Resenha: Teia Virtual - Carlos Bonito

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Primeiro livro do booktour "Selo Brasileiro"

Nome: Teia Virtual
Autor: Carlos Eduardo R. Bonito
Editora: Literata
Pág.  256
Onde Comprar: Livraria Cultura


Sinopse: A Internet é realmente um dos maiores veículos de comunicação já criados na atualidade. Nela podemos ser o que queremos, fugindo assim do mundo real, criando um mundo paralelo, onde figuramos de anjos a demônios, podendo até alimentar o ódio de não ser aceito pela sociedade no mundo real. Assim começa a elaboração de uma teia nociva, permissiva e a falsa impressão de se conseguir tudo o que se quer, pela lei do menor esforço. Pessoas emocionalmente vulneráveis, de alma fraca, que transitam do mundo real ao virtual, na busca das soluções para seus problemas ou do sucesso pessoal, como, por exemplo, ser bem sucedida, como a invejada prima, sem nenhum esforço, acabar com a depressão, por ser um astro de rock e não saber lidar com o sucesso e a fama, ou alcançar a felicidade, estabilidade financeira e ser aceito como homossexual, no seio de uma família com valores que não aceitam esse comportamento, ou até mesmo, indo mais além, aos olhos da crença de uma ex –atleta, a palavra de Deus é distorcida e usada para se libertar e “libertar” a alma do seu marido, onde, na verdade só há o desejo de vingança. Afinal, a indução ao ódio é possível? Devemos ou não libertar os nossos demônios? Tudo é possível, quando se deixa cair e se prender a uma TEIA VIRTUAL doentia criada por um ser humano com uma inteligência fora do comum, mas renegado pela sociedade.




Alexandre é um bem sucedido promotor de justiça, que leva uma vida confortável e estável, adquirida com muito estudo e esforços.
Após a perda de seu pai, carrega, o que encara como um fardo, seu irmão mais novo.
Até onde as certezas que possuímos, são verdades absolutas?
Quatro réus, nenhum mistério ronda os crimes. Uma verdade absoluta? Poderiam réus confessos não terem 100% de culpa? Logo que nenhum deles apresentam antecedentes criminais, e suas vítimas, sempre são pessoas próximas. Um ponto os liga. Um amigo virtual. Conversas estimulantes, justiça libertária?!

Este livro nos remete a análise do que a liberdade virtual pode acarretar. O fácil acesso a informações, amizades virtuais. Mundos paralelos.

"Agora aqui estou eu, mergulhado neste mundo psicótico tentando ser mais louco que o próprio serial, só assim para poder pegá-lo em sua própria teia. Esse cara é alem de tudo, uma cria da tecnologia moderna imperfeita. É a maior prova da parte negativa do mundo virtual, pois ele é um assassino que não precisa de contatos físicos com suas vítimas, ele cria soldados para sujarem suas mãos por ele." pág. 239

Eu gostei bastante da trama. Gostei da análise dos motivos que levaram o serial a se comportar desta maneira. Existe uma agressão psicológica, que condiz com a minha crença de que todo ser humano reflete o que lhe é imposto na infância.

Não gostei da narrativa do livro, o autor não conseguiu manter a coerência. No inicio temos Alexandre narrando sua historia, depois passamos a ter também o ponto de vista dos demais personagens, finalizando com uma narrativa em terceira pessoa. Não prejudica de fato, mas pode atrapalhar um pouco o fluir da leitura.
Outro ponto negativo foi que o autor deixou de lado os dramas da vida pessoal de Alexandre, que é o nosso personagem principal. No inicio temos ênfase em um relacionamento mal resolvido entre ele e a repórter Helena, mas ao decorrer do livro, essa questão fica muito perdida e o final atropela essa questão. O desfecho muito "rápido" do livro prejudicou alguns ângulos da história.

Concluindo, apesar de tudo o que depõe contra, eu gostei bastante do livro, é de um conteúdo excelente, muito proveitoso. Abre os olhos de pessoas mais leigas diante da grande "Teia Virtual".
Só melhoraria a capa, da qual não gostei nem um pouco. Ao meu ver não passa ao futuro leitor o bom conteúdo que carrega.


História:
Capa:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

14 comentários:

  1. Não é o tipo de livro que me atrai , a capa eu mudaria com certeza ,não remete o conteudo do livro ,bom é isso , eu não leria esse não, mas não pela resenha que foi otima ,pelo conteudo mesmo . Beijoss

    ResponderExcluir
  2. Me chamou a atenção, pela resenha, risos, pois a capa não agradou muito!
    E realmente, o adulto é reflexo da criança XD
    bjs flor!

    ResponderExcluir
  3. Olha,

    Eu acabaria lendo pela resenha, mas pela capa!
    =/

    E esse tipo de narrativa sempre me deixa confusa!
    haushaus

    Bjinhos
    Psiu!
    www.SilencioQueEuToLendo.com.br

    ResponderExcluir
  4. o tema é bem atual né. tinha mt coisa pra ser bom. talvez ficasse melhor com uma revisão na narrativa né dele?
    e realmente... que capa(...) suahsua nota 1. bem justo.
    tinha ouvido falar desse livro uma vez já mas nem sabia sobre o que era, apesar do título das pistas. hehe.
    enfim ;)
    bjs

    ResponderExcluir
  5. A história parece ser bem legal com um serial que acaba usando a internet mas não gostei muito pelo narrador mudar durante a história, perde um pouco o ritmo. Bjsss

    ResponderExcluir
  6. Interessante o tema do livro.

    Parabéns pela resenha.

    Beijos

    Boys e Livros
    http://boyselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Ah, eu curti a capa sim! hehehehe..

    Bom, a estoria parece ser bem interessante, mas vou aguardar outras resenha ;)


    Beeijos ;*
    Rapha - Doce Encanto.

    ResponderExcluir
  8. Não fiquei nada empolgada para ler, mas fazendo parte do book tour então tá na lista né rsss.

    Beijocas

    Vivi
    Filmes, livros & séries
    www.filmeslivroseseries.com

    ResponderExcluir
  9. Oii Andréaa..como foi de páscoa?Espero que tenha comido muitos chocolates =D
    Gostei muito da sua resenha , eu nunca tinha ouvido falar desse livro e eu achei que vc foi bem sincera e detalhista nos explicando os pontos que vc nao gostou e ao mesmo tempo dizendo que o livro tem um tema muito legal e diferente e que merece ser lido..beijos
    sua amiga blogueira Clara =D

    ResponderExcluir
  10. Bem lendo a sua resenha eu gostei mais da capa que do livro...rsrs..não que o livro não seje bom, mas é que quando leio: "o autor não conseguiu manter a coerência", fico com medo...srsrs...quem sabe um dia ele cai na minha mão e ai eu de minha opinião....por enquanto vou aguardar mais resenhas dele por ai....beijokas elis!!!

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Oi,adoro seu blog e acho suas resenhas ótimas. Coloquei o banner do seu blog no meu e queria perguntar: como você fez o banner? Queria fazer um para meu blog...
    Ps: O meu blog é esse biihcharmgirl.blogspot.com ainda está no começo!

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?
    Encontrei seu link no skoob de alguém rs. Amei seu layout, estou babando, muito lindo!

    Bom, eu participo tbm do booktour, mas eu estou esperando ainda meu 1° livro.Quando você diz, o autor não manteve coerência, até surge um receio, mas eu sei que não devemos julgar antes de ler né, vamos ver...O tema parece legal, pode ser que seja o 1° livro do autor né? Eu ainda não pesquisei sobre ele.

    Rs, tem um post seu que fala sobre comprar o livro pela capa, ainda vou comentar lá, então...Gostei do seu blog pela capa, vamos por assim dizer, inicialmente claro,pois agora lendo o conteúdo, passo a gostar completamente, pelo conjunto da obra rs.

    Já te add, pra sempre está em contato com seu blog e com vc né...Agora vou conhecê-lo um pouco mais.

    Parabéns flor!
    Bjs
    Ensaios de uma Leitura

    ResponderExcluir
  14. olha! o seu book tour ja começou :D
    o do meu grupo ainda n começou,eu queria que começsse logo ^^
    a capa do livro naoa juda mt na leitura, mas como eu vou ler mesmo assim ainda n poo julgar \o
    bju
    letracomasa.blogspot.com

    ResponderExcluir

Por Dentro


© Fundo Falso - 2016. Todos os direitos reservados | não responsivo, melhor visualizado no Google Chrome.
Design e programação por Andréa Bistafa | Ilustração original de Marciano Palácio | Tema base: Blogger | Versão 4.0 | Blog no ar desde 11.01.2011.