Dica 9.9

quinta-feira, 25 de outubro de 2012


Sessão que trás as melhores ofertas por R$9,90! Corre, pois é por tempo limitado!





Hoje durante minhas buscas diárias (e consumistas) por livros, me deparei com essa incrível promoção da Saraiva e não resisti, tive que trazer essa superdica para vocês.



De: R$34,90
Por R$9,90


Sinopse: Nada é impossível. Essa é a mensagem contida na história que narra a trajetória de Dick e Rick Hoyt, um pai e um filho que se uniram para compartilhar - mais que uma paixão em comum - uma ligação de amor e apoio incondicional de um para o outro que os levou a realizar feitos que, extrapolam o imaginável. Simbolos de coragem, Dick e Rick servem de inspiração não apenas para todas as pessoas com algum tipo de deficiência, mas sim para todos nós.



De: R$29,90
Por: R$ 9,90


Sinopse: Delilah Darling tem quase 30 anos e já se relacionou com 19 rapazes. Sua vida sentimental não tem sido exatamente brilhante, pois todo cara que conhece parece fugir do relacionamento. Quando lê uma matéria no jornal em que a média de homens para uma mulher de 30 anos é de 10,5, fica desesperada e assustada por estar muito acima dessa média. Além de tudo, o artigo no jornal terminava falando que, se a mulher tivesse o número acima dessa média, seria impossível a pessoa certa. Na tentativa de não aumentar seu número e perder de vez a chance de se casar, Delilah sai à procura de seus antigos namorados e tenta reconquistá-los. Será que um deles estará disposto a esquecer do passado e começar uma linda história de amor? Qual seu número revela os segredos de cada mulher e prova que, quando se trata de assuntos do coração, números são apenas uma fração de tempo.



De: R$34,90
Por: R$ 9,90


Sinopse: Eu deveria estar de luto, não me apaixonando. Às vezes é preciso perder tudo, para encontrar a si mesmo... Lennie Walker, obcecada por livros e música, tocava clarinete e vivia de forma segura e feliz, à sombra de sua brilhante irmã mais velha, Bailey. Mas quando Bailey morre de forma abrupta, Lennie é lançada ao centro de sua própria vida, e, apesar de não ter nenhum histórico com rapazes, ela se vê, subitamente, lutando para encontrar o equilíbrio entre dois: um deles a tira da tristeza, o outro a consola. O romance é uma celebração do amor, também um retrato da perda. A luta de Lennie, para encontrar sua própria melodia em meio ao ruído que a circunda, é sempre honesta, porém hilária e, sobretudo, inesquecível. "É romântico sem ser meloso e leva às lágrimas sem ser exagerado – o que mais o leitor pode querer? "


De: R$29,90
Por: R$ 9,90


Sinopese: Julieta Capuleto não tirou a própria vida. Ela foi assassinada pela pessoa em quem mais confiava, seu marido, Romeu Montecchio, que fez o sacrifício para assegurar sua imortalidade. Mas Romeu não imaginou que Julieta também
teria vida eterna e se tornaria uma agente dos Embaixadores da Luz. Por setecentos anos, Julieta lutou para preservar o amor e as vidas de inocentes, enquanto Romeu tinha por fim destruir o coração humano. Mas agora que Julieta encontrou seu amor proibido, Romeu fará tudo que estiver ao seu alcance para destruir a felicidade dela. Segredos, mistérios e surpresas envolvem este poderoso romance em que o casal mais famoso da literatura mundial tem a chance de contar sua verdadeira história.


De: R$ 19,90
Por: R$ 9,90


Sinopse:Os meninos são, sim, capazes de amar. ”Tem um ditado que diz que o amor é cego. É justamente o contrário. Quando você ama de verdade, é capaz de ver coisas que ninguém consegue. Falam que você não consegue enxergar os defeitos, pura mentira também! Você vê, estão todos lá. Mas vê também algo que só você pode, como lidar com eles e contorná-los. Então, o amor não é cego, ele é a maior lente de aumento que já inventaram.” Como acontece esta coisa chamada amor? Nasce junto com a gente, mas não depende só de nós. A gente sofre e faz sofrer, ama e é amado. E com isso aprende muita coisa. Lições que trazem consequências, problemas e soluções. O preço desse aprendizado transforma o garoto em um homem. Esta narrativa, cheia de incidentes, mostra que – ao contrário do que dizem algumas garotas – os meninos são, sim, capazes de amar. Quais as transformações que o amor pode provocar na gente? O que ele ensina? Qual o seu preço? Acompanhe a jornada de um jovem, transformado pelo amor, à procura dessas respostas.

Peguei apenas alguns livros, porem tem muitos outros aqui, e conforme forem aparecendo livros que lhes agradam, prestem atenção aos relacionados da página, aposto que encontraram várias obras com ótimos preços. Outra dica, dada pela Andréa, se você mora próximo a uma livraria física Saraiva, você compra pelo site, seleciona "Entregar na Loja", paga e retira na loja selecionada sem custo de frete! Depois me contem as aquisições de vocês.



Resenha: O Caçador de Pipas - Khaled Hosseini

domingo, 21 de outubro de 2012



Nome: O Caçador de Pipas
Autor: Khaled Hosseini
Editora: Editora Nova Fronteira (Grupo Ediouro)
Pág. 365
Onde Comprar: Saraiva



Sinopse: O caçador de pipas é considerado um dos maiores sucessos da literatura mundial dos últimos tempos. Este romance conta a história da amizade de Amir e Hassan, dois meninos quase da mesma idade, que vivem vidas muito diferentes no Afeganistão da década de 1970.
Amir é rico e bem-nascido, um pouco covarde, e sempre em busca da aprovação de seu próprio pai. Hassan, que não sabe ler nem escrever, é conhecido por coragem e bondade. Os dois, no entanto, são loucos por histórias antigas de grandes guerreiros, filmes de caubói americanos e pipas.
E é justamente durante um campeonato de pipas, no inverno de 1975, que Hassan dá a Amir a chance de ser um grande homem, mas ele não enxerga sua redenção. Após desperdiçar a última chance, Amir vai para os Estados Unidos, fugindo da invasão soviética ao Afeganistão, mas vinte anos depois Hassan e a pipa azul o fazem voltar à sua terra natal para acertar contas com o passado.



RESENHA POR THAÍS

A história se passa na década de 70, tendo como cenário o Afeganistão onde uma das maiores características é a divisão das classes sociais, e na classe dominante temos Amir um garoto mimado, que desde o início do livro demonstra sentimentos questionáveis, como raiva, egoísmo, e a busca incessante pela atenção, pelo amor do pai.

"E esse é o problema das pessoas que são sinceras: acham que todo mundo também é."

Já na classe dominada temos Hassan filho de Ali, ambos descriminados pelo restante da sociedade dominante por possuírem descendências mongóis, tendo como características: bondade,  lealdade e coragem.

"Por você, faria isso mil vezes"

Amir e Hassan apesar de todas as diferenças, cresceram juntos, tinham a mesma idade e algumas paixões em comum, o que fez com que uma grande amizade nascesse entre os dois.

"Abri a boca e quase disse algo. Quase. O resto da minha vida poderia ter sido diferente se eu tivesse dito alguma coisa naquela hora. Mas, não disse. Só fiquei olhando. Paralisado"

Certo dia, Amir e Hassan se inscrevem em um campeonato de pipas, campeonato que Amir vence e para o amigo ter a pipa que o fez campeão como um troféu, Hassan revolve correr atrás da pipa azul, e desaparece. Amir resolve ir atrás de Hassan, e quando o encontra, ele está em um beco sem saída, sendo agredido sexualmente por um grupo de princípios neonazistas, comandados por Assef. Tendo sua lealdade e coragem colocadas em prova, Amir se mostra um grande covarde, uma vez que assiste à agressão escondido, e nada faz para ajudar seu amigo.

"Existe apenas um pecado, um só. E esse pecado é roubar. Qualquer outro é simplesmente a variação do roubo. Quando você mata um homem, está roubando uma vida. Está roubando da esposa, o direito de ter um marido, roubando dos filhos um pai. Quando mente, está roubando de alguém o direito de saber a verdade. Quando trapaceia, está roubando o direito à justiça […]"

Atormentado pela culpa, Amir não consegue conviver com a situação que criou com sua covardia, mesmo com o amigo querendo, apesar de tudo, reatar a amizade, Amir resolve tirar de uma vez por todas Ali e Hassan de sua casa, armando um suposto roubo para culpar Hassan. Apesar das circunstâncias, o pai de Amir, que até então não demonstrava sentimentos, aos prantos pede para que pai e filho não deixassem a casa, porém surpreendentemente, apesar de não ter culpa, Ali e Hassan assumem essa culpa e mesmo contra a vontade do pai de Amir, vão embora.

"Sempre dói mais ter algo e perdê-lo do que não ter aquilo desde o começo."

Devido a guerra contra a Rússia, Amir e o pai resolvem fugir para os EUA, onde passam a viver uma vida simples em um subúrbio, onde um bom tempo depois, com Amir já  adulto e casado, foi o fim dos dias de seu pai.
Anos depois uma ligação faz com que a vida de Amir tenha grandes reviravoltas, os acontecimentos o levam diretamente ao seu passado, onde passa a concertar os erros que cometeu, e apesar de não poder mudar o rumo que sua vida tomou por suas decisões erradas, Amir tem a chance de compensar todo o mal que causou.

“Pode ser injusto, mas o que acontece em poucos dias, às vezes até uma única vez, pode alterar o rumo da sua vida inteira”

A obra de Khaled Housseini além de mostrar nitidamente a cultura no Afeganistão, retrata de uma forma arrebatadora o valor de uma amizade sincera, e nos faz refletir principalmente sobre a valorização do que/quem temos, que muitas vezes passa despercebido devido a rotina, ou pelo simples fato de não enxergarmos. O autor tem a preocupação de detalhar sentimentos, cenários e momentos, o que faz do livro um material ainda mais agradável de ser lido. Confesso que em muitas partes do livro, não pude conter as lágrimas.
Apesar do livro ser  um clássico, se você ainda não leu, posso te alertar que "O caçador de pipas" é uma história impactante, que irá te marcar pelo resto da vida, assim como me marcou, prova disso é que mesmo o tendo lido anos atrás, e ter lido muitos outros livros após este, pude lembrar perfeitamente cada detalhe.

Sobre o filme, é bom, porém... recomendo o livro, rs.
E você, já leu ou assistiu? O que achou?


História:
Capa: 

Resenha: Diário de uma garota nada popular - Rachel Renée Russell

domingo, 7 de outubro de 2012



Nome: Diário de uma garota nada popular
Autor: Rachel Renée Russell
Editora: Verus
Pág. 282
Onde Comprar: Saraiva



Sinopse: Nikki, de 14 anos, ganhou uma bolsa de estudos para uma escola particular de prestígio. Sua angústia ao lidar com as meninas malvadas do colégio, a relação com seus pais, sua paixão pelo bonitão da escola e as novas amizades que faz são assuntos registrados em seu diário, ao lado de inúmeros desenhos que ela mesma faz de sua vida.

Direcionado principalmente para meninas adolescentes, 
Diário de uma garota nada popular pode ser considerado 
uma verão feminina de Diário de um banana.







RESENHA POR THAÍS

Tudo começa quando Nikki J. Maxwell, uma típica garota de 14 anos, que por ser filha do dedetizador, ganha uma bolsa de estudos na escola Westchester Contry Day, acreditando que ter um Iphone seria a solução para entrar para o grupo das GDPs(garotas descoladas e populares), ganha de sua mãe, para sua decepção, um diário.

Através dodiário de Nikki entramos diretamente na vida de uma típica adolescente, que lida diariamente com todos os dilemas que esta idade é capaz de trazer, como : a adaptação em uma nova escola e os impactos que isto pode trazer, a busca incessante pela aceitação dos amigos/popularidade, lidar com a malvada garota mais bonita e popular do colégio, Mackenzie; A sua relação com seus pais, seu talento para desenhar, as descobertas diárias, além de seu amor secreto por Brandon Roberts, o garoto mais lindo do colégio.

"Como você aguenta ter o armário ao lado do da Mackenzie ? Ela é tão BURRA que é capaz de passar gloss na testa para ver se tem alguma ideia brilhante uma vez na vida! E às vezes ser tão superficial pode gerar problemas multifacetados ligados à autoestima"

Com o passar do livro, a garota faz amizades verdadeiras, aprende como tirar o melhor de si, vê que diferente de tudo o que pensava, a popularidade não vem do dinheiro, mas sim de quem você é, e descobre quem de fato, sempre esteve ao seu lado.




Apesar de ter ficado sem saber muito bem oque esperar dessa missão de resenhar uma obra infanto-juvenil, fiquei bastante empolgada para ler,pois quando mais nova lia a série Querido Diário Otário, e livros assim nos levam diretamente de volta a essa fase tão repleta de descobertas e incertezas que toda menina passa, quem nunca : um amor platônico ou secreto, insegurança, escola nova, busca pela aceitação, querer ser parte de determinado grupo (...) ?
Um dos pontos que tornam a leitura desta obra deliciosa, daquelas que devoramos e ainda ficamos com o gostinho de quero mais, é a pitada ironia que Nikki usa tanto em meio à palavras, quanto em seus desenhos, ambos usados para expor em seu diário relatos rotineiros.
A capa do livro é apaixonante, as folhas são como as de caderno, além da fonte que foi usada, que nos traz ainda mais a certeza de estarmos lendo de fato, um diário. Por ser narrado em primeira pessoa a história flue muito fácil, e empolgante, daquelas que quando você chega ao fim, morre de vontade de ir para a livraria mais próxima e comprar a próxima edição. Ideal para relaxar, se distrair e no meu caso e acredito que de muitas de vocês também, relembrar !
E vocês, oque acham desse tipo de livros ?

História:
Capa:

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.