, mas um excelente jogador de beisebol, quando foi descoberto aos 18 anos, largou tudo, até mesmo Beth que ainda era menininha na época e tinha adoração por ele, para tentar carreira de jogador o que o tornou  muito famoso e respeitado por todos.
Então Beth se vê obrigada a morar com Scoth e sua esposa Allison, a qual não se dá bem logo de cara, ela também é obrigada pelo tio a se separar de Noah e Isaiah, mudando de escola e também sua maneira de se vestir. Como se não bastasse Schoth pede a Ryan, um dos alunos do colégio, que ajude Beth a se enturmar.



Ryan é o queridinho das garotas do colégio, joga no time de beisebol, filho de um dos casais mais importantes da cidade, muito bonito e de personalidade forte. Adora desafios e vive pela adrenalina de vencê-los, mas sofre em segredo pela dissolução de sua família depois que seu irmão mais velho confessou ser gay e seu pai o colocou para fora de casa.

O que começou com uma aposta entre amigos (Ryan teria que conseguir o telefone de Beth e sair com ela) acabou em um sentimento estranho para ele, estava realmente gostando de Beth.
Beth se sente dividida pois seu amigo Isaiah se declara a ela, mas ela não consegue ver ele assim, ela ama muito Isaiah mas como se fosse um irmão. E Ryan, ah, ele não sai de sua cabeça. 
Ryan resolve conquista-la e vai mostrar a ela que pode amá-la e ser digno de seu amor; vai arriscar tudo até sua própria vida para provar isso.

"Minha mente acelera, e minha respiração também. Eu construí uma vida aqui - em Groveton. Uma vida que eu curto. Uma vida que eu poderia manter. O Ryan me puxa para perto. Ele abaixa a cabeça, e seus dedos deixam um rastro ardente no meu rosto.- Voce tem a mim."

Um livro muito bem escrito, ágil e interessante desde o começo, não tem aquele período cansativo de explicações. Os capítulos são narrados pelos protagonistas, fortes e marcantes, nos dando assim uma visão mais ampla de seus sentimentos. Todo o contexto nos mostra como mesmo depois de perder totalmente a confiança nas pessoas um amor puro pode construir novamente esse sentimento para um novo começo.

Obs. Mesmo esse sendo o segundo livro (um spin-off) da série Pushing The Limits, utilizando personagens citados no livro anterior, eu mesma não li o primeiro livro e não encontrei problemas no entendimento desse.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

  1. Oi Karen!

    Adorei a resenha, as fotos ficaram lindas vio!
    Eu quero ler este livro, mas ainda não tenho o primeiro volume, quero começar na ordem! rrsrsrsrsr

    bjo bjo^^

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.